terça-feira, 13 de julho de 2010

Dúvida

Confesso que ainda não percebi muito bem porque é que os dentistas insistem em falar connosco e fazer-nos perguntas, quando estamos de boca aberta e impedidos de articular qualquer tipo do vocábulo.

18 comentários:

Luna disse...

Pergunto-me sempre o mesmo, enquanto tento responder em sons guturais e com o aspirador na boca a fazer "schhhhhhhhhhh".

Quando e como eu quiser disse...

Esse momento no catálogo das idas ao médico é o mais constrangedor de todos. Eles podem falar à vontade, que nós a muito custo conseguimos responder com um desajeitado "ahh" ou "hmm hmm". Eu ultimamente optei pela mímica, para que percebam que um diálogo vai ser difícil antes do fim da consulta.

Girls Next Door disse...

E quando nos pedem para gargarejos no final, e nem conseguimos mexer os maxilares de tão dormentes que estão... e quando deitamos a água para fora, acertamos em tudo menos no mini-micro-lavatório. Terrivel!
C.

Gato das Botas disse...

Porque há médicos que gostam de responder às suas próprias perguntas :o) (sei disto porque hoje também me tocou ir ao carniceiro do meu dentista)

patrício disse...

...

Dreia disse...

Que dúvida pertinente! Adoro o meu dentista agora passo lá a vida para resolver essa questão:

http://correndoomundodesaltos.blogspot.com/2010/06/be-gentle.html

Mas ele é muito bem disposto e falador, que me deixa enervada de não lhe poder responder convenientemente!
:)

Nini Hiccup disse...

A minha dentista insiste em fazer-me perguntas também. E depois remata com " iiih.. esqueci que você não pode falar ". Esqueceu? Hummm..

margarida disse...

Porque se não dissessem nada e a consulta demorasse 30 minutos toda a gente se queixava "mas que antipático, estive meia hora lá dentro e nem abriu a boca!"
É preso por ter cão preso por não ter.
(e claro que agora toda a gente vai dizer que prefere meia hora de silêncio e barulhos de brocas e afins)
Beijinhos

Joana disse...

Como dentista, vou perguntando variadas coisas aos meus pacientes (fáceis de responder), pois assim, estamos a "distrair" o paciente do que se vai passando... e enquanto pensam na resposta e na melhor maneira de responder, não pensam no tratamento em si...
Vão ver que quando tiverem um dentista que não fala nada, vão preferir o que faz perguntas, pois o tratamento vai parecer muito mais rápido e simples.

João Paulo Santos disse...

São todos iguais.

Um dia leva um bloco de notas e uma caneta e responde por escrito... ele/ela vai perceber :-)

prada disse...

Isso é uma estratégia para que não nos concentremos em todas as maldades que nos estão a fazer.
Com anestesias locais é sempre assim,só que no caso do dentista não lhe podemos responder.
É positivo.

sónia marques disse...

Depois da consulta também é giro. Parece que tivemos uma trombose(Deus nos livre) com a anestesia.
A pergunta foi bem feita, mas também não tenho resposta.
visita o meu blog http://sitiodehistorias.blogspot.com

Daisy Paltrow disse...

Isso é semelhante a estarmos na esteticista e não há tema de conversa. Mal dizemos ''esse é o sitio onde me dói mais'' parece que se lembra de 1001 coisas para falar.

Philipa C. disse...

Como futura Dentista acho importante algum diálogo, para distrair o paciente de alguns tratamentos. Claro que o Médico Dentista sabe que é difícil falar, daí que não devam ser perguntas muito complexas xD

Mas o tempo todo da consulta em silêncio (excepto brocas e aspiradores..), não me parece mais agradável.

Visita-me: http://brisasegredada.blogspot.com/

lu disse...

Ai tão verdade!! E eu que o diga... Sempre que vou fazer a manutenção do aparelho, é um filme...

Paulo Nunes disse...

Eu já não vou ao Dentista para aí...uns 7 anos ou mais! nem me lembro! mas.. qualquer dia tenho de lá voltar...

Summer disse...

É conversa Kitty, apenas isso... porque ao contrário do que as pessoa pensam, estar meia hora a olhar para um paciente de boca aberta em absoluto silêncio é uma coisinha assim para o sinistra, também para nós...

Isa disse...

Pois, exacto. É meio enervante, só me apetece revirar os olhos!