sexta-feira, 26 de abril de 2013

Crónicas felinas

Amanda Seyfried foitografada para a Elle UK por Alexei Hay, abril 2011

Depois de termos adotado a nossa gatinha, todo um novo mundo se abriu. Já aprendemos que para se ter um gato em casa (apesar de ser beeeem mais calmo do que ter um cão e apesar de não dar sequer metade do trabalho que um cão dá), tem de se perder o amor aos sofás, aos cortinados, aos tapetes e a tudo aquilo que eles acharem a jeito para afiar as suas garritas. E se tiverem uma gata muito feminina como a nossa, que só gosta das minhas coisas e das da Princesinha, têm de perder o amor também, entre outras coisas, aos pincéis de maquilhagem, pois mal ela põe a vista em cima de um, aproveita logo para o roubar e para dar turrinhas e rebolar em cima deles, como se estivesse embriagada de paixão.

8 comentários:

AC disse...

Olá,

Também tive esse problema e comprei um arranhador para gatos. Resolveu o assunto.

AC disse...

Olá,
Tive esse problema e comprei um arranhador para gatos. Resolveu o problema.

Beatriz disse...

Tenho dois gatos e eles nunca estragaram um sofá ou um cortinado :O
Já tentou comprar um daqueles postes de arranhar? Costuma funcionar :)

Bee disse...

Comprar um arranhador resulta..e cortar as unhas deles tb colabora! :)

Imperatriz Sissi disse...

A minha gata enlouquece quando ouve o telemóvel em alta voz. É um drama. Mas são as coisas mais amorosas do mundo e bastante mais tranquilos do que os cães. Sou definitivamente uma cat person!

Caetana disse...

Independentemente dos estragos que possam fazer (que nunca são muito agradáveis), os animais são maravilhosos e compensam sempre... por vezes (muitas vezes até), mais do que as pessoas. :P

BeatrizCM disse...

E, apesar de não ser nada higiénico, é amoroso vê-los escapulidos em cima da bancada da cozinha :)

aiuich disse...

Duas sugestões: 1 arranhador e vedar o acesso a determinadas áreas da casa. Em prol da sanidade mental. É apenas uma sugestão...