terça-feira, 6 de janeiro de 2009

É bom morar sozinha


Kate Beckinsale

Porque somos nós que escolhemos a casa. Porque tudo o que nela existe foi comprado ao nosso gosto. Porque podemos trazer quem nos apetece, sem recear a opinião de terceiros. Porque podemos sair de casa às três da manhã, para ir ao encontro da nossa paixoneta actual ou do nosso grande amor, depois de uma conversa telefónica, sem pedir licença a ninguém. Porque podemos chegar já depois do sol nascer, sem ter ninguém à nossa espera para nos dar um ralhete. Porque se não nos apetece fazer jantar, não fazemos. Porque temos um comando da televisão só para nós. Porque podemos encher todos os roupeiros com as nossas roupas. Porque podemos demorar uma eternidade no banho, sem ninguém do outro lado a pedir-nos pressa. Porque podemos vestir aquele pijama feio, sem ter receio que o outro não goste. Porque o silêncio é tão bom.

É certo que isto não é para todos. Há pessoas que jamais conseguirão morar sozinhos, porque não conseguem estar com eles próprios ou porque gostam demasiado de companhia a toda a hora. Em geral, são aquelas pessoas que quando despacham um, já está o outro com as malinhas à porta de casa para entrar. Ou não. Mas para quem se habitua e gosta, como é o meu caso, torna-se complicado abdicar disto. Não impossível, mas complicado.

Portanto, meninas que sonham com o véu e com a grinalda, com um futuro risonho a dois, fiquem em casa dos papás até aparecer o príncipe encantado. A sério. Conselho de amiga. Depois então compram a vossa casa juntos. É que se se habituam a isto, mais do que dois anos seguidos, meus amores, já não vão querer outra coisa. Fala a voz da experiência, de uma pessoa que tem a nítida sensação de que a maior parte das suas relações falhou por esta enorme independência e por esta ausência de vontade de juntar trapos. Não quer dizer que não tenhamos vontade de nos apaixonarmos, ou que não gostemos o suficiente das pessoas, mas a independência e o estar em casas separadas, assim como o Woody Allen, ainda que possamos estar juntos a toda a hora, faz com que não nos apeteça ir pelo caminho mais difícil.

(E antes que me venham dizer, que horror, viver sozinho é uma porcaria, uma tristeza, Deus me livre, blá, blá, o próximo post terá como tema "É bom morar sozinha, mas só às vezes". Sim, não são só vantagens.)

54 comentários:

Anônimo disse...

Bom dia! hoje sou a primeira! Cool! Só para dizer que não creio que estejas absolutamente certa. eu vivi sozinha antes de viver com o meu actual marido e prefiro mil vezes viver com ele. Tenho uma amiga que já vai para 3 anos a viver sozinha e diz que neste momento já está farta... Enfim, o teu caso é assim, mas não creio que todas sofreremos do mesmo se vivermos sozinhas uns anos antes de juntar os trapinhos.
beijinhos e bom ano!

Kitty Fane disse...

Coelha, depende das pessoas, sim. Mas eu falo pela minha experiência e pela de imensas amigas minhas que há anos q vivem sozinhas e q n conseguem dar o próximo passo, ou quando o dão sofrem um bocado nos primeiros tempos. Como eu disse não é impossível, mas é complicado.:-)

Poupinhas disse...

Miss Kitty Fane, já não moro com os meus pais à mais de 5 anos, partilhei sempre casa. Entretanto decidi morar sozinha, porque havia baraulho, casa suja, blá blá blá, entretanto tive um pequeno problem de saúde que decidi novamente partilhar casa, confesso que pasado 3 meses estou a sofucar.. é tão bom quando temos o nosso espaço, as nossas coisas.. é como tu dizes, não ter que dar satisfações a ninguém.. o que mais gostei quando morei sozinha (pelo pouco tempo que foi) era acordar de manhã, ligar o radio e preparar-me para o trabalho muito bem disposta.. Mas depois havia alguns contras.. ter o caomando para ti, mas o lugar do sofã (ou colchão) vazio, cozinhar (mas só para um??).. coisas né??
Um beijinho*

Kitty Fane disse...

Poupinhas calma aí com os contras que o próximo post falará deles.:-D

Unknown disse...

Concordo em obsoluto contigo.
Viver sozinho , é acima de tudo viver em paz, viver connosco.
Já passei por isso, e achava que não me habituaria facilmente a partilhar o MEU espaço. Mas o amor muda tudo, e quando é a sério, é tão simples partilhar tudo. fiquei muito surpreendida com a capacidade e a vontade partilhar o espaço e o tempo (para mim, igualmente importante).
beijinhos

Anônimo disse...

