quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

O Herman já saía de cena, digo eu

Há dias, já não me lembro quando, estava a dar uma edição do "Quem quer ser milionário" com figuras públicas, mais concretamente com humoristas, entre os quais estava o Herman José. O Herman José, que me parece que ainda não percebeu que o seu tempo terminou. Que, por muito que tenha marcado a história do humor em Portugal, que por muito que tenha tido graça no seu tempo, são factos indiscutíveis, é altura de dar lugar aos novos, porque a graça que ele tinha noutros tempos já lá vai há muito. Ou então continuar, mas sem querer sempre chamar todas as atenções sobre si onde quer que apareça.

E lá estava ele igual a si mesmo. A interromper vezes sem conta o Malato. A interromper os outros quando estes estavam a falar. Resumindo: estava a ser tremendamente inconveniente e ordinário, sempre com aquelas piadas de teor sexual às quais só os tolinhos ou as crianças (que acham piada a tudo o que envolva sexo) já acham piada. Bom, a dada altura levanta-se, chega perto do Malato, e diz, ainda que em tom de brincadeira, que o Manuel Marques - aquele moço muito magrinho e com imensa piada (Contemporâneos, voltem, estão perdoados) - por qualquer motivo que já não me lembro qual, era um tarado sexual. Ninguém achou piada, só mesmo o próprio Herman. Até porque há coisas que simplesmente não têm graça.

Eu achei aquilo de uma baixaria incrível. E pareceu-me que, no fundo, ele fez o mesmo que algumas pessoas fazem - querem transformar os outros naquilo que eles são. Os tarados sexuais, acham à força que todos são tarados sexuais. Os pedófilos, acham que todos os homens adoram crianças, mas não o demonstram. Algumas pessoas que traem os seus companheiros, acham que só não trai quem não tem oportunidades. Algumas pessoas que não são felizes no seu casamento, acham à força toda que todos têm de ter problemas no casamento, achando que quando algum casal se dá bem, é só para manter as aparências. E por aí adiante. Não percebendo que não somos todos iguais. Que não pensamos todos da mesma forma. Que cada um sente e vive a vida à sua maneira.

Adenda: Bom, parece que afinal quem o Herman apelidou de tarada sexual foi a cadela do Manuel Marques e não o próprio. Fica aqui o reparo e um pedido de desculpas pelo erro. Obrigada aos leitores pelo esclarecimento. Eu afinal percebi mal. É o que dá estar a fazer outras coisas ao mesmo tempo. De qualquer modo, e apesar disto, mantenho tudo o que escrevi em relação à pessoa em questão.

28 comentários:

Cláudia Morais disse...

Gostei particularmente do último parágrafo. As pessoas mais felizes são, realmente, mais optimistas em relação ao que as rodeia. Aquelas cujas vidas são mais miseráveis encontram neste mecanismo de defesa (o pessimismo generalizado) uma forma de se acomodarem à "vidinha" de sempre. Um beijinho.

VF disse...

Olá!
Por acaso também vi esse programa e, o Herman não referiu que o Manuel Marques era um tarado sexual, mas sim a cadela do Manuel Marques. E o Manuel Marques confirmou.
Fica só o reparo!

Artemisa disse...

E não há mais nada à acrescentar. Não vi esse programa e parece-me que não perdi nada de especial.

Beijo**

Kahkba disse...

Concordo tanto contigo, sobretudo no último parágrafo! Já tinha pensado nisso, especialmente na parte das relações. Afinal, é reconfortante pensar, se somos, que os outros também têm de ser.
Mas também partilho a repulsa pelo Herman. O homem enjoa um bocado, com aquele aspecto, as mesmas piadas, o mesmo tipo de humor, a voz bizarra.

Precis Almana disse...

