segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Generalizações


Monica Bellucci

Eu quase que arriscava dizer que os homens solteiros acima dos trinta se dividem em duas categorias:

1 - Os eternos playboys, que fogem do compromisso como o diabo da cruz.

2 - Os desesperados, que assim que nós os beijamos começam logo a falar de casamento e de filhos.

31 comentários:

joana disse...

As excepções confirmam a regra... a rara categoria dos apaixonados que se entregam de corpo e alma a um verdadeiro amor.

Maçã e Canela disse...

nem mais! Nem mais!:P******

mjoaob disse...

:)...a segunda categoria são os playboys que já se fartaram dessa vidinha.

Mister Peter disse...

Não sabia que a categoria "desespero" também existia "no meu lado da barricada". :-)

GuessWho disse...

Bem visto Kitty!! Mas não é exactamente como as mulheres solteiras com mais de 30?;)
GU

EU SOU EU disse...

uhm...mas se isso é assim..tao linear... onde me enquadro...eu por exemplo...já que já estou nos 30...solteiro...mas não procuro mas espero encontrar alguém para comigo partilhar experiencias...e vivencias...e não visualizo filhos..e casamento...a curto prazo...e aliás playboy nunca fui... não tenho perfil para isso.. é preciso não ter muitos sentimentos dos quais prezo muito... mas não sei onde estou... talvez em extinção...

Alexandre disse...

boa conclusão :p

S* disse...

Sou mais adepta dos primeiros. Bahhhhhhhhhh

Mak disse...

Se eu não achasse que este post está a piscar o olho à polémica, poderia dissertar sobre o assunto.


Mas depois, rapidamente, generalizaria que se essa definição estivesse certa, também poderíamos colocar as mulheres nesse patamar em dois poleiros.

- Mulheres cujo impacto do "Sexo e a Cidade" e afins foi tão forte que glorificou uma vivência e uma existência de um príncipe encantado nos mesmos moldes, o que torna a realidade (bem mais imperfeita) bem mais difícil de encarar. Viver uma fantasia cor-de-rosa é bonita, quando se consegue distinguir a fantasia da realidade.

- Mulheres desiludidas com o sexo masculino. Pelas mais diversas razões, com e sem razão ou à procura de razões. Convencionaram que os homens não prestam e esforçam-se ao máximo para o provar. Mesmo que isso seja difícil de acontecer...


Mas, não gosto de generalizações....

Graziela disse...

Simplesmente perfeito. Temos sempre a esperança que além dos requisitos essenciais, seja o meio termo dessa conclusão.

Seu blog é ótimo..
Abraços

MissBlueEyes disse...

E os interessantes são quais??? Os 1º claro!!!

Miss Kin disse...

Está mesmo muito generalizado, as nuances dessas "gavetas", davam para vários posts! ;)

m disse...

Eu arriscaria uma terceira:

3- Os indecisos: os que assume um relacionamento mas que quando não lhes interessa dizem que são solteiros.

m

umquarentao disse...

Falta uma terceira categoria: aqueles que ninguém quer... e que não estão à espera que alguém os queira!.




P.S.
Já agora, aproveito para divulgar o meu manifestozito:
Educação Sexual sem Tabus nem Neo-Tabus:
- Úteros Artificias (Uma Investigação Cientifica Prioritária) e prostituição subsidiada.

Ainda há parolos é que acreditam em histórias da carochinha... mas há que ASSUMIR a realidade:
- Nas Sociedades Tradicionalmente Poligâmicas apenas os machos mais fortes é que possuem filhos.
- No entanto, para conseguirem sobreviver, muitas sociedades tiveram necessidade de mobilizar/motivar os machos mais fracos no sentido de eles se interessarem/lutarem pela preservação da sua Identidade. De facto, analisando o Tabú-Sexo (nas Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas) chegamos à conclusão de que o verdadeiro objectivo do Tabú-Sexo era proceder à integração social dos machos sexualmente mais fracos; Ver http://tabusexo.blogspot.com/.


CONCLUINDO:
1º- Cada um é como é, as mulheres são como são, e os machos mais fracos (um exemplo: eu!) devem borrifar-se para o facto de serem rejeitados pelas mulheres: recorrer/pagar a prostitutas é uma actividade normal, não é uma actividade marginal [nota: os machos - das Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas - devem ter direito a uma prostituição mais barata (leia-se subsidiada)].
2º- Nas Sociedades Tradicionalmente Poligâmicas é natural que sejam apenas os machos mais fortes a terem filhos, NO ENTANTO, as Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas têm de Assumir a sua História!!! Isto é, estas sociedades não podem continuar a tratar os machos sexualmente mais fracos como sendo o caixote do lixo da sociedade!!! Isto é, os machos ( dotados de Boa Saúde ) rejeitados pelas fêmeas devem possuir o legítimo Direito de ter acesso a ÚTEROS ARTIFICIAS...

