segunda-feira, 10 de maio de 2010

Eu também tenho de falar da campanha da Sumol


Mas não são os adolescentes que vão todos para onde toda a gente vai? Basta passar ali em Santos numa sexta ou num sábado à noite para perceber isso.

Para perceber que vão todos para os mesmos sítios. Que pensam todos da mesma maneira. Que andam sempre em rebanhos.Que se vestem todos de igual. Que usam todos a mesma linguagem. Que fazem todos as mesmas coisas. Que não têm opiniões próprias, em geral, limitam-se a copiar o que os "líderes" do seu grupo dizem. E, pronto, poderia estar aqui o dia inteiro a explicar porque é que não acho piada nenhuma a esta campanha da Sumol, mas o dever chama-me.

Já aos adolescentes acho imensa piada (embora se tenha de lhes dar um desconto de vez em quando, todos nós já passámos por lá e sabemos que aquela explosão de hormonas não é nada fácil). Aliás, tenho descoberto através do meu novo Facebook (que criei só para leitores do blogue) que tenho imensos adolescentes a lerem-me. Tenho mesmo de ter mais cuidadinho com o que escrevo.

27 comentários:

Gifty disse...

É certo que os adolescentes têm mais propençsão para se tornarem umas ovelhas que seguem em rebanho, mas a verdade é que esse é um mail geral da nossa sociedade, sendo mais notório nos adolescentes.

Basta pensar que, por exemplo, os casamentos, na sua marioria, são todos iguais uns aos outros hoje em dia. Mudam os noivos, os convidados, a temática e pouco mais!

Teresa I. disse...

Eu interpreto essa mensagem em específico de outra forma... tens que ir para onde toda a gente vai = tens que ter um emprego, tens que comprar uma casa, casar, ter filhos, ser politicamente correcto, andar bem vestido, and so on, and so on... pessoalmente adoro esta campanha, mas adorei ainda mais a resposta da bad girl. Está em http://girls-go.blogs.sapo.pt/2010/04/ (desculpa bad girl, mas este post está lindo! E desculpa Kitty, por estar no teu blog a publicitar outros...)

Kitty Fane disse...

Teresa I. O texto da Bad vai ser aqui referenciado mais tarde. Também achei o máximo. :-)

Helena Barreta disse...

Sou mãe e tia de adolescentes, acho perfeitamente normal vestirem-se de forma semelhante, irem aos mesmos sítios, pois se são todos da mesma idade! O contrário é que era de estranhar.

No que toca a vestir, não são só os adolescentes que se vestem de igual, os adultos jovens, principalmente mulheres, sejam magras ou gordas, gostem ou não de se verem vestidas com aquilo que alguém diz ser moda, vestem-se todas parecidas, mais ou menos tachas, anda tudo igual.

Um beijinho

Teresa I. disse...

Ups... desculpa ter estragado a surpresa...

Cris disse...

São opiniões.
Eu tenho 19 anos e ainda me considero uma criança.
Mas nunca no meu grupo de amigos houve isso de "ir para onde toda a gente vai".
Claro que em termos de espaço sim, pq tinhamos que andar todos juntos. Mas em termos de opiniões, nunca!
Nem a vestir. Eu só gosto de ténis e calças de ganga e a minha melhor amiga adora saltos e vestidos e essas coisinhas todas.
Com o rapaz passa-se a mesma coisa. Há os que se cuidam muito e os desleixados por completo.
Eu, sinceramente, acho que isso se passa muito mais na sua idade (sem ofensa).
E nota-se no Mundo dos Blogs.
Basta olhar para o caso do Blog "A Pipoca Mais Doce" e as centenas de pessoas que "levam" tudo aquilo que ela diz como se fossem regras.
Como este, há mais!
E eu acho muito mais grave do que com o que se passa com os adolescentes, pq a adolescência é uma fase em que as pessoas andam confusas e precisam de descobrir do que gostam, já nessas idades... Devia ter-se mais juizinho.
Portanto, eu gostei da campanha e muito. É uma boa mensagem para todas as idades.

Eu não quis ofender ninguém, só não concordei com o que disse e dizer apenas que não concordo sem justificar nunca me agradou. (:

raisuna adimar disse...

nem por isso basta ver os blogs são milhares de adolescentes e adolescentes em percurso com blogs interessantíssimos
e sem querer desfazer no seu blog alguns deles mereciam mais o mjlhão )milhão) de visitas deste blog desde o Almighty yellowphant
(com 16 anos ou 17)

ao estinto (é extinto não é)
orquídea negra e outros tantos

sakura disse...