Ê pá, não estou nada de acordo contigo. Não acho que o Herman seja tarado sexual e, não tendo visto esse programa em particular, tenho visto stketches dele do Herman 2010 e continuo a achar que o humor existe sim, há outros sim, mas que há lugar para todos e que ele está em grande. E sabes o que é curioso? Raros são os humoristas portugueses que não têm o Herman quase estruturalmente entranhado. Ele tem é tiques de filho único e de humorista que teve um monopólio: gosta das atenções sobre si. Mas acho que o valor dele supera isso. E, como só o vejo se quiser, não me canso dele.

Sónia disse...

De facto já achei piada ao Herman José mas nesta altura começo a não conseguir suportá-lo.

Catarina A disse...

Com isso concordo plenamente... o tempo do Herman já acabou há uns bons anos, desde aí que só tem vindo a descair e a fazer figuras tristes na televisão.
Beijinhos *

CRS disse...

Embora concorde com a maior parte do texto - sim, o Herman ja nao faz rir (quase) ninguem - o que eu ouvi foi que ele disse ao Malato que a cadela do Manuel Marques era tarada sexual, assunto sobre o qual o proprio Manuel se pronunciou mais tarde.

O final do seu texto e' excelente, nao podia concordar mais com:
"Não percebendo que não somos todos iguais. Que não pensamos todos da mesma forma. Que cada um sente e vive a vida à sua maneira."

Um Feliz 2011!

Rita disse...

Concordo contigo. O homem já podia desaparecer do panorama televisivo de vez. *

a do lado ! disse...

Tens toda a razão. Há pessoas que não entendem que os outros podem viver uma realidade diferente da deles.
Bom Ano :)

Phil disse...

Concordo plenamente...Nesta fase da sua carreira parece que tem de apelar a ordinarice para ter piada...O problema é que não tem... Chama-lo de Ultrapassado é pouco :-)

S* disse...

Não tens grande razão. O Herman 2010, na RTP1, era um bom programa. Continua a ter talento, a ser um bom humorista... as pessoas é que são muito adeptas do humor fácil e ele deixa-se cair nele. Ou achas que ele esqueceu o humor realmente bom que fez durante anos e anos? Certamente que não. Os gostos é que mudaram.

Summer disse...

Também não concordo! Quem fez humor durante anos de maneira tão pura não o esquece e se algum dia se deixou levar pelo popular e pelo medo de perder o lugar de destaque no panorama nacional, tenho a certeza que já se apercebeu desse facto. Continua a ser uma referência para a maior parte dos humoristas portugueses.

Realmente, é muito fácil passar de bestial a besta.

Ana C. disse...

Outro dia via o Herman a imitar a nossa Ministra da Educação no seu maravilhoso discurso de começo do ano lectivo e ADOREI.
O Herman ainda é imbatível nas imitações e sátiras que faz às pessoas.
Mas quando se despe dos personagens e fica só apalhaçado espalhafatoso confesso-te que não tenho grande paciência.
Mas o Herman é o Herman e eu

Simplesmente Ana disse...

Desculpa Kitty, mas ele é O humorista português. Já não lhe achamos a masma piada, é certo, mas foi ele que revolucionou o humor em Portugal e pôs toda a gente a dizer "não havia necessidade","let´s look at a trailer" e coisas que ainda hoje dizemos. Não temos que o varrer para debeixo do tapete, só porque já não é o rei.

Nuno disse...

Eu sou da opinião de que, a partir do Herman Enciclopédia, o Herman José "morreu". Este programa foi o último de jeito que ele fez. A partir dessa altura, entrou na bimbalhice e na paneleiragem.

Beijitos,
Nuno.

art.soul disse...

o Herman é um Senhor.
será sempre o grande humorista Português reconhecido e adorado por toda a nova geração (é unânime).
na longa carreira que tem fez programas excelentes e outros menos bons, opções de programação que se revelaram apostas erradas.
agora anda "esquecido" mas quando desaparecer, vai ser o costume... "people never get the flowers while they can still smell them"

a. disse...

eu (mais uma vez) vou ter de concordar inteiramente contigo...

rosemary disse...