Ai que saudades desses tempos, mesmo se gosto de partelhar agora a minha casinha pelos bons lados da coisa, aquela liberdade de sêr como somos e nos apetece a toda a hora sem fazer sacrificios ou esforços é tão boa que me faz falta...mesmo se hà amor. Nostalgie quand tu nous tiens.
Sofia da Suiça

Poupinhas disse...

lol, vale Kitty :)
Os contras ficam para o próximo post.. waitting*

Nwanda disse...

Subscrevo totalmente, então a parte do comando e sair e entrar ás horas que se quer...ui ui!

Me... disse...

Adoro viver sozinha!Há contras, é verdade, mas os "prós" que aqui se falam têm muita força! Agora sinto-me sufocar quando partilho o espaço durante mto tempo... nada como aquelas noites/tardes de "mappling" com comando na mão a "papar" séries atrás de séries sem que nos chateiem para mudarmos de canal... comer o que me der na gana se não me apetecer jantar, sair e entrar às horas que quiser, receber quem eu quiser e a qualquer hora do dia... já sao 3 anos e habituei-me a conviver comigo - será egoísmo?

Saltos Altos Vermelhos disse...

Só posso falar da minha experiência de vida a dois! No inicio custa sempre um bocadinho tentar acertar as agulhas...arrumações e tal! Acredito que vivendo sozinha é mais difícil de dividir o espaço! O ideal é quando se juntarem começarem num espaço novo para ambas! :D Eu recomendo!!

Miss K. disse...

há 10 anos fora de casa dos pais, há 9 a morar sozinha (mas nem por isso independente...), só te posso dizer que estou absolutamente de acordo contigo. em tudo! já saí de casa às três da manhã para encontrar o "amor do momento", já cheguei de manhã, à tarde e à noite, já fiz banquetes imaginários, tomei banhos maravilhosos... e, ainda que não me custe partilhar este meu espaço com o meu namorado, é bom, é mesmo muito bom, saber que (para já) ele é só meu!

My Blueberry Nights disse...

Acho que estava a precisar deste post :)

*Bárbara* disse...

Olá! Eu também já saí de casa dos meus pais há 6 anos e nos primeiros tempos vivi sozinha. Confesso que, embora adore viver com o meu "namorido", também adorei o tempo em que era só eu e a minha gata e desfrutei de todos os privilégios que referes no teu post e que são reais, mas também dependem de cada um de nós. É óptimo termos o nosso espaço, o nosso canto, criado à nossa imagem, mas também é bom quando o partilhamos com alguém importante para nós.

Dudu disse...

Pois eu nunca vivi sozinha, mas deliro quando fico sozinha em casa por umas horas a cuidar de mim seja a ler, ver tv, a fazer um mini spa...

Eumesma disse...

Olá!

Cada um pensa da forma que quiser, estará melhor como estiver, mas acho que as pessoas sentem isso, quando sempre viveram assim. Mas quando se já partilhou o espaço com alguém e dps se vê todos os dias sozinha numa cosa, o caso muda de figura, sente-se falta de mta coisa que já se teve e se deixou de ter.
Concordo com todas essas vantangens, mas confesso que depois de 6 anos a morar sozinha,estou farta, muito farta e cada dia que passa a saber que vou lá entrar e ninguém lá está para falar cmg é mais um dia de sacrificio..mas é a vidinha. :-)

Fica bem

Anônimo disse...

Até gostei de ler isto!
Normalmente ninguém gosta de viver sózinho e, dizem ,mal , ai porque estou tão só,ai porque estou abandonada,eu nunca vivi sózinha mas penso que ás tantas até devia gostar!
È melhor não experimentar...

**Li

Coisa disse...

«this guy goes to a psychiatrist and says, "Doc, my brother's crazy; he thinks he's a chicken." And the doctor says, "Well, why don't you turn him in?" The guy says, "I would, but I need the eggs." Well, I guess that's pretty much now how I feel about relationships; y'know, they're totally irrational, and crazy, and absurd, and... but, uh, I guess we keep goin' through it because, uh, most of us... need the eggs»

Allen

Ana C. disse...

