terça-feira, 19 de março de 2013

Feliz Dia do Pai

Caroline Kennedy & John F. Kennedy, fotografados por Richard Avedon, 1960

Porque quem tem um bom pai, tem quase tudo.

6 comentários:

Luna disse...

Não sei bem é se um pai que encorna a mãe publicamente à força toda seja exactamente o melhor exemplo...

Rubi disse...

Também tenho as minhas dúvidas sobre a qualidade paternal do senhor Kennedy!

Luna disse...

Já agora: estas fotos são lindíssimas, sem dúvida alguma.

Infelizmente, eu pessoalmente não consigo descartar a realidade que veio a conhecimento público, e que revelou um homem muito menos perfeito do que estas fotos ilustram.

Drago disse...

Se me permite gostaria apenas de dizer o seguinte: Que mal vem ao mundo, um homem que possa ter traído a namorada/mulher/whatever, (sobretudo com uma do calibre da Marylin que não estava ao alcance de qualquer um) de ser um bom pai? O que é que uma coisa tem haver com a outra?

Conheço vários homens que já traíram a namorada/esposa/whatever e nunca se imiscuíram das suas responsabilidades enquanto pais e sei que são pais exemplares. Ás tantas se em vez do Kennedy figurasse na foto uma mulher (tipo Madonna), seria sempre uma boa mãe, independentemente do que ela fosse fosse enquanto mulher na ótica de certas "puritanas", vamos lá saber porquê... Aprendam vocês que os filhos são para sempre, já as mulheres e os homens não.
Lição de vida!

Luna disse...

Bem, dado que morreu quando os filhos tinham 6 e 3 anos, acho que nunca saberemos.

No entanto, a traição repetida e pública à frente de toda uma nação, gera um nível de humilhaçao que na minha óptica revela pouco respeito pela família e seus sentimentos, coisa que me parece importante para fazer um bom pai.

E isso não tem nada a ver com puritanismos.

Jo disse...

Verdade. Felizmente tenho essa sorte! ;)