sexta-feira, 5 de março de 2010

O Amor é um Lugar Estranho - Pelos Leitores # 10



Da autoria da S..

O meu amor maior tem nome de rainha. Para mim, tem nome disso mesmo: de amor.

Um dia, do nada, aconteceu. E engravidei. Não era suposto, mas aconteceu. Um presságio? Talvez. Já tinha passado por um aborto antes e não quis repetir a asneira. Por isso assumi o que aconteceu, enfrentei quem tive que enfrentar e segui em frente. O pai biológico rapidamente pôs os pontos nos "i": não queria filho nenhum, a palavra de ordem era "abortar". E quando mais ele me dizia que queria que eu abortasse, mais eu tinha a certeza de que não ia abortar e aquela criança ia nascer. Passei 8 meses de gravidez sozinha, apenas rodeada de família e amigos. O pai biológico da minha filha deu um arzinho da sua graça quase no final da gravidez, a impor condições para o caso de eu insistir em que ele a registasse. Alternativa: que ela fosse registada por outro pai qualquer. Resultado: tensão altíssima, risco de pré-ecâmpsia, internamento e baixa até ao parto. Um mês de cama...

Acontece que o meu amor dos tempos da faculdade estava a acompanhar a gravidez de perto, no papel de amigo. Reaproximámo-nos, sem segundas intenções nem de um lado nem do outro. Quando o pai biológico da minha filha fez a "proposta" comentei com ele, como comentei tudo o que se passou na gravidez. E houve um dia em que ele me disse que queria que eu fosse mulher dele, que queria que aquela fosse filha dele e que queria que fossemos uma família como tantas outras. Eu, apaixonadíssima por ele, aceitei.

A nossa rainha nasceu e no exacto momento em que ele lhe pegou ao colo eu soube que aquele era o amor maior da vida dele. E eles os dois o amor maior da minha vida.

Passaram dois anos. Casámos. Queremos ser pais novamente, em breve. Ela só tem olhos para ele, é completamente derretida, "a menina do papá" no mais elevado grau. Ele... não tenho palavras para descrever o que ele é enquanto pai. Superou em tudo o que eu podia esperar dele. A família dele aceitou-a como sendo deles e quem não sabe não diz que eles não estão biologicamente ligados.

Eu... feliz, muito feliz. Por ter encontrado dois amores que são lugares estranhos. A minha filha é uma descoberta diária. Ele, apesar de nos conhecermos há 11 anos, de termos namorado 4, estado separados 5 e estarmos juntos há 2, é outro lugar estranho, a descobrir diariamente. Continuamos apaixonados como quando tínhamos 20 anos e acreditavamos em amores impossíveis.

Sei que foi ela que nos juntou, mesmo sem estar ainda fora da minha barriga. E sei que ele foi o melhor que nos podia ter acontecido às duas... E espero que este nosso amor seja para sempre... como nas histórias com final feliz...

43 comentários:

ana paula disse...

Que relato tão bonito, uma verdadeira história de amor.

Vee disse...

Gostei da história :), é às vezes quando tudo não parece fazer sentido que nos acontece algo extraordinário que nos traz a felicidade.

amor disse...

...será sempre...uma Amor maior....para sempre...

beijinhos

Amor

Gabriela disse...

lindo

Carla disse...

Parabéns. Adorei o texto. tenho dois filhos e realmente são o GRANDE AMOR da nossa vida. Claro que é sempre delicioso ter um companheiro que venha fortalecer tudo isto. Tenham um 2º que a felicidade fica mais que completa

rosaamarela disse...

Se esta historia é verdadeira (?) desejo te o MELHOR DO MUNDO, pq a minha história é exactamente igual só que não teve “ainda” um final tão feliz, tive que OBRIGAR o pai da minha filha a registá-la com o nome dele, criei a minha filha sozinha, passei por um câncer (por ela fiz uma ”fuga para a frente” e safei-me), felizmente tinha e tenho um emprego estável, viajámos muito antes dela entrar para a faculdade, já se formou-se e rapidamente se tornou independente…

Eu ? … bem eu estou sozinha, sem problemas monetários, continuo a viajar sempre que posso … mas a verdade é que à noite faz-me falta um homem na cama.


abrazooooooooo

Rita G. disse...

