sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Do vício que é ter um blogue

Kate Winslet


Depois de quatro anos de blogue, a escrever quase diariamente, eu pensava que enquanto os meus dedos tivessem força para dedilhar em cima de um teclado, eu nunca iria conseguir deixar de escrever aqui qualquer coisa. Alimentar um blogue é alimentar um vício. E se o blogue tiver muitas visitas, o vício ainda se torna maior. Não são fundamentais, as visitas, mas fazem com que a nossa vontade de escrever seja maior. Depois habituamo-nos a ter sempre a caixa de correio cheia de comentários e de e-mails simpáticos. Temos sempre alguém que nos escreve aquelas palavras que precisamos de ouvir naquele dia. Aqueles elogios. Faz-nos um bem tremendo ao ego.

Eu, confesso, era viciada neste blogue. Como disse aqui várias vezes, ele era o meu anti-depressivo, a minha cocaína. Sobretudo nos maus momentos. Nos maus momentos vinha para aqui despejar o que me ia na alma, e, parecendo que não, ficava melhor. Poupava dinheiro em psicólogo, por exemplo. E também nos bons momentos. Falar do quanto estava (e estou. tanto. tanto. o meu amor, desculpem-me os vossos, é o mais lindo de todos os amores.) apaixonada. Das pessoas da minha vida. Das minhas viagens e do quanto me faziam feliz. Eu tinha necessidade disso. Nós sentimos necessidade disso. Chega a uma altura em que se torna uma necessidade contar as coisas no blogue. Mostrar as roupas e aquilo que se compra (isso, felizmente, nunca me passou pela cabeça). Mostrar isto. Mostrar aquilo. Sempre em busca da aprovação e da admiração dos outros. Sempre.

Neste momento olho para o meu blogue e para os outros de forma diferente. Ler tudo de fora é tão bom. Sabe bem. E faz tudo parecer pequenino e, aqui que ninguém nos ouve, um bocadinho ridículo. Nós, que já estivemos e estamos deste lado, conseguimos analisar tudo à lupa quando nos distanciamos deste mundo. Aquilo que na blogosfera é um drama, lá fora não é nada. Aquilo que na blogosfera é o máximo, lá fora ninguém conhece.

Sempre ouvi dizer que há males que vêm por bem e, possivelmente, aquilo que me aconteceu foi um sinal dos tempos para que eu desse menos importância ao blogue. Afinal de contas eu até tenho uma vida tão preenchida e tão rica em acontecimentos, cada vez mais, porque raio teria eu esta necessidade de vir aqui escrever o que me ia na alma diariamente? Bom, eu adoro escrever, e preciso de escrever, em parte seria por isso. Mas a verdade é que também gostava do feed-back que tinha de quem me lia. Daquelas palavras que recebia. Dos e-mails. De tudo isso.

Neste momento não sinto necessidade de vir aqui escrever diariamente. A minha vida preenche-me totalmente. Mas, e em resposta às perguntas de algumas pessoas, este blogue não acabou. Está apenas semi-adormecido. Se calhar vai haver um dia em que eu vou sentir novamente necessidade de vir para aqui diariamente despejar aquilo que me vai na alma. E aí sei que vou ser bem recebida por todos vocês tal como um filho pródigo que regressa a casa depois de a ter abandonado. Mas, neste momento, estou muito bem assim. A escrever quando o rei faz anos.

29 comentários:

Moreira disse...

Concordo com o que escreves-te ;) muitas vezes sinto a mesma coisa, mas ainda estou na fase que necessito de desabafar ;)

Mary disse...

Este blog é teu, escrito por ti e sobre ti, pelo que tens o direito de fazer dele o que quiseres (ou de não fazer nada, se te apetecer). E ninguém tem nada a ver com isso.

Por outras palavras: faz o que te vai na alma e não ligues aos que os outros dizem!

Happy break :-*

Shizuka disse...