Só quando estivermos bem connosco próprias é que vamos conseguir encontrar alguém que valha a pena e não alguém para nos encher os vazios.
Acho que fazes muito bem em ver o lado positivo de viver sozinha, acho que fazes ainda melhor em não teres medo do silêncio, que às vezes é tão necessário como o próprio ar que respiramos.
Aguardo a outra face do espelho no próximo post.
Bjs

Anônimo disse...

Concordo com tudo o que foi dito no post (há contras é certo e sabido...), mas...eu adoro viver sozinha, não me incomoda nada o silêncio, pelo contrário, gosto de ter o meu espaço, só meu, como eu quiser, a hora que quiser, etc... A sensação de liberdade é optima, e não tem preço!

Raquel A. disse...

Há dias para tudo.. Há aqueles em que é bom morar sozinha por tudo o que disseste e muito mais e há também aqueles em que apetece partilhar tudo com alguém ;)

BJS*

wednesday disse...

POis eu estive mais de 3 anos a morar sozinha, na minha casa e agora ele veio para lá. É certo que já lá tinha dormido mtas vezes, mas n é mesma coisa. O pior mesmo é encurtar o espaço que eu ocupava (todo) para ele por as coisas dele... E a independência também tenho de dizer, era mto boa. O que me safa é que além de eu n deixar de fazer certas coisas (sair com amigas ou afins) ele próprio também é assim. Ou seja, respeito, confiança, poucos ou nenhuns ciúmes e, sobretudo, falar abertamente sobre as coisas. Todos somos humanos e ninguém é perfeito...

Usa as chaves para entrar disse...

Miss Kitty Fane, como me revi neste teu post!
Se me permites, faço minhas as tuas palavras. Vivo sozinha há 3 anos e, cada vez mais me pergunto, como irei algum dia "abdicar" desta independência.

Como dizes e bem, também há contras, mas estas coisas boas ninguém nos tira! :)


xinhus
xu

Sofizita disse...

Kitty, subscrevo cada palavra do teu primeiro paragrafo. :)))O resto não sei porque só vivo sozinha há um ano. :)

Anônimo disse...

Não há nada como estarmos sozinhos e fazer aquelas coisas todas que descreveste :)

Nuno

C disse...

Eu entendo perfeitamente o que sentes. eu sentia o mesmo e pensava o mesmo. E morei mais de 5 anos sozinha. Eis senão quando, aparece o princípe encantado que me faz partilhar o espaço no guarda-roupa e o comando da televisão, que toma banhos demorados comigo e que era tão independente quanto eu!

Pp_FANTASMA disse...

Vou esperar para ver quais são os contras:)
Kiss

Sofia disse...

aaaah, um dia também quero viver sozinha!
beijinhos kitty :)

mimi disse...

ADORO MORAR SOZINHA, ADORO A MINHA COMPANHIA e eu entendo o " às vezes há desvantagens" mas é só às vezes ;)

Mnemósine disse...

Às vezes é complicado até para quem não se habitua...

Ervi Mendel disse...

Vou discordar completamente (que grande surpresa)!

Não vivo sozinho e faço isso tudo. Basta ter uma casa suficientemente grande para poder haver independência e privacidade.

Além do mais quando é preciso que nos lavem as costas, tragam os cigarros ou cosam as meias, como é que é?

O Cócó disse...

É fácil, quem sofre de problemas de solidão e quer companhia que contacte-me que tenho uma empresa que trata dessas questões.

Cumps do Cócó

Unknown disse...

Eu vivi sempre numa casa cheia de gente... eramos 5 aqui por casa...
Na faculdade eramos 3 (mais 1, de vez em quando) num T1+1...
Depois vivi um ano e meio sozinha, por questões de trabalho e adorei, mesmo estando longe de tudo e todos... creio que cresci mais nesse ano que nos outros 22 que tinha de vida!!
Entretanto, voltei para casa dos papás e estamos nisto à cerca de 2 anos!
Adoro morar sozinha, por tudo... e mesmo tendo a questão da solidão... às vezes há pessoas que moram com mais alguém e que se sentem completamente sós e, pior, abandonadas!!
As coisas com os meus pais melhoraram depois de eu ter morado sozinha, somos mais adultos, todos mas, ainda assim, sinto que está na hora de viver a minha independência, e estou à procura da minha nova "casa das bonecas" desta vez, mesmo minha!!!

Gostei do que escreveste, sinceramente, e fico à espera do próximo post!!! :P

Ana A. disse...

Eu também quero voltar a morar sozinha!
Os contras é quando os canos rompem, as lâmpadas mais altas fundem, ou qualquer outra coisa avaria!
;)

Bafejada pelas Musas disse...