Não estou completamente de acordo contigo. É verdade que por vezes o Herman tem umas piadas pouco felizes e parece estéricamente sedento de voltar à ribalta, mas também é verdade que tem momento de grande humor, como aconteceu em muitos momentos do Herman 2010.

Só mais uma coisinha, confirmo o que já foi dito acima, ele estava a referir-se à cadela do Manuel Marques, não ao Manuel Marques.

Bjs*

Helena disse...

Sinceramente não concordo nada contigo. Em relação à questão das generalizações que falaste no último parágrafo não percebi como é que isso se encaixa com a questão "Herman"... Mas, aplicando-se à vida, não podia concordar mais.

Mas em relação ao Herman, enquanto profissional, discordo completamente. Em relação a dar o lugar aos mais novos, o próprio já o reconheceu publicamente quando foi entrevistado pelo Bruno Nogueira no Lado B que tinha chegado o momento de o fazer.

Em primeiro lugar não é expectável que a geração mais nova (a mesma que vibra com os Gato) vá apreciar o Herman... Eu própria não consigo apreciar o humor do Raúl Solnado, de um Camilo, por exemplo... não gosto. Mas isso não invalida que até tenham contribuído bastante para o humor em Portugal e que até sejam grandes actores. Mas eu não aprecio talvez porque não pertença à geração que cresceu a vê-los na TV.

Da mesma forma, não posso "exigir" que os mais novos, os adolescentes, gostem do Herman, porque já cresceram uma época em que qualquer um faz humor e tem um programa de TV.

Em relação ao Herman enquanto profissional acho-o absolutamente brilhante! Não nego que tenha tido um lado "mais negro" quando esteve na SIC (é a pressão das audiências), que tenha caído no humor fácil (porque caiu, é um facto), mas penso que isso se deveu ao facto de ele achar que tinha um status inabalável.
Agora, basta ver que o Herman ainda é um profissional com muito para dar se assistir ao Herman 2010. Dependendo dos convidados é um homem que continua a ser um grande entrevistador, que consegue manter conversas inteligentes e que adoptou um humor direccionado para o seu público-alvo (entre os 30-50 anos), embora eu, com 24 anos, continuo a seguir a carreira dele e a assistir ao programa. Acho triste neste país (é típico nosso) a facilidade em que se passa de bestiais a bestas. Que se idolatre qualquer paspalho que faz stand up comedy e escreva uns livrecos e já é um rei do humor com imensa piada... Num dos últimos programas do Herman 2010, o João Gil, depois de ver um dos sckteches do Herman, e de chorar de tanto rir, disse "Herman é Herman e é por isso que tu continuas a ser o melhor". Isto diz tudo.

Quanto ao programa do Malato assisti e o Herman manteve-se fiel aquilo que sempre foi. Os convidados eram um círculo de amigos e é como em qualquer grupo de amigos. Há sempre o que consegue captar mais as atenções e o Herman fá-lo espontaneamente. Nota-se que é natural. Concordo com a Precis Almana. É típico de alguem que já teve o país aos seus pés.

Mas é normal que possa ter chegado a altura de dar o lugar aos mais novos. Não creio que nenhum irá conseguir. Os Gato são brilhantes escritores, mas muito fracos a representar. Os Contemporaneos são brilhantes a representar mas têm um texto mediano. O Bruno Nogueira tem a sua piadita, mas falta-lhe a inteligência do Herman para conseguir conduzir uma entrevista. Nilton, Eduardo Madeiras e restante malta do stand up deveriam arranjar era uma outra profissão.

Helena disse...

Sinceramente não concordo nada contigo. Em relação à questão das generalizações que falaste no último parágrafo não percebi como é que isso se encaixa com a questão "Herman"... Mas, aplicando-se à vida, não podia concordar mais.

Mas em relação ao Herman, enquanto profissional, discordo completamente. Em relação a dar o lugar aos mais novos, o próprio já o reconheceu publicamente quando foi entrevistado pelo Bruno Nogueira no Lado B que tinha chegado o momento de o fazer.