Vou sentir a tua falta. Beijinho e o melhor dos melhores, sempre!

onixa disse...

Eu ainda agora estou a ganhar o vício, mas o meu problema é exactamente ao contrário. Quero escrever e interagir com quem me lê, mas os meus leitores são tímidos. :) Mas não me estou a queixar, sei que ainda sou uma novata nestas andanças e ainda tenho muito a percorrer.

Sê feliz e escreve sempre que te apetecer. Tu é que mandas! Ficamos à tua espera.;) Beijinho grande.

Serena disse...

Entendo.
Seja feliz e faça por isso :)
De qualquer forma, enquanto houver o blogue venho "visitá-la".
Obrigada pelo esclarecimento.
S

cheiro a ti disse...

que sejas muito muito feliz e que a tua vida te continue a preencher na plenitude!

Um beijinho grande :)

MissBlueEyes disse...

Oh minha querida... Vem cá de vez em quando acenar com a mãozinha para sabermos que estás bem e feliz, ou até menos feliz. Mas que estás viva e de boa saúde!

Beijos enormes e felicidades :)

Ah, quase me esquecia, quando houver assim novidades daquelas boas mas boas, vem cá contar, sim? :)

Paty Michele disse...

Curta seu momento, Fane. E volte qdo bem entender!

PS: Confesso que fico um pouco frustrada em entrar e não ver novidades... :(

mi disse...

... e que a vida seja sempre assim, preenchida e feliz :) :)

Rubi disse...

Muito bem Kitty. Não fosse as confusões que aqui relataste de emails e policia etc etc, diria que afinal estavas a seguir o mesmo caminho que em tempos 'criticavas', de que quando se arranja alguém e a vida fica mais colorida deixa-se de escrever no blogue. Pedias que não abandonassem os blogues só por causa de um amor etc, que escrevessem que gostavas de ler. Pois bem, nós também gostamos e espero que realmente não o abandones. Mas sobretudo sê feliz da forma que queres, que isso é o mais importante. Beijinhos

anf disse...

Apesar de não ter o hábito de comentar sinto saudades, muitas saudades de vir aqui todos os dias ler as novidades,
Kitty, tu como dona do blog tens as tuas razões, e eu tenho que me limitar a aceitar,
beijo grande e bom fim de semana.

Miss B-Beautiful disse...

Ok, é justo! Cá estarei quando houver novidades. Acredito que cá estaremos todos!

P.S.: Eu continuo viciada no meu blogue... Ups!

Nuno disse...

Olá Kitty Fane.

Ao contrário de ti, ter um blogue não é, para mim, um vício. E não é um vício que, vê lá tu, há já uns meses que aqui (ao blogger) não vinha! Nos últimos tempos, outros interesses e outras ocupações têm tomado conta de mim e o Blogger não faz parte dessas prioridades. Mas não podia deixar de dizer que não me esqueci de ti nem do teu agradável blogue. Quero dizer, também, que enquanto isto existir, vou continuar a estar aqui, mesmo que não seja com tanta assiduidade.

Beijitos,
Nuno.

Doce Devaneio disse...

Confesso que até uma pequena lágirma me caiu... Mas compreendo, e acho que todos os que voltamos ao teu blog todos os dias percebemos. E agora em vez de ficar triste cada vez que cá passar e não tiver nada de novo para ler, vou ficar feliz, porque sei que se não vens cá é porque estás bem, estás preenchida, estás feliz. Por isso, só te posso desejar as maiores da felicidades. E todos os dias cá passarei para o dia em que "o rei faz anos".
beijinhos


odocedevaneio.blogspot.com

Ana Red Nose disse...

Olá!
Compreendo o que dizes e sentes. Eu também já deixei blogs em banho maria até voltar a ter vontade de escrever apaixonada e furiosamente!
Faz o que quiseres, tu é que decides! :)
Beijos, boa sorte!
Como hoje acordei com poderes mágicos, eu te fado para que continues muito feliz, com a vida a sorrir e a acontecer magnificamente!