Esse é um dos meus sonhos... morar sozinha!!!

Não tenho ilusoes de casamento and stuff, quero mesmo é ter liberdade e n ter ninguém, NINGUÉM a chatear me a cabeça. nem homens, nem pais nem nada:)

Claro k ng sabe s s vai adaptar, mas eu acho que é uma etapa que todos devem experimentar.
Por mim podes postar mais sobre este tema:)

rita ****

ps. Fiz um comente ao ultimo post mas n foi aceite, terei sido demasiado bruta?:S n quis maltratar ng:)

S* disse...

Acho a tua descrição absolutamente perfeita.

Não gosto de estar sozinha muito tempo, mas sinto que ADORARIA ter um espaço só meu. Para poder fazer tudo aquilo que me apetece, quando me dá vontade, sem ter de pedir licença a ninguem.

J. Maldonado disse...

Subscrevo integralmente o que dizes.
Já moro sozinho há mais de cinco anos e não quero outra vida. É tão bom quando conquistamos um espaço próprio pelo nosso mérito.
Eu sou apologista de que as pessoas antes de casarem devem viver sozinhas, pois sair da casa dos pais para casar, tem muitos inconvenientes, por isso é que os casamentos actualmente não duram nada...

Fiona disse...

É como tu dizes: viver sozinha é bom mas também tem as suas desvantagens. Sabe bem o nosso cantinho, sem dúvida. Mas também existem momentos em que apetece (e muito) ter alguém a atrapalhar-nos a vida pela manhã porque quer usar o WC ou porque não concorda com a decoração :P

Rita Carapau Sardinha Frita disse...

Morar sozinha tem desvantagens, claro que tem! Nem tudo na vida é um mar de rosas, claro!

Mas que é bom, é! E muito!!!

E quando me perguntam "vives com alguém?" Eu digo "Sim! Comigo mesma vai para 2 anos e temos sido muito felizes juntas!" eheh

Beijinhos

PS: Já agora uma dica para quem vive sozinho/a: descobri hoje que o bacalhau com natas do take away do Pingo Doce é maravilhoso! lol

aespumadosdias disse...

Boa noite. Tem as suas vantagens e os seus inconvenientes. Comprei a minha sozinho, mas gosto que por vezes esteja lá mais outra pessoa.
:)

Lolipop disse...

Eu vivi sozinha uns 2 anos e adorei. Agora vivo com o meu marido e já estou tão habituada que já não conseguia viver sozinha.

São fases da vida!

Bad Girl disse...

Não são só vantagens. Mas são muitas vantagens.
B3ijos

Precis Almana disse...

Assino por baixo letra a letra, até as palavras mais pequenininhas. E já lá vão... muito mais que 2 anos.
Não é bom viver sozinha quando estamos doentes. E o simples levantar para ir tomar o anti-pirético com 39 de febre, a tremer como varas verdes, ao quase impossível levantar para ir fazer xixi quando se está numa crise de lombociatalgia com dores insuportáveis são quase dramas...
Felizmente tudo se ultrapassa.
Mesmo que depois destas situações se tenha acumulado roupa para lavar, passar, loiça para lavar, cotão nos cantos da casa, etc.
Mas eu gosto muito de morar sozinha.

mac disse...

Como te percebo Kitty...Sempre fui independente, e desde que tenho um cantinho só meu desde há 6 anos, cada vez é mais difícil abrir mão dessa independência...Mas por essas e outras é que cada vez mais, há mais pessoas a aderirem ao conceito Living Appart Coupple (LAC): 2 pessoas que têm uma relação estável, amam-se muito, mas que vivem em casa diferentes (não impede de dormirem juntos, eh,eh,eh). Diga-se de passagem que eu tenho uma relação de 5 anos, e dou-me bem com este novo conceito.

Meow disse...

É verdade, é óptimo morar sozinha. Eu já tive vários tipos de experiência: morar em casa da mãe, numa residência de estudantes, em casa partilhada, sozinha, com o namorado e finalmente outra vez sozinha. E apesar de ser uma pessoa que gosta de estar (quase) sempre acompanhada, acabei por gostar de estar sozinha. Gosto que o meu namorado esteja cá em casa mas como não vivemos juntos, posso fazer tudo, mesmo tudo o que me apetece a qualquer hora. É excelente.

Laidita disse...

