sexta-feira, 29 de julho de 2011

Ontem fui ver "O Lago dos Cisnes", pelo Ballet Estatal Russo de Moscovo

E depois de ter visto o filme "Black Swan" com a Natalie Portman no papel da louca Nina, a minha visão de um bailado, sobretudo deste em particular, nunca mais foi a mesma. Enquanto o via tranquilamente e me rendia a toda aquela beleza, era, momentaneamente, atormentada por pensamentos do género - ai que elas devem ter os dedos dos pés em ferida, ai que aquela deve ter dormido com o coreógrafo para conseguir aquele papel, ai que aquelas desgraçadas devem comer só uma folha de alface por dia, ai que aquelas desgraçadas devem ser umas infelizes. Sem comentários.

7 comentários:

Lau disse...

Agora você fez-me lembrar a minha treinadora ahaha.
Na ginastica ritmica também temos de ficar em pontas, mas as nossas "sapatilhas" não tem aquela parte dura, então é ainda mais doloroso.
E minha treinadora ao ver competições europeias na TV, tá sempre a dizer coisas como "aquilo deve ter magoado" "aquela vai ficar com dores no joelho" "aquela amanha não vai conseguir mexer o braço".
Acho que consigo compreender mais ou menos.

Irina disse...

Espero que acima de tudo tenhas conseguido aproveitar realmente a beleza desse bailado. É lindo.

Nia disse...

Pois que eu vi tal espectáculo já há uns 2-3 anos, e se o tivesse visto pós-Black Swan, é provável que mexesse mais comigo ;)

Saudações,
Nia

Diuska disse...

*inveja* também queria muito ter ido!

Garcia disse...

Um bailado imperdível e nada fácil de compreensão total (excepção feita à dança, que acho que toda e qualquer pessoa percebe o conceito de ballet)

De qualquer das formas, a imagem artística do ballet sofreu uma influência (negativa, creio) com a saída do filme black swan para as salas de cinema.
Ainda que exagerado, com toda a certeza que o filme foi feito tendo em conta coisas que se baseiam na realidade de peças e de pessoas.

Clau disse...

LOL

Miss M. disse...

Eu faço ballet desde dos 5 anos e sei o que sao os pés em sangue por causa das pontas mas também qual é o sentimento de estar em cima de um palco e atingir o estado quase divino que o ballet nos permite e isso compensa em mim todas as dores e horas de treino !