Em primeiro lugar não é expectável que a geração mais nova (a mesma que vibra com os Gato) vá apreciar o Herman... Eu própria não consigo apreciar o humor do Raúl Solnado, de um Camilo... não gosto. Mas isso não invalida que até tenham contribuído bastante para o humor em Portugal e que até sejam grandes actores. Mas eu não aprecio talvez porque não seja da geração que cresceu a vê-los na TV. Da mesma forma, não posso "exigir" que os mais novos, os adolescentes, gostem do Herman, porque já cresceram uma época em que qualquer um faz humor e tem um programa de TV.

Em relação ao Herman enquanto profissional acho-o absolutamente brilhante! Não nego que tenha tido um lado "mais negro" quando esteve na SIC (é a pressão das audiências), que tenha caído no humor fácil (porque caiu, é um facto), mas penso que isso se deveu ao facto de ele achar que tinha um status inabalável.
Agora, basta ver que o Herman ainda é um profissional com muito para dar se assistir ao Herman 2010. Dependendo dos convidados é um homem que continua a ser um grande entrevistador, que consegue manter conversas inteligentes e que adoptou um humor direccionado para o seu público-alvo (entre os 30-50 anos), embora eu, com 24 anos, continuo a seguir a carreira dele e a assistir ao programa. Acho triste neste país (é típico nosso) a facilidade em que se passa de bestiais a bestas. Que se idolatre qualquer paspalho que faz stand up comedy e escreva uns livrecos e já é um rei do humor com imensa piada... Num dos últimos programas do Herman 2010, o João Gil, depois de ver um dos sktches do Herman, e de chorar de tanto rir, disse "Herman é Herman e é por isso que tu continuas a ser o melhor".

Quanto ao programa do Malato assisti e o Herman manteve-se fiel aquilo que sempre foi. Os convidados são um círculo de amigos e é como em qualquer grupo de amigos. Há sempre o que consegue captar mais as atenções e o Herman fá-lo espontaneamente. Concordo com a Precis Almana. É típico de quem já teve o país aos seus pés.

Mas é normal que possa ter chegado a altura de dar o lugar aos mais novos. Não creio que nenhum irá conseguir. Os Gato são brilhantes escritores, mas muito fracos a representar. Os Contemporaneos são brilhantes a representar mas têm um texto mediano. O Bruno Nogueira tem a sua piadita, mas falta-lhe a inteligência do Herman para conseguir conduzir uma entrevista. Nilton, Eduardo Madeiras e restante malta do stand up deveriam arranjar era uma outra profissão.

André Mantas disse...

parvoíce.
O que foi dito é que a "a cadela do Marquinhos é tarada sexual". Quando se quer destilar o ódio, vale tudo, mesmo transformar as palavras que são ditas..e estão gravadas!

Ta' disse...

Alguem que me compreenda, esse senhor nao tem piadinha nenhuma!

Paula disse...

Kitty, comecei a seguir o teu blog agora e estive a lê-lo quase inteiro ontem. Sinto-me tentada a fazer o meu 1º comentário e vai mesmo ser neste post:

O que se passa neste país é uma coisa simples e há que dizer isto sem medos: há carneiradas. há muitas pessoas que andam enfiadas em autênticas carneiradas, bandos de carneiros, não querem pensar por elas proprias. Entao o melhor exemplo disto é as reacções a este post de indignação. Toda a gente sabe que o dito senhor foi acusado do que foi, toda a gente que tem olhos e ouvidos na cara sabe que as piadas dele, dia sim, dia sim, metem coisas de cariz sexual. Toda a gente que tenha olhos na cara e que tenha visto o programa (eu vi e até percebi que ele se referia a cadela, mas nem é essa a questao) percebeu que ele se levantou da sua cadeira vezes sem conta para se espetar e esparramachar (so me vêm à cabeça estas expressões) na televisao. Sempre para ser ele o protagonista. Mais: "ai ele foi o rei da comédia", ai foi? Pois lembrem-se que os reis ninguém os elege, metem-se no poleiro como lhes dá na real gana. Lá porque foi o primeiro grande humorista conhecido portugues, é o rei, é o maior. Palmas para ele. Os outros que vierem a seguir nuuuunca serão tao bons (mentalidade de algumas pessoas, ja percebi). Essas pessoas nao percebem outra coisa tao simples que dá dó:

