terça-feira, 20 de julho de 2010

Pergunta da Semana # 29 - No caso de uma relação não dar certo, devemos devolver o anel de noivado que tínhamos recebido antes?


35 comentários:

Rita Maria disse...

Eu devolveria sempre jóias de família, que tivessem significado e nao pudessem ser substituídas, mas de resto acho que é um presennte como qualquer outro (mas confesso que provavelmente acabaria numa gaveta, pelo que se ele o quisesse de volta, provavelmente também lho dava de boa vontade).

rosaamarela disse...

Não ! absolutamente não! alguma coisa tem que ficar não é ? ...

BOM DIA!

adriana disse...

É de lei... o anel de noivado é considerado como sinal, na celebração de contrato, por isso se o contrato não é realizado o sinal deverá ser devolvido. :-)

PsiPages disse...

Eu não ia querer o anel para nada! Mas pode haver pessoas que pensem de forma diferente.
Beijinhos

Graça disse...

Faz todo o sentido. O anel tem um significado que deixou de fazer sentido. Só não concordo com a devolução/destruição de fotografias. Isso não. Mais tarde ou mais cedo vamos olhar para elas com outros olhos. Nem que seja para dizer "E foi por isto que quase me atirei da ponte?" :)

Lila* disse...

Não, acho que nao faz sentido...tb n vais oferecer td presentes q ele te deu!

Precis Almana disse...

Acho que não. O que nos foi oferecido, foi-nos oferecido.
Também não se pode devolver o tempo que se passou junto, e mesmo que a relação não dê certo, valeu enquanto durou.
(e digo eu do alto da minha sabedoria de quem nunca quis casar :-p)

Patita disse...

O anel de noivado? Sim!
Tudo o resto? Não!!!!

lol

bjs

Iludida disse...

Claro que não! Está dado, está dado xD

kiss me disse...

Eu acho que não, como acho que nenhum dos presentes oferecidos ou recebidos devem ser devolvidos. Se naquela altura era o que uma pessoa sentia, que assim seja.

Até porque seria de muito mau gosto o rapaz depois pegar no anel devolvido e oferecê-lo a outra...

mjoaob disse...

Acho que sim...Só se ele não o quiser. Mas para que é que o queremos também? ;P

Rita Maria disse...

Hahaha, o comentário da kiss me lembrou-me uma promoçao numa joalharia do meu bairro (que nem a propósito se chama Wedding): entregando o antigo, tinha-se 20% de desconto num novo anel de compromisso!

Rita disse...

claro q sim! n casa, n faz sentido ficar c o símbolo do noivado... (qd decidi n casar so n devolvi pq continuámos juntos e por isso mmo n casada uso o anel diariamente). mas se n casa devolve o que simboliza essa acto! (ate pq n é algo barato...)

Gata Malhada disse...

Kitty... desta vez sem opinião? :)

Não se faz D. Kitty, soltou a bomba e agora deixa os leitores na ignorância sobre o seu amor. Mas como nada diz, suponho que já esteja a melhorar. Se continuasse mal, já o saberíamos, precisaria de apoio..............

Capitão Microondas disse...

A obrigação moral de devolver o que quer que seja é uma treta que as mulheres inventam para se desculpabilizar. A devolução de objectos oferecidos em sede de amor só têm dois motivos possíveis: a procura de magoar o outro ou a busca pela sua atenção, como se as coisas não estivessem encerradas. A situação só é aceitável se um homem pedir coisas devolvidas o que é igualmente imbecil e motivado por razões semelhantes. Se a a jóia era de família o ofertante que tivesse melhor critério e pensasse duas vezes pois nada nesta vida é garantido e isso passa pela durabilidade de uma relação com uma mulher.

Comprovando o ponto a que chegam as mulheres neste tema descobri o outro dia em leituras existir uma espécie de ebay específico para mulheres que pretendem desfazer-se de alianças, anéis e outros presentes masculinos decorrentes de amores que se pretendem enterrar. How sick can you girls get some times?

Teclas cor de Menta disse...

HUmm..não!A menos que seja uma jóia de família, não é?

Eu guardava-o bem guardadinho para me não lembrar dele, mas é sabido que,a menos que seja tipo, o anel da avó, ele não o voltará a dar a ninguém..

Cocoalipsi disse...

Ficava com ele, mais não fosse para recordação.
Bjs

S* disse...

Se fores tu a terminar e o anel for de família... sim. Se for um anel mais simples, não considero necessário.

Isa disse...

Se for mesmo uma joia muito valiosa devemos ficar com ela para quem sabe um dia penhorar... LOL

Devolvi (não era de casamento mas simbolizava um compromisso que deixou de fazer sentido). Não conseguiria voltar a usa-lo.

Sonhadora disse...

Se ele não nos quer, se a relação acabou, para quê guardar recordações? Eu devolvia tudo, aliás, a ultima das coisas que me apetecia era ainda estar ligada a alguém por coisas que depois passam a ser insignificantes. Eu tenho mais valor que mil aneis.

