terça-feira, 11 de agosto de 2009

Ai vou mas é para a praia, ai não, se calhar vou mas é para as urgências!


Sarah Michelle Gellar

De há dois dias para cá que sentia um peso enorme na zona da face e do olho esquerdo e notava aí um ligeiro inchaço. No Domingo foi quando notei isso pela primeira vez. Ontem continuou. Hoje quando acordei fui logo a correr para o espelho e o inchaço continuava lá. Não estava pior, mas também não estava melhor. Ora tendo em conta que este é o lado onde tive o meu problema de saúde e tendo em conta que fiquei com algumas mazelas dos tratamentos, decidi não esperar mais e pus-me a caminho das urgências, neste caso das urgências do Hospital dos Lusíadas.

Aconteceu logo o que eu já estou habituada, quando eu conto o meu historial, os médicos de clínica geral levam sempre as mãozinhas à cabeça. - Ah e tal devia de contactar já o seu médico.- Pois podia, mas o senhor está de férias, não vou ligar-lhe para o telemóvel porque estou com um pequeno inchaço na cara. Se sentisse alguma alteração na zona da cirurgia, aí sim, ele que me perdoasse, mas ligava-lhe até que ele atendesse. Mas como não era, decidi não ligar, apesar de estar preocupada. - Ora como não tem cáries dentárias, não tem os olhos vermelhos, não tem nenhuma infecção aparente em lado nenhum, eu vou armar-me em House e aponto para uma sinusite maxilar. Ora vai mas é já fazer uma TAC aos seios perinasais e aos ouvidos.

Lá vou para a TAC. Na recepção trabalha a mãe de um aluno meu (aliás, já fui professora dos dois filhos da senhora, por sinal queridíssimos) que me interroga logo, eu lá lhe digo mas sem entrar em grandes pormenores, pedindo a todos os santinhos que ela não lesse o relatório que a médica tinha escrito, caso contrário lá ia ela também levar as mãozinhas à cabeça.

Pronto, lá volto eu para a urgência, lá espero mais uma ou duas horitas pelo resultado da TAC. Estava tudo bem, só tinha o ouvido inflamado (fruto dos tratamentos que fiz, aliás, desde essa altura que fiquei praticamente surda do ouvido esquerdo) e cheio de cerume. - Se calhar o melhor é ir para o otorrino. Ai, mas espere, não há nenhum de serviço, vou ligar ao meu colega Vítor.

O colega Vítor estava de folga, mais concretamente no veterinário com o gato cujo diagnóstico, fiquei a saber, era Tinha, mas como é um querido, veio de propósito ao hospital para me atender.

E, passada uma horita, lá vou eu ser atendida pelo doutor Vítor que poderia ser apelidado também de - o doutor mais simpático, mais querido e mais amoroso do planeta. Juro. Nunca vi nada assim. Ora lá lhe contei a minha história e, como já estou habituada com os médicos da especialidade, não levou as mãozinhas à cabeça, muito pelo contrário. Tranquilizou-me. Disse que não tinha ali nada. Disse que o inchaço deve ter sido desencadeado por qualquer motivo, como por exemplo o dormir muito tempo para aquele lado, uma vez que não se verifica nada na TAC e uma vez que a minha pele ficou muito sensível naquela zona depois dos tratamentos.

Além de me ter tranquilizado ainda me limpou o ouvido. Pois, o meu ouvidinho esquerdo que ficou muito danificado pelos tratamentos, estava cheio de porcaria. Só não saíu de lá dinheiro. De resto saíu tudo. Eu bem o tentava limpar com cotonete, mas não saía nada. Aliás, ele disse-me que jamais em tempo algum se deve limpar o ouvido.

Agora, eu que pensava que ia ficar para sempre surdinha daquele ouvido e que até já estava a pensar em adquirir um funil daqueles que a avozinha do "Allo Allo" usava, parece que tenho um megafone ao lado. Oiço tão bem. Eu estava mesmo surdinha, caramba. Tudo me parece um exagero. Até estranho. Por exemplo agora, o barulho dos meus dedos a bater nas teclas é quase ensurdecedor.

Para terminar, quero dizer que já fui a muitos hospitais - públicos e privados (não tenho queixa de nenhum deles)- mas em nenhum deles sou tão bem tratada como no Hospital dos Lusíadas.

15 comentários:

Miss Kitty disse...

Sinceramente mal vi o titulo do post vim logo ler porque fiquei preocupada. Isto da blogosfera tem destas coisas. Fico feliz que esteja tudo bem e agora até te sintas melhor do ouvido! Às vezes também acordo mais inchada de uma das faces ou de um olho e é devido geralmente a problemas de sistema nervoso... acaba por passar.

Bjinhos e as melhoras!*

hierra disse...

pois, qdo se já teve um problema grave, qualquer coisa que apareça, por mais simples é sempre um susto :)

* Estrela disse...

Ainda bem que não foi nda de grave :)

*

Ana C. disse...

Ufa que odisseia!!! Mas tudo está bem quando acaba bem e fico contente por teres tirado tudo o que não era preciso de dentro do teu ouvido ;)

Filipa disse...

Ainda bem que não é nada grave!

Beijinho e fica bem.

Ana Red Nose disse...

Olá!
Ainda bem que foi apenas um susto!
Boas férias, com saúde e sem preocupações!
:)

Precis Almana disse...

Limpaste o ouvido e ainda "lavaste os olhos", hem?!
Oh pá, ainda bem que está tudo fixe e, neste caso, "há males que vêm por bem".
Eu fui muito bem tratada na CUF quando fui operada, mas nas urgências vou para públicos...

Mar disse...

Olá!

Tudo fica bem, quando acaba bem...

E agora...PRAIA!!!Que isto não se pode com tanto calor... ;)

beijinhos

GATA disse...

Frau, eu não lhe disse que o médico do gato era bom? Bocê não acredita em mim!

PS: agora tenho que voltar a falar baixo com bocê... confesso que já estava a ficar cansada de berrar para bocê me ouvir! :-)

Mara disse...

Ainda bem que não passou de um susto. E até com saldo positivo, deixaste de estar surda.

prada disse...

NUNCA se metem cotonetes ou afins nos ouvidos e a nenina só o deve fazer limpeza no otorrino
Não é nada de especial e ainda bem

Poetic GIRL - BELA disse...

Kitty, desculpa a pergunta mas foste operada aos maxilares? É que eu tenho estado em consultas e mais consultas pare ver se vou ser operada... ao ler o teus post fiquei a pensar se seria ou não... desculpa a invasão... beijocas

Mimi disse...

Tudo a correr bem é que é o mais importante! Agora já podes ir para a praia :)

Nuvem disse...

Ainda bem que não era nada!!!
E eu também adoro o hospital dos Lusíadas - acho o atendimento muito bom e os médicos que já lá vi são impecáveis.
beijinhos e... vai para a praia!

Anônimo disse...

Não se deve limpar os ouvidos com cotonetes?? Mesmo?? Então limpamos com quê? Desculpa comentar agora, mas é que desde que estou de férias só tive oportunidade de vir à net hoje..fica bem =)

Ana