É bom, eu concordo. E depois umas 2 vezes por semana, arranjava-se companhia e resolvia-se o post a seguir! :)

Bjs!

A. disse...

Venho um bocadito atrasada, mas queria dizer que concordo, embora nunca tenha vivido sozinha.
Quando vim para a Holanda, a minha ideia era essa, até começar a ver casas. Os preços impraticáveis por autênticos buracos, fizeram-me mudar de ideias e resolver partilhar casa.
Mas uma vez que partilho a casa com alguém que não conhecia antes, que não é namorado, marido, irmão ou amigo chegado, faz com que possa escolher estar sozinha sempre que quero e até fazer a vida toda independentemente se assim decidir. O meu quarto é o meu reino.
Muitas das desvantagens que referes, tenho-as também, como por exemplo ter montado a mobília do meu quarto - incluindo a cama - completamente sozinha, sem ajuda nenhuma.
Claro que continuo a querer viver sozinha sozinha - e uma vez que irei ficar solteira, devo ter bastantes oportunidades -, mas só quando for um bocadito mais rica.

Solidao Atarefada disse...

Sim, é bom morar sozinho.
Mas há riscos:neste momento sinto-me um bocado como o Jack Nicholson no filme, Melhor é impossível.

Trintão disse...

Eu concordo com o que dizes e entendo-te perfeitamente!

Eu tenho aversão é a pessoas que não são assim... às que mal acabam algo estão logo com outro à porta...

Claro que um dia, se tudo correr como queres, vais gostar de morar com o "tal"... até lá acho que estás bem assim!

Anônimo disse...

A história do "moras sozinha? mesmo sozinha? coitada...que chato não??" já conheço bem. Muita gente não entende a diferença entre "estar sozinho" e solidão. Mas a verdade é que isto é como tudo na vida - há pessoas que simplesmente não conseguem.
Tenho 26 anos, aos 25 saí de casa dos meus pais, mudei de cidade. Há dias complicados, há dias de riso e dias de choro. Mas não é assim para todos nós?

(leio o teu blog ha muito tempo, mas este é o meu primeiro comentário. Um beijinho grande:)
Patrícia

Anônimo disse...

No Inverno chega sempre aquele dia em que se sente um quarto vazio dentro de nós!

Abraço, daqui para aí

Afteramsterdam

pieces of me (Luna) disse...

a minha unica questao é... nos dias de hoje.. qual é a melhor idade para sair de casa??

Tive uns problemazinhos à conta de querer sair :s

Anônimo disse...

É verdade, é óptimo morar sozinha. Já vivi com os pais, numa residência de estudantes, em casa partilhada, sozinha 5 anos e agora com o namorado. Sozinha é bom pelo que disseste, todo o espaço é só nosso. A partilha no início é complicada, eu muito arrumada, já ele que também vivia sozinho era desarrumado.. ambos fazemos diariamente concessões.. mas custa um pouco. AS compensações.. quando estive de cama ele tratou de mim, medicou-me, fez-me o jantar.. Ver filmes a dois é tão bom, falar do dia de trabalho.. Já quando ele ve a bola, eu vou para o meu vício no PC (travian), gravar fotos, imprimir.. ou simplesmente gastar tempo comigo e a curtir aquele momento. Atenção.. o ritual de saída com as amigas mantém-se :))

Just Me

Paulo Paixão Miguel disse...

Olá,
Estava eu a ver uns post na minha amiga de um mundo de sonhos e vejo lá este blog que me chamou a atenção. Já vi alguns posts teus e algumas fotos das tuas viagens, e parece-me que sentido de humor não te falta (lool), por isso arrisco aqui um comentário em forma de pergunta aos teus argumentos deste post.
Bem, sei que já chego tarde, mas…
É impressão minha, ou a linguagem escondida deste post é uma espécie de grito para o ar, tipo, “estou a ficar farta de estar sozinha”, e então criaste essa argumentação apenas para te convenceres a ti mesma que, “nada disso, eu estou muito bem assim, porque assim estou à minha maneira”?
Se achares que a pergunta é abusiva, não respondas para mim, responde para ti e depois eu pergunto, o amor é um lugar estranho, ou… distante?
Beijinhos e parabéns pelo blog

Anônimo disse...

Eu A.D.O.R.O. morar sozinha... Ter um love sim... Mas cada um na sua casa... Pra morar sozinha tem que estar financeiramente OK ! A melhor experiência da minha vida é ter uma residência do meu jeito somente pra mim... To assim ! rrss...