Pureza Mello Breyner disse...

vou fazer referência a esta pergunta no meu blog! está muito boa!

www.purezamellobreyner.wordpress.com

Nuvem disse...

Olha, posso falar do meu caso....
Tinham-me pedido em casamento e eu tinha aceite, apesar do anel ser HORROROSO e não ter nada a ver comigo, mas ele tinha mandado fazer para mim, desenhado e tudo...
Depois de uns tempos e de ter chegado a conclusão que não conseguiria viver a minha vida com aquela pessoa (tinha dito sim numa ilusão romântica de pedido de casamento e blablabla), falei com ele para acabar e, claro, devolvi o anel.
Honestamente, um anel desenhado para mim, nunca pensei que ele o aceitasse de volta, mas ele aceitou de volta e saiu com ele...
Por isso...
acho que sim, devemos devolver
se eles devem aceitar?
acho que se tiverem um mínimo de carácter e, como diz a Rita Maria, não for uma jóia de família, não o devem aceitar, porque afinal de contas um anel de noivado é suposto ser algo pessoal e para aquela pessoa.
depois fazem o quê com ele?
Dão a outra (como ele acabou por fazer com o "meu" anel de noivado "desenhado a pensar em mim"...)?!

Alexandra disse...

Ahahah!

Só devolveria em duas situações. Se fosse uma jóia antiga de família ou se o moço passasse dificuldades económicas e a compra tivesse sido um grande esforço.

De resto, tal como qualquer outro presente, acho de muito mau tom devolver.

O mesmo digo em relação a qualquer presente caro que tenhamos oferecido. Parece-me de mau gosto a devolução.

Se não querem ficar com ele, vendam-no e aproveitem para fazer uma viagem terapêutica.

Outro tratamento terão as coisas compradas em comum ou deixadas nas casas um do outro. Aí sim, devolvidas e repartidas religiosamente.

Inês disse...

Fica-se com ele, quanto mais não seja para o vender XD

Sôzinha disse...

Só passando pela situação é que teria a certeza do que faria.
Já devolvi anéis (não eram de noivado), por isso acho que também iria devolver um anel de noivado.
Mas devolvia só o anel, o resto ficava para recordação ;)

Mara disse...

Eu devolveria. O anel é um simbolo de algo que não chegou a concretizar-se e não um presente qualquer. Para além de que muitos anéis de noivado são jóias de familia e não fazendo parte da mesma perdem o seu valor essencial, logo me pareceria correcto ficar com uma peça nessas condições.

prada disse...

Acho que não se deve devolver nada.
Por acaso esses meros objectos, não estiveram imbuídos de sentimentos? E devem devolver-se?
Ora ora, devem vender-se, e esta altura é muito boa, que o ouro está carissimo.Se der para umas férias para ajudar a esquecer, tanto melhor
Esta é uma visão prática da vida!

SRRAJ disse...

Eu fiquei com o meu. Nem me passou pela cabeça devolvê-lo.

FUSCHIA disse...

EU DEVOLVI QD ME DIVORCIEI. já noa me dizia nada mesmo ! Ja a aleiança...perdi-a....uupps

hierra disse...

Eu devolvia porque não ia usar mais, pois iria sempre lembrar-me do noivado, por isso devolvia à procedencia...

Silvia disse...

Depende das circunstâncias em que a coisa acontece. De como e porquê as coisas acabaram. Eu acho que não se deve devolver, mas cada caso é um caso. Eu por exemplo, embora seja de noivado que se fala, tive um casamento muito mau. Muito mau mesmo. E quando finalmente tive a minha liberdade não conseguia olhar para aqueles simbolos de algo e de alguém que me tinha magoado tanto. Como tal, não vendi, não dei, não derreti. Um dia atirei ao mar. Tudo. E senti um grande alivio por tê-lo feito. Foi simbólico para mim e muito importante, como se tivesse a atirar ao mar todos aqueles anos de abuso. Como disse, cada caso é um caso.

Ana disse...

Por acaso até são obrigados por lei a devolver. Embora eu não concorde.

libelinha disse...

Quanta mulher enganada. A vossa preocupação maior é se ele a ofertar a outra, daí não o quererem devolver.Já não estão juntos mas a possessividade continua.

Se não há casamento que sentido tem em querer guardar algo que não foi concretizado só se ficando pela intenção? Para exibicionismo, e isso é triste minhas senhoras

Inês disse...

Não faço a menor ideia,mas a minha mãe quando se separou vendeu a aliança....o meu pai penso que a guardou...

Jo disse...

Eu nao devolvi, mas como é obvio também nao voltei a usar. Porque nao devolvi? porque na altura ja viviamos juntos e tinhamos conta conjunta (!!!) e o dinheiro para o anel foi dessa conta que saiu, ou seja tb o paguei, e se era meu, era meu.