Quem disse que já não existiam histórias de amor? Achei lindo:-) Bj

Elsa disse...

Passo por cá todos os dias mas nunca comentei...
Hoje, não podia deixar de o fazer, porque realmente o amor que se sente por um filho é taooooooo grande que nele cabem todos os lugares estranhos.
Beijinhos

Ana disse...

Eu fiquei de lagrimita no canto do olho, com este.

anabela duarte disse...

Lindo!

anabela duarte disse...

Lindo!

Ana disse...

Até fiquei com a caganita nos olhos.

Realmente muito bonita a história.

Realmente o amor pelos filhos é especial.

simple complications disse...

Como não podia deixar de ser rolou um lágrima pelas minhas faces... É maravilhoso quando as histórias assim são reais, bem reais! Parabéns ao texto e à fantástica família!
Anne

sophia disse...

Lindo!

Marisa disse...

Que historia de amor linda, eu não sou nada lamechas, mas é impossivel resistir.
Continuação de muitas felicidades :)

eu disse...

Adorei...

Sara L. disse...

Que história bonita :o)

mãeee disse...

Esta história de amor é linda!

margarida disse...

Que coisa.. são estas histórias bonitas que fazem com que um coração nunca sare por completo, há sempre aquela pessoa e aquela outra e a outra que no final de tudo ficaram juntas.
Linda história.

MissBlueEyes disse...

Amei a história!

Realmente um amor estranho, que de estranho tem muito pouco!

Resta desejar-me as maiores felicidades e que continuem uma família feliz!

Susana disse...

Enquanto lia este relato dia senti um arrepio.
Nada acontece por acaso....

CarlaB disse...

Que linda historia de amor!

Que continuem felizes para sempre

Vânia disse...

Que bonito. Adoro a pureza destes textos, desta iniciativa, deste blogue. Respira-se azul, felicidade e esperança. Um sorriso grande e iluminado a todas as pessoas que vivem com um sentimento no peito tão mágico. O amor. Beijinho*

_+*A Elite in Paris*+_ disse...

Amei esta historia!

A Elite

Maria Bonita disse...

Obrigada por partilhar esta história! Faz-nos acreditar que afinal o universo conspira em nosso favor!

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Lindo* Merece um Final Feliz*
Renata

Anita disse...

Esperemos que seja uma história que acabe como começou...surpreendente e cheia de amor!

Princesse Sofia disse...

São estas histórias que me fazem acreditar que ainda há principes neste mundo!

shine-make-up disse...

Parabéns, adorei! Grande mulher.

Cátia disse...

Esta história é uma linda, linda história de AMOR. Fiquei muito comovida, adorei! Espero que sejam felizes para sempre.

One Guy Alone disse...

Permite-me discordar da tua avaliação ("ehehe" salvo seja... em paz) mas ENA... esta foi a melhor história que li até agora!

Brilhante história de amor... que sejam felizes muitas vezes, durante os anos que estiverem juntos!

Fernanda disse...

que historia fabulosa

' Claudjinha disse...

este texto... emocionou-me :)

rita pavoni disse...

e são estas histórias que nos vão mostrando que o amor de facto existe. é estranho, mas mágico. felicidades.

Guerreira disse...

Apaixonante, uma história de amor e de grande força e esperança, é por estas histórias que cada vez mais acredito que existem homens com um H maísculo, espero um dia encontrar o meu.
Simplesmente emocionante!

L'amour disse...

Até me arrepiei ao ler o texto! mt lindo :)

AF* disse...

Adorei parabéns...

Sabor Adocicado* disse...

Isto sim é uma verdadeira história de amor. ainda há homens fantásticos e mulheres muito fortes e lutadoras !

felicidades aos 3 :D

Raquel disse...

Que bom ter lido uma história como esta. Tenho andado tão descrente nas histórias de amor, que fico deliciada quando ouço uma. :)

Bjs.

Rita disse...

Deixa mesmo a lágrima no canto do olho :) Tudo de bom!

Diana disse...

Amei o texto.

Andrea disse...

E este é o melhor texto quer li até agora! Afinal ainda há amores perfeitos... :)

Vénus disse...

Sem dúvida um amor verdadeira e uma história lida, muito linda!