sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

O Hugh Hefner, quando soube disto, deve ter largado uma das loiras mamalhudas e deve ter levado as mãozinhas à cabeça



Não era preciso ser muito inteligente para perceber que a Playboy Portugal iria ser um fiasco. As capas foram mazinhas desde aquele primeiro número. As moças não tinham interesse, eram as mesmas que tinham já aparecido em pelota noutras publicações do género e, como se não bastasse, nem sequer mostravam aquilo que os homens queriam ver. Para além disso, o nosso país é pequenino para tanta publicação masculina. Mas chegarem ao ponto de colocarem o Ricardo Araújo na capa de Dezembro numa de desespero para vender (não me venham com tretas de que querem fazer história, de que isto faz sentido, blá, blá), parece-me um bocadinho exagerado, não? A sério. Isto é permitido? Não há uma marca que tem de ser respeitada? Uma Playboy com um homem na capa? Está bem que ele é lindo, que ele é inteligente, que ele é tudo e tudo, mas não para aparecer na capa deste tipo de revista, que, supostamente, serve para mostrar mamas e pipis. Assim comássim que o pusessem nuzinho e mudassem o nome da revista para Playgirl. Isso é que era. Nós agradecíamos.

17 comentários:

Carrie disse...

Mesmo que não mudem o nome da revista e mesmo que ele não esteja descascadinho, cá está uma Playboy que eu compraria!
As mulheres deste país são mais do que os homens. A revista vai vender bem, trust me ;)

Kiss kiss

Rubi disse...

Ainda por cima com uma foto dessas. Essa revista tem os dias contados...

BlueAngel disse...

Concordo plenamente contigo. A primeira vez que vi esta capa surgiram-me comentários semelhantes. Não se compreende e não se entende porque raio esta revista continua a ser publicada por cá.

Poupinhas disse...

Pois é.. peninha que a Playboy esteja na falência, não há quem queira ficar com ela.. como se custuma dizer dizer o que é bom (que neste casao nunca foi em Portugal) acaba depressa.
kisskiss

Dorushka disse...

Cada qual tem direito à sua opinião, é óbvio, mas diga-me uma coisa: já leu a revista? Ler mesmo? Eu já li, leio todos os meses, e posso dizer que a Playboy não é só uma revista de mamas e pipis, é uma revista de actualidades, com reportagens e entrevistas de qualidade com mamas e pipis pelo meio...
Agora concordo consigo quando diz que o mercado está saturado, mas não é só de revistas masculinas, é de femininas também. E algumas delas com qualidade bem inferior à Playboy.

Anônimo disse...

Dorushka eu penso q a Kitty se estava a referir à capa e não à revista quando falou em mamas e pipis. De qualquer modo, não acredito que haja alguém que compre a revista só para ler as reportagens. Compram pelas mulheres em primeiro lugar, claro que se tiver boas reportagens, melhor.

Sofia B

... disse...

É desta que eu vou comprar a Playby, ph! Logo com o Ricardo na capa! É já, é já, onde é que está a banca mais próxima?! xD

Jinhos!

Marta

Dorushka disse...

Com este meu novo comentário não quero, de forma alguma, dar azo aqui a uma discussão, mas gostava de focar e comentar um outro ponto do seu post: "...colocarem o Ricardo Araújo na capa de Dezembro numa de desespero para vender...". Na minha opinião, pode ter sido uma manobra desesperada de marketing, mas, pelo menos na blogosfera, quer me parecer que está a dar resultado, quase todas as "blogistas" que leio comentam e referem que vão comprar!
Eu já comprei e recomendo para quem quer LER uma revista actual e interessante! Sim, tem mamas e pipis, e é isso que à primeira vista chama a atenção, mas, muito honestamente, o que é que isso interessa? A Kitty, segundo entendi pelas suas palavras, comprava se o RAP aparecesse nuzinho na capa e lhe chamassem Playgirl, mas porque é que não compra mesmo assim e confirma, mais uma vez, que ele não precisa de se despir para ser o Homem do Ano?
Ah, e já agora, não quero que pensem por aí que sou uma obstinada defensora da Playboy, porque não sou. Mas esta é a minha opinião e, como toda a gente, sou livre de a expressar.

Kitty Fane disse...

Dorushka, eu estou a brincar na parte final. Nunca compraria uma revista só porque tinha um homem nu, mesmo que esse homem fosse o RAP. Aliás, acho que perderia toda a piada ao sujeitar-se a uma coisa dessas. Prefiro continuar a ler as suas palavras, e para as ler não preciso de comprar a Playboy. :-)

P.S. Eu penso que se percebeu bem que não está aqui a defender a Playboy. Está apenas a dar a sua opinião.

Beijinho

Anônimo disse...

concordo totalmente contigo. Se as primeiras revistas já tinham dado cabo da marca, esta última matou-a completamente. E tenho pena, porque, como também já foi dito por aqui, a revista tem qualidade além das maminhas e pipis.

joana disse...

E lá dentro como são as fotos?lol!Bom fds!

Ana C. disse...

Parece que o público alvo da Playboy portuguesa é diferente do resto do mundo. Mas viste a revista por dentro? Às vezes podia estar o Ricardo com orelhas e rabinho de coelha e mamocas ao léu...

Style&Stuff disse...

Pior, só mesmo se ele estivesse nuzinho, com uma folhinha a tapar as partes assim à estilo Adão!

LOL

Kiss*

sonhos cor de rosa disse...

nao e desespero para vender..

ta bue frio para tarem a despir as raparigas..lol :)

Trintão disse...

Isto é mt mau para a imagem da Playboy!

pinky disse...

Esta Playboy realmente saiu assim um bocado estranhita. Portugal tem destas coisas. Só falta que a Playboy passa a ser uma coisa mais intelectual :)

LLMS disse...

Mas isto é a sério?????