Eu sou adolescente e critico mais que tu. Olhar á minha volta e ver tudo igual, bah. Vá lá que tanto eu como o meu "grupo" parecemos ter nascido na epoca errada.

Vida de Gorda disse...

Achava mais piada se fosse "Um dia vais descobrir que queres ser diferente". Enfim são os génios que temos a trabalhar em publicidade (ou os chefes deles melhor dizendo)

Vida de Gorda disse...

Tive que completar o comentario... "nao lhe fales" ???? Mas que raio de statement é esse. Em letras super minusculas....jesus christ....

Mantém-te orginal. Sim agora percebo faz sentido. Mas muito mal feito. Campanha mais ranhosa...

Sandra disse...

Fase da descoberta da personalidade... Todos temos uma... Felizmente já passou...

Beijinhos

Paula F M disse...

Eu adoro os anúncios sumol e tenho 36!! :)

Rafaela disse...

Está tão boa, não achas Kitty?

Todos os dias no metro, ando a ver se encontro algum senhor dos placards simpático, para tentar convencê-lo a dar-me um dos posters, quando ele estiver a trocar. :)

Eu gosto particularmente o da intimidade!:) Beijinho

um.blog.mais disse...

Bem, tendo a discordar contigo. por vários motivos.
Os adolescentes, a sério, acredita, já não são tanto como tu dizes.
No meu grupo de amigos tenho os que gostam de ouvir kizomba, os (piores, coitadinhos) que ouvem tokio hotel, os que ouvem metal, os que gostam de rock puro, os que ouvem hip hop e rap, os habituais pop inglês sem conteudo e até os que ouvem música clássica.

tenho os que gostam de ler Sveva e Dorothy, os que se deliciam com Saramago e os que gostam de códigos de da vinci e coisas do género, os que valorizam cormac mccarthy, os que passam tempo a ler che guevara e os que sabem quase de cor os discursos do luther king.

No meu grupo de amigos há os que passam a vida em bares, os das discotecas, os caseiros, os dos cinemas e os do ar livre. Há os escuteiros, os catequistas, os que acham que jogam futebol e os que que tocam guitarra.

No meu grupo de amigos há os que sabem inglês tão bem que espanta, os que tratam a matemática por tu, os que acham a química uma coisa maravilhosa e os que adoram geologia. Há os tolinhos por história, os que acham que a física tem um encanto natural e os que não acham nada, porque não sabem nada daquilo.

No meu grupo de amigos, há os pobres, os ricos, os que vivem com os pais e os que estão em instituições. Há quem nem olhe para o preço antes de comprar e quem não compre, nem vale a pena ver o preço. Há os que calçam Nike e os que calçam o que for mais barato.

No meu grupo de amigos há as de saias e as de vestido. As de saltos altos e as de sapatilhas, os de calções e os de calças. Há os que pode chover torrencialmente e estar um frio que congela, que estão sempre de t-shirt, e há aquelas que está um calor do caraças e trazem cinco camadas de roupa.

No meu grupo de amigos há os viciados em séries médicas, os que preferem os (horriveis) vampiros e os que acham que a televisão lhes tira tempo de vida. há os que só a ligam para ver futebol, os que estão sempre no canal história ou people and arts. Há os que nem televisão podem ver.

No meu grupo de amigos, a idades variam entre os 16 e os 18 anos.
No meu grupo de amigos, todos gostamos da publicidade, porque representa exactamente aquilo que nós somos. Não compreendemos como é que nos juntamos tantos assim, mas a verdade é que não somos como os outros grupos. Nós sabemos de política, sabemos as notícias, somos cultos e divertidos. E ainda asssim, não deixamos de ser adolescentes, não deixamos de ter as nossas paixões e as nossas aventuras. Não é por tudo isto que uns deixam de fazer surf e outros de explorar casas abandonadas. É exactamente por isso. Somos todos muito diferentes, todos muito unidos, somos todos. Nós somos. E isso é o mais importante. Ser.

Mimi disse...

Esta campanha/manifesto (como lhe chama a própria Sumol) não pretende atingir só os adolescentes. O target que a marca pretende atingir são todos os Portugueses.

Isilda disse...

Pois é o anúncio é parvo!

