segunda-feira, 26 de abril de 2010

Despedidas de solteira




Mas como é que eu em tanto tempo de blogue, ainda não tinha falado de despedidas de solteira e da maravilha que é uma carrada de moçoilas histéricas a gritarem à volta de uma que usa uma pila na cabeça? Imperdoável.

Bom, eu não vou a um casamento há algum tempo. E, por isso, a última despedida de solteira à qual fui, também já foi há algum tempo. Por isso há coisas que poderão estar já desactualizadas.

Nesta despedida não houve, obviamente, véus com pilas na ponta. Aliás, eu recusar-me-ia a acompanhar alguém que tivesse esse adereço. Não houve gritinhos histéricos típicos de mulheres que nunca saem à rua sem os maridos e que quando se apanham fora parecem leõezinhos que acabaram de tirar da jaula. Mas houve Kama Sutras e afins, claro. E houve strip masculino no Passerelle. E é aqui que eu queria chegar.

Pois que o strip masculino é assim coisinha para me deixar meio enojada. Os homens são feiosos. Têm penteados estranhos - alguns até têm madeixas, vejam bem. São demasiado musculados. Não têm pêlos no corpo. E sejamos realistas - por muito bom que um rabo seja, uma cueca fio dental tira toda a masculinidade de um homem (pelo menos aos meus olhos). Portanto, à excepção de um striper que tinha uns traços de índio e que tinha ali qualquer coisa, mais nada se aproveitou. E já que se vai para ver homens nus, ao menos que eles sejam giros. Não é o caso. E, como se não bastasse, eles não mostram a pila (que tapam com as mãos no final, o que me leva a crer que, ao contrário da do Ronaldo que, diz a outra, é do tamanho de uma pizza familiar, as deles devem ser do tamanho de uma salsichita Nobre Júnior).

Depois o Passerelle é o local mais claustrofóbico do mundo. É basicamente numa cave. As mulheres são mais do que muitas. Gritam que se farta. E o espaço é tão pequeno que os stripers passam por nós depois de actuarem. Ou seja, uma pessoa está muito bem sentada numa escadinha a descansar os pés, e de repente passa-lhe um rabo quase na cara.

13 comentários:

Teresa disse...

Concordo!! Também não acho grande piada ao strip masculino!! E a cueca fio dental ainda piora tudo!

Atena disse...

Que degredo despedidas de solteiras com pilas na cabeça..

Concordo quando dizes que os strippers masculinos não são aquela coisa, deixam um bocadito (grande) a desejar!!

Miss Dreams disse...

Na minha opinião, ir para o strip na despedida de solteira(o) é das coisinhas mais pirosas que há... veuzinhos e outros acessórios que tal, pior um pouco, por isso na minha despedida de solteira não houve nada disso, foi apenas mais um jantar de amigas, com uma ida para dançarmos e nos divertirmos como sempre. E deixei bem frisado que se me aparecessem com acessórios desses, era dinheiro deitado ao lixo porque me recusava a usar tais coisas...

Dulce Alves disse...

MEDO! É o que eu tenho a dizer sobre essa espécie de despedidas de solteira. Acho deprimente que o mulherio se junte todo e vá para esse tipo de locais e, pior, se preste ao ridículo de envergar aqueles adereços. A bem dizer, acho deprimente qualquer espécie de despedida de solteira com separação entre sexos. Tem mil vezes mais piada juntar o pessoal todo e ir passar um fim de semana num sítio giro, com actividades divertidas, numa de estágio para a festa de casamento... :)

Mak, o Mau disse...

Tudo o que tem despedida no nome já tende a ser piroso. Se lhe acrescentas solteiro/a, dá ideia que o casamento é o quê?

Anónima disse...

POis eu acho que quem faz isso, é porque se calhar nem se devia casar. Já vi estrangeiras aqui que veem só para isso, para depois aproveitarem ao máximo antes de casar. Mas que sentido faz isso entao?! Se calhar nao estao preparadas ou preparados para o casamento. Isto porque também há despedidas para homens também.
Sim! também considero algo piroso, e nao é isso é mesmo a atitude.
Como diz a Dulce Alves, podia ser uma festa, em que se junta todo o pessoal, tanto homem como mulher, uma festa normal, sem cenas ridiculas.
A despedida de solteiro é quase como se o casamento fosse uma prisao, por tal a despedida. Mas que ideia tao disparatada.
Fiquem bem!!!!

Precis Almana disse...

Ai o que me ri aqui entre a salsichita nobre Júnior e e o ar de índio...
Mas também têm de ser pequenas, não é? Não é suposto estarem no seu tamanho "funcional" enquanto fazem strip. Mas isso é que eu achava giro: mostrarem tudo e no seu esplendor. Ahahahah

_+*A Elite in Paris*+_ disse...

(Obrigada pela risada hoje de manhã.)

Jo disse...

loool so rir.. apesar de nao concordar com tudo o q disseste, o facto de o dizeres com graça, ja ganhou :P

agora em relaçao às opinioes por aqui expostas - cada um tem a sua, muito valida, e eu t tenho a minha! - ..se calhar em vez de uma despedida de solteira (q saloia q sou!) passavamos uma tardinha de sabado a jogar golf. ou a fazer hidroginastica, q tal?!

mrme disse...

Na linha do post anterior, um grande, mas mesmo grande corta interesse - no ponto de vista de um homem que até é pouco pudico - é uma rapariga dizer/escrever "pila".PI-LA. É que parece mesmo palavreado de Cátia Bánessa!

P.S - Eu aprecio este blog (aprecio mesmo) :P

Isilda disse...

Afinal não sou a única a apontar defeitos dos stripers masculinos.
E cá para mim essas tais despedidas de solteiros ou deixaram de existir ou estão completamente fora de moda.
É o cúmulo da estupidez criarem uma coisa dessas.

Mais um homem... disse...

Peço desculpa mas não vejo a piada de se chamar salsicha a um pénis. É forçado e acriançado.

Principe Pipoca disse...

Fico mais descansada pois confesso que sempre achei ridículo o strip masculino... acho-os todos horrorosos e com ar de gays!