terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Este blogue daqui a nada transforma-se no Youtube...



... mas eu não tenho culpa que agora me enviem diariamente este tipo de vídeos. Desta vez, pela mão do Francisco Ferreira. Sou obrigada a postar, pois tá claro. Vou só ver mais uma vez, já volto. Que cutchi cutchi. Também quero fazer coceguinhas no bicho. Posso?

16 comentários:

Cate disse...

Ahaahahah, LINDO! Adorei!

Inês disse...

Opá! Tão querido!!

Dity disse...

Q Fofooooooo!!!

S* disse...

Não sei que bicharoco é esse, mas é giro todos os dias.

_+*A Elite in Paris*+_ disse...

Disse a uma amiga que me enviou o video há pouco que hesitava entre o "que fofinho" e "que nojinho"... é que de imaginar esses olhos a olharem para mim do escuro, dá-me qualquer coisa má!

A Elite

Satine disse...

opaaaaaaaaaaaa a sério. que coisa mais amorosaaaaaaaaa :)

Lady Oh my Dog! disse...

é o máximo!

Spirit disse...

Parece uma versão mais lentinha do gatinho surpreendido no youtube. Mas igualmente fofo!

Jojozinha disse...

oh coitadinho todo consoladinho!

Anônimo disse...

Liiiiiinnndoooooo!
Como se chama esse bichinho? Alguem sabe?
: )
by: juh

angelasoeiro disse...

Ca fofinho...

Anônimo disse...

Os olhinhos dele... :D Tão fofo!

Cátia Afonso

Tania disse...

é um lémure :')

Anônimo disse...

Se não me engano, é um Lóris (macaquinho de estatura bem pequena).

Realmente é fofo todos os dias!

Ana Beleza

fa disse...

É um parente do Lémure, mas não é um. Este animal, chama-se SLOW LORIS (não sei se há tradução para português), é um primata e se não me engano, começa a estar ameaçado devido ao facto dos seus olhos serem muito procurados pelos curandeiros.

O seu habitat extende-se desde Madagáscar até à Tailândia, passando pelas Filipinas, Índia, Bangladesh, Indonésia, Vietname, etc.

São muito conhecidos por apreciarem as carícias humanas. Aliás, vídeo de SLOW LORIS que não apareça a ser acariciado por uma pessoa, não é vídeo que se preze.

É um animal venenoso. Produz uma toxina no interior do cotovelo que é misturada com a saliva e utilizada em situações de apuro, quer através de uma lambidela, quer através de uma mordedura que não é letal para o ser humano, embora cause dor.

Penso que é o essencial.

costela de adão disse...

Que fofo, também quero um!