Anônimo disse...

Não só os homens acima dos 30, como TODOS eles.

Nuno disse...

Duvido que as coisas sejam tão lineares assim. Mas pronto, lá terás os teus motivos para pensares assim. :)

Beijitos,
Nuno.

Loucuras de e por amor disse...

Não sei se existem homens na 2ª opção! Acho que eles fogem todos do compromisso como o Diabo da cruz!

joão disse...

Li o post e deu-me vontade de "defender a honra do convento"!
Mas pensando bem não será preciso. Não concordo com a divisão em 2 categorias. No entanto, é bom que assim seja. Aqueles que não se enquadram nesta categorização diferenciam-se pela positiva. No que dizem, fazem e, acima de tudo, no que respeitam.

Ana disse...

Humm não concordo nada, nem mesmo generalizando, pelo contrário, a maioria dos homens que conheço acima dos 30 nem foge do compromisso nem estão desesperados para casar. O que acontece é que, tanto para eles como para elas, a barreira dos 30 torna as pessoas mais exigentes e não é qualquer um/uma que serve para um relacionamento sério. A questão não passa por não querer compromisso, não querem é compromisso com qualquer uma/um. E desesperados para casar, sinceramente, conheço mais mulheres com esse astuto do que homens.

Mas pronto, isto é a minha opinião, claro.

Paula disse...

Este post merece um estudo mais detalhado, principalmente coom o complemento dos comentários!

Enquanto isso, se quiseres vai lá espreitar o meu blog, já que te menciono no post de hoje!

;)

Pólo Norte disse...

Partindo do pressuposto que "solteiro" significa "descomprometido", acrescento:

1-Os eternos Don Juan, que querem colecionar mulheres entre-lençóis, mas arranjar uma mulher à parte séria e procriadeira ( e ingénua).


2 - Os desesperados, que assim que descobrem uma semelhança, um gosto em comum, um facto que coincida, acham que são as nossas almas gémeas. E que depois, se se confrontam com as inúmeras diferenças, acham que se podem adaptar e que tudo se ultrapassa. "Almas-gémeas à saca-rolhas!"

3- Os casados e que são infelizes e só não deixam a mulher por causa dos filhinhos (mas que nos amam, claro!)

4- Os casados, felizes, perfeitos... e inalcansáveis!

5- Os divorciados e amargos da vida, cheios de recalcamentos e ressabiamentos.

Enough?

E nós na prática só queremos isto: http://quadripolaridades2.blogspot.com/2009/12/o-que-as-mulheres-querem-num-homem.html

Aleatório disse...

Existe claramente um 3º Tipo, os homens que querem uma MULHER para eventualmente casar e ter filhos, e que fogem a 7 pés de um compromisso com alguém que apenas é do sexo feminino.

Anônimo disse...

O que existe mais por aí são os da ª pção, argh!

Claudia

Cirrus disse...

Tem graça!! Sempre achei o mesmo das mulheres!!!

Precis Almana disse...

No meio tens os homens que procuram o que idealizam como mulher perfeita. E olha que os há. Um dos meus irmãos era assim.

Algures disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Algures disse...

E eu onde é que me enquadro aqui?!
Concordo com o que escreveu a Ana... A barreira dos 30 torna as pessoas mais exigentes e isso faz com que as pessoas avancem para um relacionamento sério só com alguém que realmente lhes diga algo, e julgo que tal não é apenas um "exclusivo" masculino...

Miss G. disse...

Desta vez concordo com o João, que diz que os que não se enquadram sobressaem e com o aleatório. Não acho de todo que os homens sejam todos iguais. Tal como as mulheres não o são.

Clara disse...

e as mulheres também. generalizando, obviamente.

César disse...

Pela 1º vez aqui no blogue,não concordo com nenhuma das duas ideias da Senhora administradora.
Que eles existem também assim,não dúvido?!

Guerreira disse...

Acho que existem homens no meio termo.
Em relação aos playboys existem em todas as idades.
Em relação aos desesperados para casar, também existem homens mais novos que os 30, sim são raridades, porque esse aspecto é mais comum nas mulheres.
Eu sou mulher, tenho 25 anos e sinceramente casar não é um plano que está na minha vida, nem nunca esteve até agora, pelo menos pra já!