sexta-feira, 29 de julho de 2011

É a crise, senhores, é a crise!



Doutzen Kroes fotografada por Mario Testino

Numa revista de cusquice (revista esta que me deu temas para centenas de posts) li que o Pedro Lima fez uma cirurgia capilar - e agora o mais importante da conversa - na clínica tal (não me recordo do nome). E disse para os meus botões que se eu quisesse muito fazer uma cirurgia estética (não quero, felizmente) e não tivesse dinheiro para a pagar, preferia não a fazer, ou então juntar dinheiro para ser eu a pagá-la. Tudo menos fazê-la de borla mas ser obrigada a apregoar aos sete ventos o que tinha feito e onde o tinha feito. Antigamente as pessoas guardavam segredo destas coisas. Agora já não. As pessoas até vendem a alma e permitem que se filme uma cirurgia para ganhar mamas novas ou para ganhar uns lábios inchados, que elas consideram bonito, mas que a mim só me lembra alguém que foi picado por um enxame de abelhas ou então que teve sucessivos episódios de herpes labial. Ele podia estar bem caladinho e uma pessoa ficava a pensar que o rapazolas até tinha um bom cabelo e tal, que tinha bons genes capilares, agora já não. É o drama, é o horror, é a tragédia.

7 comentários:

Sofia disse...

Absolutamente de acordo!!!
Fazer e depois andar a dizer... no thanks!
Não quer dizer que tenha de se esconder... mas também não é preciso andar a apregoar!
Como tudo na vida, nem 8 nem 80!
E acho que é isso que faz falta nos dias de hoje e que temos um défice maior do que o da divida externa: sensatez!

lisbon new-yorker disse...

Pior foi a exposição das mamocas da Maya em tudo o que era revista! Não sei como é que alguém se sujeita àquilo por uma nova peça anatómica...por favor, menos!

Apoiada ;)

beijinhos,
lisbon new-yorker

Military Life style disse...

eu cá axo normal ele ter feito a cirurgia capilar mas divulgar isso é que não havia necessidade nenhuma:P
eu se fizesse uma cirurgia estetica colocava tudo em segredo na minha cabeça e mais nada :P
beijoca*

Shiine* disse...

Tanto me dá como se me deu que ele diga que fez ou não. O homem nem sabe que eu existo, para que me vou preocurar com ele? Que faça muitas mais se gostar.

purolobo disse...

Não percebo o porquê das pessoas terem que vir dizer eu fiz isto ou aquilo. Fazem, sentem-se bem, mas deixem-se estar quietinhos. É a minha opinião.

Espelho de Vénus disse...

Chegou à meia-noite e perdeu-se o encanto, é o que é! ;)

Corina de Oliveira disse...

ahahahahah XD tãaaaaao verdade!