sábado, 17 de setembro de 2011

Bem dizem os investigadores que todos somos potenciais assassinos num momento de raiva e desespero

Audrey Hepburn

O Alberto João Jardim desperta em mim instintos assassinos. Pelo sim pelo não, não o ponham no meu caminho nos próximos anos. Corro sérios riscos de me transformar naquilo que eu não sou, e de passar o resto dos meus dias a ver o sol aos quadradinhos.

14 comentários:

hierra disse...

Nem mais, estou-lhe com um pó...uma pessoa ainda a trabalahr para sustentar os vícios dele!

Rubi disse...

Vá lá que apontas ao AJJ e não aos madeirenses que na maioria são honestos e trabalhadores e não devem nada a ninguém!

Mia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cs1993 disse...

Estou contigo -.-''


Love,
C s 1 9 9 3

Frutinha disse...

Como te compreendo. Aquele homem não existe mesmo.

flor disse...

É que o tipo tem cá uma lata... faz porcaria e ainda se põe a apontar o dedo aos outros. Mete nojo. Livra que nunca mais o vejo longe dali.

disse...

kkkkk... pde ser q sim...
q medo

Green disse...

Como te entendo...

Sofia disse...

Esse homem tem a estranha capacidade de irritar um Santo!!!

Que idiota!!!!

Moleskine disse...

irrita, que irrita! diz cada conversa aos jornalistas, mesmo à bronco.mas não percebo, a sério que não percebo como os madeireinses continuaram a votar nele ao longo desses anos todos... sinceramente...

Alma de adolescente disse...

Realmente, é preciso ser descarado para falar tão mal dos outros e pôr-se amiguinho do povo, e depois dá nisto!!

Dulce disse...

Confesso que isso me acontece com o Pinto da Costa. Aliás, entre um e outro venha o Diabo e escolha!!!

O gajo disse...

Um palerma... mais um...

Baú da Nezita disse...

Eu já não o posso ouvir!! Será que ninguém lhe dá um par de lambadas ou passa com um camião em cima? O.o