terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Como estragar uma coisa que até tinha piada



Ok, é certo que lhes podia dar para pior. Podiam andar a assaltar velhinhas. A transportar bombas. A vender droga. A esfaquear pessoas. Mas sou só eu que já estou um bocadinho cansada dos flash mobs? Os primeiros foram lindos. Adorei o das moças que dançavam o "Single Ladies" em Londres. Arrepiei-me e emocionei-me com o do programa da Oprah em Chicago. E sorri com o primeiro do aeroporto da Portela. Mas eis que agora em cada esquina aparece um flash mob. No aeroporto houve mais outro há dias, já sem qualquer tipo de graça. Os que se seguirem, como é de esperar, já pouca piada vão ter porque se vão tornar numa coisa completamente banal. O anormal será não haver um flash mob em cada esquina.

12 comentários:

apipocamaisdoce disse...

Eu acho uma iniciativa muito gira, e é sempre inesperada. Venham mais,que o tempo está cinzento e a malta precisa de se divertir. A do aeroporto de Lisboa foi genial.

JorgeCP disse...

Podem não ter piada para quem as vê via YouTube, mas continuam a ter muita piada para quem as vê ao vivo (acho eu que nunca participei em nenhuma).

_+*A Elite in Paris*+_ disse...

Estou aqui a perguntar-me como fiz eu para nunca ter visto o das meninas a dançarem em Londres!

A Elite

N disse...

No aeroporto de Lx houve uma no Natal e uma no Ano Novo (gostei mais da 2a, por acaso). Por cá é novidade e com isto da TAP e da ANA passou a falar-se mais, não a fazer-se mais no mundo. Nós é que estamos mais para aí virados e vamos enjoar, como acontece sempre, i guess.

Mak, o Mau disse...

Chama-se a isto o efeito repetição, muito reconhecido na vida humana em geral e em tudo o que gera impacto mediático em particular.

Vide reality shows, etc e tal. Dos primeiros exemplos de gente a dançar "espontaneamente" que vi foi este - http://www.youtube.com/watch?v=mUZrrbgCdYc

Só tem cerca de um ano...

O resto tem sido um fartote de vaudeville.

Vanessa. disse...

Concordo plenamente contigo!

prada disse...

Há muita coisa que se repete e continua a ter piada, o que importa é o momento!

Storyteller disse...

Estas coisas são engraçadas, pois dão mais colorido ao dia-a-dia!

Anônimo disse...

A TAP resolveu fazer um 2º flash e convidar à participão os seus trabalhadores, por isso muito mais gente "real" estava a desejar um Feliz Ano Novo aos seus passageiros e não apenas bailarinos fardados.

Maria:)

Quicas disse...

No domingo houve uma no metro de Lisboa, a No Pants (que é feita anualmente a 10 de janeiro em várias cidades euripeias).
Eu adoro flash mobs...ainda me dá uma coisinha na cabeça e organizo a primeira cá da Madeira lol.

bjocas

Jojozinha disse...

heheh
acho que ao vivo devem ser muito divertidas!

Dulce Alves disse...

Isto dos flash mobs é tudo muito engraçado, muito divertido e surpreendente, mas no particular caso da TAP/ANA achei de uma insensatez sem igual. A empresa está com problemas financeiros há imenso tempo (já para não falar da polémica de não pagar prémios às trabalhadoras em licença de parto!) e vai desperdiçar um dinheirão em poucos minutos?! ... Quanta incoerência!

Quanto ao "No Pants" que teve lugar este domingo, só uma palavrinha: ridículo!

Neste país temos imensa dificuldade em mobilizar-nos para o que quer que seja, mas se for para a parvoíce... é para já! Enfim... :$