terça-feira, 16 de março de 2010

Também acho imensa piada...


Leighton Meester fotografada por Terry Richardson

... àquelas pessoas que começam as conversas com - tu sabes que eu não sou de intrigas, mas a fulana de tal andou a dizer isto e aquilo... . Adoro. Da mesma forma que adoro também a outra vertente - Sabes, eu não me quero meter entre vocês, nem tenho nada a ver com isso, mas a fulana de tal andou a falar mal de ti nas tuas costas para A ou B. É que adoro mesmo.

Claro que, graças àquela introdução inicial, varro logo da minha mente as palavras "intriguista de meia tigela" da minha mente.

8 comentários:

Cat disse...

É como o típico "eu não sou racista mas ... (preencher com uma frase racista)".

Há frases introdutórias que, se seguidas por um "mas", esquece! Não há introdução que lhes valha.

Prezado disse...

eu gosto do "eu tenho para mim que..."

Frutinha disse...

Pessoinhas estranhas. lol

Dorushka disse...

Cara Kitty, não sei se este post foi dirigido à minha pessoa, o mais provável é não ter sido, pois eu sou apenas uma "bloggerzinha" sem importância que anda nisto há meia dúzia de dias e não tenho, com certeza, qualquer importância para si, mas o certo é que a carapuça me serviu. E serviu porque eu sei o que digo e quando digo e não me escondo e nem finjo que não sei do que estão a falar.
E não mando dizer por ninguém aquilo que tenho para dizer, como a Kitty deve saber, pois que já tivémos uma pequena discordância.
Esta manhã cometi um erro ao comentar o post da Luna da forma que o fiz, foi realmente maldoso da minha parte. Já pedi desculpas à Luna e peço-lhe a si também. Agora acredite, se quiser, claro, que eu realmente não sou de intrigas. Eu só estava a tentar confirmar aquilo que pensava, e que se revelou ser verdade, mas não o fiz da forma mais correcta.Mais uma vez as minhas desculpas.
E, obviamente, sinta-se à vontade para não publicar o meu comentário, se assim o entender, pois a mensagem já chegou a quem de direito.

Precis Almana disse...

Eu inicio muitas vezes, na brincadeira com colegas ou amigos, a frase "eu não sou bufa, mas" e depois faço mesmo uma queixa na brincadeira, com a pessoa que a disse à frente, sabes como é? Daquelas coisas que quero mesmo dizer e que se saiba? :-) De resto, como se costuma dizer "na costa dos outros eu vejo as minhas". E se me vêm contar coisas que outros disseram, ninguém me garante que não façam o mesmo comigo...

continuando assim... disse...

MAIS LOGO, um novo capítulo da história de Alice.
lá no,
... continuando assim...

Aceito , e agradeço as vossas sugestões ... talvez a letra esteja pequena... talvez o blogue possa estar confuso.... talvez ... e talvez :)
talvez nem gostem da história...

Enfim...qualquer coisa, digam.
até logo

obrigada por seguirem, e bem vindo!!! a quem chega de novo !

Bj
teresa

Loja dos Desejos disse...

Ultimamente tenho-me deparado com muita gente dessa, mas mais curioso é que cada vez mais essas pessoas, são homens!!!

stiletto disse...

A mim parece-me que a blogosfera é um reflexo da vida real... as pessoas são as mesmas logo as qualidades e os defeitos também...