sexta-feira, 8 de julho de 2011

Das bloggers que eu adoro ou de como há palavras que poderiam ser minhas


Da minha querida e especial Miss Daisy, no seu Dias Imperfeitos

19 comentários:

Little Miss Sunshine disse...

Vi no telejornal, a fazer um directo. Mudei logo de canal claro, e o pensamento foi: ainda bem que os meus filhos não estão em casa e assim não assistem a isto! Uma vergonha.

Helena de Troia disse...

Exacto, penso/defendo o mesmo e ontem quando o comando calhou na TVI não ficou lá nem 2 segundos... é uma tristeza colocarem touradas em horário nobre.

L.H. disse...

Tenho lido o blogue dela e cada vez me sinto mais "igual" em termos de ideias... Em relação a essa, então, a semelhança é flagrante! Abomino touradas e tudo o que inclua fazer sofrer animais...

menina disse...

Concordo 1000%!!!!!
São anormais!
E depois aqueles supostos vips a aplaudirem.... uuuuuu!!! que lindo!

Marciana disse...

Subescrevo literalmente.

Raquel disse...

Totalmente de acordo! Realmente há seres humanos com uma necessidade inexplicável de ver animais em sofrimento! Há pessoas q ainda vivem na era das cavernas!

S* disse...

É horrendo.

Wendy disse...

Concordo totalmente!!! Sou absolutamente contra as touradas e não compreendo como em pleno século XXI ainda existe quem as considere "cultura".

Shiine* disse...

Visto assim concordo. Mas, gosto de ver touradas, mais pela beleza dos cavaleiros, acho lindo o que fazem daqueles cavalos. E, pelas pegas. Beijo

** disse...

A opinião de cada um é livre de ser manifestada. E como bem disseram aqui,não gostam então mudam de canal! Respeito quem não gosta. Fico é perturbada quando visito um blog da minha preferência e me deparo com comentários ofensivos aos aficionados. Ninguém me ouvirá chamar "anormal" a um anti-taurino. Posto isto, com muita pena minha, não estou disposta a ser ofendida via net e ainda para mais num blog que visitava diariamente. E mais, gosto de animais..ou não fosse eu estudante do 6º ano de Medicina Veterinária. Enfim..é com muita pena minha que vejo que os comentários deste blog não têm uma gestão que evite os insultos e faltas de educação!E tal como vos digo, não gostam então não vejam..O mesmo farei em relação a este espaço.

CátiaGuerreiro disse...

Touradas....as pessoas parece que não evoluiram muito desde o tempo em que punham escravos como gladiadores a lutar até à morte. Agora, como isso é crime, decidem massacrar um animal em público porque é 'divertido', e no fim matam o pobre coitado.

ST disse...

Vamos ter calma... As touradas são uma arte das mais maravilhosas que podem exisitr! Aceito as opinioes de quem nao gosta mas tambem deixo a minha, que até morrer irei assistir a touradas, ver as farpas nos bois e os forcados, a pegarem o boi como homens que são, Homens com H.

Se não gostam não faz sentido que critiquem e insultem as touradas!!
Viva aos aficionados

Cátia Gomes disse...

É horrivel. Detesto profundamente tudo o que tenha que ver com touradas. E acho mesmo que só pessoas com alguma perturbação mental conseguem gostar de ver um animal em sofrimento.

Susana disse...

Gostei de ver a estudante de veterinária a "enfiar o barrete" com tanta facilidade. Será por ter a noção de que gostar de touradas é aparentemente incompatível com a vocação que tem, ou acha que tem?

Susana disse...

Não resisto a voltar à conversa (a miss Kitty que me perdoe).

Para as pessoas aficionadas que não entendem o facto de não serem deixadas em paz e em não verem o seu gosto respeitado, aqui vai a explicação: todos os gostos são válidos.

Há quem goste de gelado de morango, há quem goste de ir ao cinema, quem goste de dançar descalço e há quem goste de fazer sexo com estranhos. Tudo muito bem.

O problema surge quando o nosso gosto pessoal "esbarra" com a liberdade e dignidade de terceiros. Quem gosta de fazer sexo com estranhos tem direito ao seu gosto, mas NÃO tem o direito de o exercer sobre mim ou outra pessoa sem a sua autorização prévia - a isso chama-se violação e é crime. Isto porque a nossa liberdade termina onde começa a liberdade do Outro.

No caso das touradas passa-se a mesma coisa: para que algumas pessoas possam obter prazer, há que passar por cima do direito que o animal tem à sua integridade física.

Para que estas pessoas se satisfaçam, um TERCEIRO elemento tem de abdicar dos seus mais básicos direitos. E isto não pode ser respeitado, tolerado, ou aceite em silêncio, porque implica passar por cima de séculos de conquistas civilizacionais e éticas preciosíssimas. Implica passar por cima dos direitos de um ser que não tem voz e não se pode defender.

E para a menina futura veterinária, choca-me, sim, que goste e aceite as touradas. É mais ou menos o mesmo que ouvir um futuro médico dizer que é a favor da mutilação genital feminina, ou uma futura professora dizer que quem é disléxico não aprende a ler por ser burro. Acho que devia perder uns minutos do seu tempo a pensar nisto.

Ana disse...

Tão verdade, sinto o mesmo!

Cátia Gomes disse...

Muito bem, Susana! Parabéns :)

Little Miss Sunshine disse...

Susana, um ponto de vista excelentemente explicado. Muito bem. Não consigo perceber como há pessoas a defenderem este tipo de violencia gratuita e ainda o chamarem de arte.

SB disse...

Gosto deste blog :) Passa em http://apagina23.blogspot.com ...um blog sobre a outra visão da comunicação!