Ai como ele falou da cadela, pronto, foi só uma brincadeira.

Pergunta 1: qual é a piada em dizer que determinado animal é tarado sexual? pois é, não tem. Aposto que se ele tivesse chamado mesmo o outro de tarado sexual as pessoas achavam na mesma que era uma brincadeira e ele é o rei do humor portugues. Poupem-me.

Pergunta 2: Como cai muito na graça dos portugueses, viu-se safo de muitos problemas (e aqui temos a explicação para tudo)

Lá dizia alguém... Mais vale cair em graça do que ser engraçado.

Ele quer cair em graça, mas não, não é nem nunca foi engraçado.

Simplesmente Ana disse...

Paula, eu também mencionei que é ou foi o rei da comédia, mas daí a dizer que mais nenhum tem piada vai uma grande distância. Para mim, o melhor humorista do momento é o Nuno Lopes. Ah, imagine-se, POR ACASO, até começou a trabalhar com o Herman. Ou será que também não reconhecem que ele lançou muita gente? Ah, pois é, mas isso não conta. Ele que arrume mas é as botas. Mas sem dúvida que já não tem a piada de antigamente, os tempos mudam, mas tem valor.

Cate disse...

Kitty Fane, desta vez tenho que discordar contigo.

O Herman continua a ter piada. Posso até admitir que já não é tão original como outrora foi, mas, como já alguém aqui referiu, fez há pouco tempo um sketch muito bom da Ministra da Educação no discurso de começo do ano lectivo. E já teve outros sketches óptimos entretanto.
Ele é bom a imitar personagens, a satirizar a sociedade e de facto perde quando se desvia desse registo. Quando se torna demasiado parvo e exibicionista, só tem a perder, é um facto. Mas no programa do Malato, pareceu-me que, dado o ambiente de amigos em que se encontrava, ele se sentiu à vontade para aparvalhar. Não percebo porquê tanto ódio...

Como disse a Helena, "não é expectável que a geração mais nova (a mesma que vibra com os Gato) vá apreciar o Herman... Eu própria não consigo apreciar o humor do Raúl Solnado, de um Camilo, por exemplo... não gosto. Mas isso não invalida que até tenham contribuído bastante para o humor em Portugal e que até sejam grandes actores."
E o facto é que muitos dos jovens humoristas de hoje aprenderam e "cresceram" junto do Herman. Esta até pode ser uma óptima altura para ele acalmar e afastar-se um pouco das televisões. Mas acho mal que lhe estejam a retirar o valor como profissional, seja ele o rei por direito ou não. Ainda hoje me rio com os velhos sketches do Herman.

Sinceramente, acho que fizeste um bocado drama do que se passou ali no Quem Quer Ser Milionário. E algumas pessoas dramatizaram ainda mais com os seus comentários, a favor e contra.

Enfim, cenas da blogosfera. Bom ano, *

Teresa disse...

Não vi o programa referido, não posso pronunciar-me. Mas tenho opiniões muito claras quanto a Herman José, de que já falei duas vezes no meu blogue, a primeira há três anos, estão neste link.

http://gotaderantanplan.blogspot.com/search/label/Herman%20Jos%C3%A9

Os comentários no post mais antigo são muito interessantes (até temos um anónimo).

Beijinho, Kitty! :))

Shiine* disse...

Geralmente é assim. Quem é infeliz pensa que devem todos ser. Concordo com tudo o que disseste.