terça-feira, 24 de abril de 2012

Das perdas














Miguel Portas

E, pronto, esta maldita doença levou mais um dos bons. Parece que os escolhe a dedo.

9 comentários:

cabranazi disse...

Se fosse um ditador qualquer num daqueles países difíceis de pronunciar vivia até aos mil anos ( já repararam que os ditadores só morrem bem velhos??? ).
Miguel Portas, um homem com H grande. Um ser humano bom e de uma inteligência notável. Um dos poucos que "lá fora" lutava por Portugal. Muito triste com esta notícia :(

Teresa Celestino disse...

É verdade, parece que levei um murro no estômago....
:(

teardrop disse...

Uma grande perda. Sem dúvida que parece que o maldito escolhe as pessoas a dedo!

Shiine * disse...

É verdade.

Blog da Pip disse...

Lamentavelmente cada vez mais comum, desde figuras públicas a pessoas que nos são queridas. Eu perdi a minha mãe já há 12 anos e custa tanto.

Ladylike disse...

:((((

O Sexo e a Idade disse...

A filha da minha melhora amiga, aquando da morte desta (há bem pouco tempo) disse-me "Deus anda triste; precisa de amigos.", e se calhar tinha razão.

Susana Canhola disse...

É mesmo. Maldita doença que ceifa tanta gente.

Cláudia disse...

Porque é que é tão estupidamente verdade?!