quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Oslo


Oslo às três da tarde

A melhor palavra que define Oslo é paz. É paz que eu vejo naquelas pessoas. Naquelas mães que, no parque, logo pela manhã, fazem jogging empurrando os carrinhos dos seus bebés. Naquelas crianças que passeiam tranquilas com os pais no Mercado de Natal sem fazer qualquer tipo de birras como é frequente vermos por aqui. Nas pessoas que falam baixinho nos tranportes públicos e que evitam ao máximo falar ao telemóvel para não incomodarem. Em tudo. Mesmo apenas com aquelas seis horas de luz (pouca luz) e com aquele tempo sempre nublado e frio, muito frio, as pessoas parecem-me muito felizes e tranquilas, sem pressas.

Oslo é a cidade que alberga as obras mais marcantes de Edvard Munch - "O grito", "Madonna", "O dia seguinte" - o "Pedro Arrependido" do El Greco, entre outros. É a cidade da entrega do Nobel da Paz (é já amanhã que será entregue ao Obama). É a cidade que tem as mais bem conservadas embarcações vikings. É a cidade do Vigeland Park onde estão as esculturas de Gustav Vigeland pelas quais eu me apaixonei perdidamente e que representam o ciclo da vida, desde o nascimento à morte. É a cidade de tudo isto e muito mais.

(Depois publico mais fotos.)

18 comentários:

Laetitia disse...

Não é destino que me fascine,mas ainda bem que gostaste ;)

travellersoul disse...

Pequena rectificacao: apenas o Nobel da Paz e' entregue em Oslo, todos os outros sao entregues em Estocolmo (e aconselho-te a visitares o palacio, magnifico).

Anônimo disse...

Infelizmente, ainda não conheço... o mais "próximo" de Oslo que tive a oportunidade visitar foi Helsinquia, que também é uma cidade muito calma...
Boa semana (sim, para si só começa hoje!!! :-))
R

Cate disse...

Quero ver mais fotos :)

Dulce Alves disse...

Que invejaaaaa, visitar um dos países mais civilizados do Mundo deve saber tãoooo bem (sobretudo numa época em que por aqui anda tudo fora de si e nem o espírito natalício acalma as gentes!) Eu cá quero muito ir a Estocolomo, dizem que está ao rubro!
By the way, se aprecias Munch, então também não deves perder a Galeria Kunsthaus em Zurique, tem uma sala inteirinhaaaaa dedicada ao pintor. Eu esperava ir lá já em Janeiro, mas entretanto houve alterações à "agenda" e a Suíça vai ter que ficar para mais tarde... :$

Anônimo disse...

Tive exactamente as mesmas sensações quando visitei Copenhaga há uns anos atrás...

Claudia

Kitty Fane disse...

travellersoul eu apenas falei no Nobel da Paz, não disse que os outros lá eram entregues. Sei perfeitamente que os outros são em Estocolmo. Portanto, não percebi a rectificação. :-)

Midnight Sun disse...

O Vigeland Park em Agosto e Setembro tem ainda mais encanto, com piqueniques por todo o lado, com o sol, com imensas crianças :) Copenhaga é mais "cidade", Estocolmo será o meu destino antes do Natal.

Anônimo disse...

Ao ler também fiquei com a sensação de que todos os prémios Nobel eram lá entregues.
Mas não fiques chateada:)

Mary Jane disse...

Estive em Oslo o Verão passado e não me deixou nenhumas saudades. Talvez pq vinha dos Fiordes e de Bergen... Trazia os olhos cheios de verde e azul paraíso e não estava preparada para a prostituição, rol de sem-abrigos e droga a ser vendida descaradamente na rua principal. Oslo é, sem duvida, a capital mais feia das 4 escandinavas. Estocolmo e Copenhaga são um hino à qualidade de vida! Cidades fashion, pra frentex, onde parece que andamos numa passerelle e que (nós portugueses) somos todos uns bimbalhões! Ah, mas o Vigeland Park é mt mt mt bom. O museu de folklore ao ar livre tb deixou saudades. Nem sabes as fotos que tenho de lá... :)

hierra disse...

Ai que saudades de ver um el greco!!!!snif, snif...A palavra de ordem nos países nórdicos é ser-se civilizado, o que nós aqui estamos a anos luz...o pior de tudo é ouvirem a música dos telemóveis alto nos transportes, fico à beira de um ataque...ainda bem que há países civilizados :)

Style&Stuff disse...

Despertaste-me uma certa curiosidade! =)

Kiss*

Anônimo disse...

Aiii o friozinho do Norte... passo! Eu é maminhas de fora no calor dos trópicos, colares de flores e pretos...

Oh Kitty filha, o que achaste (ai quase que escrevia "achastes") do homem norueguês? Eu conheci um na faculdade que se chamava Torgeir Halland... ai milher, que pedaço de homem... um viking! Eu bem quis que ele me invadisse a praia e arrebentasse com o forte... lançasse fogo na minha cabana e comesse a comida que trazia no regaço... mas não... cagou pra mim! Olha, isto já vai longo... e apesar de gostar delas longas... bem, fico por aqui.

Beijufas!

Anônimo disse...

O cenário descrito no primeiro parágrafo parece-me entediante. Não conseguiria viver num país escandinavo precisamente pelas razões que invocaste. Visitar sim, A Dinamarca é interessante, a Suécia durante o Verão é espectacular. Mas para viver, Portugal está perfeito. E Espanha, mais-que-perfeito.

Bluebluesky disse...

Belas recordações dessa cidade, desse país... :) Não houve direito a visita aos fjordes??? Imperdível!
Aconselho também a Suécia, logo aí ao lado mas tão diferente, e que me encantou muito também

Precis Almana disse...

Que bom!
Sobre o silêncio, lembro-me de em Copenhaga haver carruagens no metro que são para se ir em silêncio. Fantástico!

Paula disse...

Oslo pode ser isso tudo.E porque é que aquela gente,no avião se transforma,fica louca,possuida e desata a beber como se não houvesse amanhã e a fazer figuras tristes?
Nunca vou perceber.

O meu pensamento viaja disse...

Cheguei a este post pela mão da Maria Flicka, visto que acabo de fazer um tour pelo norte.
Gostei do teu ponto de vista, com o qual concordo inteiramente, o que não significa que me veja a viver por lá.
Se quiseres visitar-me, será um prazer receber-te. Se decidires que sejamos seguidoras, ainda melhor.
Beijos da Nina