António Prates disse...

Confesso que me revi em muitas das suas palavras. Esta ilusão de doarmos o nosso tempo e a nossa intimidade em prol do julgamento da sociedade que temos fere-nos, afadiga-nos e acaba por nos afastar cada vez mais das pessoas, por tomarmos conhecimento do autêntico valor das pessoas. Mas, no entanto, este mundo despido de preconceitos acaba por nos dar um conhecimento real da verdadeira essência humana, - e é talvez por essa essência que não tenho comentários no meu blogue.

Antes de aderir à blogosfera fui participante de diversos Grupos da MSN (extintos no final de 2008), e logo nessa altura tive a percepção da sinceridade de muitas pessoas e da humanidade de outras mais, o que me fez chegar à conclusão que além de encontrarmos pessoas boas por aqui tropeçamos com algumas criaturas que não merecem sequer a nossa boa-fé e a nossa franqueza.

Eis os efeitos da maior crise que nos atormenta… A Crise Moral!

Cupcake disse...

Acompanho este blog desde sempre, e este post nao parece de todo escrito pela autora do blog... a escrita não parece a dela, mas pode ser só impressão minha.

Helena Barreta disse...

Todos os dias passo por aqui para ver se há novidades é que sinto a sua falta, mas percebo esta pausa.

Seja feliz.

Um beijinho

100 Pretensões disse...

O que importa é isso,uma vida preenchida e feliz:)

Tamborim disse...

Qual byezinho e sê feliz e volta e lenço branco qual quê...é digitar, é encantar os seus leitores, é narrar, é fazer mil crónicas dos lugares estranhos desta vida, que nos permitem, apesar de tudo, tempo para tudo! e, sim, é uma dulcíssima exigência:))
Obviamente, o melhor dos melhores para a nossa querida Kitty Fane.

Isa Soraia disse...

Concordo (:
Gostei imenso *

rosaamarela disse...

BE HAPPY!
HAVE FUN!!

kss

romantikscent disse...

Fico triste por saber que não a vou ler com a frequência de que gostaria mas compensa saber que está bem consigo própria! No 11.º ano, ao aprender as fases da mitose (desculpe a analogia) eu aprendi também que tudo nesta vida consiste em fases, boas e más, que acabam sempre por passar. Respeito a sua decisão e desejo que esta excelente fase se prolongue indefinidamente! (mas volte depressa - o seu blogue é uma referência para mim). Beijos blogosféricos*Ana

FLiP disse...

A vida é para ser aproveitada na sua totalidade!

Sentir, tocar e muito+…

http://fcuriosidadesinteressantes.blogspot.com

Sofia disse...

:-)
Diariamente ou não, o que importa é que nos felicites com a tua escrita!
Beijinhos,Sofia

lilita disse...

Tenho pena que estejas um pouco magoada e triste com o que se passou,mas fico a espera dessa alegria novamente um beijinho e que continues a ser muito feliz junto dos teus :)vou sentir a tua falta.

Marília disse...

Oii flor..

descobri o seu blog e me apaixonei por ele e pelo que você escreve..
Parabéns..
estou te seguindo viu?!

Bjim!

Thayanna Melo disse...

Nossa, vc disse realmente tudo!!! Eu sou nova no Blog, comecei escrevendo sobre produtos de beleza e agora me rendi a escrever sobre o que eu sinto dentro de mim.... È como se fosse um "diário" vc quer despejar tudo o que vc sente neste blog, que coisa né!!!
Só espero ter seguidores, ate agora ninguem me seguiu :'(

ritabastos disse...

Este post diz muito do que eu penso. Tantas coisas... tão verdade.

Às vezes venho aqui e gosto do que vejo. Continue/a a escrever.

Um beijinho,
Rita Bastos.