domingo, 19 de setembro de 2010

Palavras que podiam ser minhas


Emma Stone


Maria, no seu blogue O Mundo de Maria (que descobri há muito pouco tempo, mas do qual já me tornei fã)

12 comentários:

cabra-nazi disse...

Concordo em absoluto, para o bem ou para ou mal a nossa "impressão" fica lá, ou não... se formos esquizóides mas mesmo assim acho que a forma de escrita, as nossas tendências sobressaem sempre. Do referido blogue fui lá espreitar e o que li foram posts atrás de posts maldizentes de outras opiniões, de outros blogues, no fundo o que a bloguer pretendeu defender acabou por se virar contra ela. É o que eu acho apenas. P.S- blogue, bloguer, nunca sei como se escreve.

rosaamarela disse...

O problema das bloguers é que logo que tem mais de 100 seguidores não admitem o contraditório, quem não concorda comigo está contra mim.

Olha se todos gostassemos do amarelo...

BOM DOMINGO

Miss Apuros disse...

É mesmo verdade.. bjoka

∗ANA∗ disse...

A Maria é linda!
Em todos os aspectos.

Capitão Microondas disse...

(quando mandam estas bocas cruzadas dava jeito chamarem os bois pelos nomes pois tb sao lidas por homens e nos temos dificuldade em perceber quem anda a malhar em quem quando as meninas começam com estes textos e comentários encriptados)

Capitão Microondas disse...

(quando mandam estas bocas cruzadas dava jeito chamarem os bois pelos nomes pois tb sao lidas por homens e nos temos dificuldade em perceber quem anda a malhar em quem quando as meninas começam com estes textos e comentários encriptados)

Maria. disse...

Obrigada Kitty. Agora até me deixou um bacadinho sem saber bem o que dizer.

Ana disse...

Olá eu sou a Ana!
venho convidar-te a visitares o meu cantinho em http://www.baudasartes-artesanato.blogspot.com/.
aguardo visita
obrigada :)

António Prates disse...

Também concordo com esta apreciação filosófica. A essência do que somos está realmente no nosso carácter; e por muito que tentamos dissimular a alma da essência, mais cedo ou mais tarde, o nosso carácter acaba por funcionar como o azeite quando cai dentro de água, embora continuem sempre alguns caracteres por descobrir e desvendar. – Somos, sobretudo, uns bons actores no palco da nossa vida.

Maria. disse...

Capitão microondas, eu pessoalmente não me estava a dirigir a bloggers especificamente. Até porque conheço relativamente pouco da blogosfera e seria prematuro, nesse caso, dirigir-me a pessoas específicas. Aquilo a que me referi foi à ideia geral com que todos nós ficamos de um bloguer (e atenção, do bloguer e não da pessoa) depois de ler alguns textos seus. Agora o que eu acho é que, sendo improvável que isso seja o suficiente para conhecermos alguém (ou alguma pessoa blogosférica) é muitíssimas vezes o suficiente para ficarmos a perceber o carácter, porque o carácter vê-se nas pequenas coisas e não precisa de conhecimento profundo.

(Kitty peço desculpa por usar o seu blog para resposta)

Paulo Nunes disse...

A minha sorte que é já apaguei o meu blog! se já pensam mal de mim.. imagina se eu colocasse alguns posts outra vez... :)

Jo disse...

Gostei e concordo na íntegra.