Cat disse...

isso que escreveste dos adolescentes pode-se aplicar a eles, sim. mas também há muita gente para lá dos dezoito sem opinião e personalidade que faz o que os outros fazem, vão para onde os outros vão, vestem o que os outros vestem e ouvem o que os outros gostam.

Cris disse...

Eu posso ser considrada um exemplar de criança com idade para ser considerada adulta. Penso que esta publicidade tem os seus bons momentos e os que são totalmente ranhosos. Quanto à ideia de que os adolescentes são os que se comportam de forma padronizada, tenho de discordar/concordar (vou tentar explicar) Não há seres mais 'mutantes' que os adolescentes. Numa constante demanda para ser diferente, ousado e irreverente, há os que acabam por fazer o que os outros fazem, mas também há os que conseguem ser realmente originais. O problema destes últimos é que costumam ser exluídos do curral. Não se percebe nada do que escrevi verdade?

Ok a verdade é que ser adolescente é desafiante, divertido 'e tudo e tudo' (agora escrevo sempre isto e a culpa é da autora do blog), mas, pior mesmo é a publicidade dirigida a essa faixa etária.
Trata-nos como se estivessem a lidar com idiotas...

hierra disse...

Fazer o que os outros fazem na adolescencia é explicável pela personalidade me desenvolvimento, até se descobrir o que realmnete se gosta vai-se andando a reboque...agora o pior é quando isso acontece na idade adulta que acontece!

Ana Sofia Santos disse...

não sei é que indicadores te dizem que a campanha é só pra adolescentes. Qualquer pessoa bebe sumol, todos nós por vezes seguimos regras, vamos em rebanho e nunca vamos parte pra mudar isso.
Isto não é só pra adolescentes

Cate disse...

um.blog.mais <- Não podia concordar mais! :)

Juanna disse...

Ora... nós fizemos exactamente a mesma coisa. E foi giro :)

A. S. disse...

não sou adolescente, também não sou assim tão crescida... estou nos 20 aninhos, mas concordo com o que disseste :)

Cinderela girl disse...

Mas isso não se aplica a todos... Eu gosto de ser diferente, de vestir de maneira diferente, gosto de falar normalmente e de não usar "bué" e coisas que tal, de ter as minha opiniões. Costumam dizer que me destaco do resto dos meus amigos pela maneira de pensar e de vestir.Gosto de ser diferente porque ser igual é aborrecido!

a. disse...

ah pois têm! ;)
eu sou adoelscente e apercebo-me imenso disso, fazemos o que os outros fazem e andamos sempre em rebanho, é triste mas sei que um dia isso vai passar.

Tânia Gil disse...

em primeiro lugar tenho que dizer que adoro o teu blog, já acompanho há algum tempo mas nunca tinha comentado.
á parte disso, não concordo com o que dizes neste post. adoro a campanha da sumol e também acho que não se direcciona só para os adolescentes.
eu sou adolescente, tenho dezoito anos e acho que por um lado tens razão, é comum estarmos todos nos mesmo sitios, mas isso parece-me totalmente normal, somos amigos, temos um grupo de pessoas com as quais nos damos bem portanto é normal estarmos com elas em sitios que gostamos. não acho que o façamos só porque eles o fazem, pelo menos, não com essa ideia. não acho que tenhamos todos o mesmo estilo, mas também é normal que sejamos semelhantes, compramos roupas nas lojas adquadas á nossa idade e por isso é normal que sejam parecidas. há pessoas (adolescentes, neste caso) que adoram ser diferentes dos outros só porque sim, para dar nas vistas "ei, eu sou diferente de vocês, logo sou melhor" isso sim me parece ridiculo, até porque correm o risco de não encontrar ninguém para establecer afinidades, de tão diferentes que são e querem ser e não me parece que andar sozinho seja bom.

Nuno disse...

Ai tens tens ;P
Sou adolescente e tento ser eu.

A confusão surge porque é no neste período da vida que nos tentamos encontrar, que nos tentamos definir. Eu pelo menos tento. Mas não vou ser o que os outros são, só porque sim.
Aliás, questiono-me muitas vezes sobre popularidades e afins. É na adolescência que se vê quem tem personalidade para mandar e para ser mandado.
Aqueles que querem ser mandados riem-se das piadas secas dos que mandam, limpam o cu, se for preciso.

EU, eu prefiro ficar independente e ser justo.