quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Confesso que me causa alguma confusão...


Eva Herzigova

... ouvir uma amiga - que sempre foi tão independente, que até sozinha viajava, que primeiro se preocupava consigo e depois com os namorados - dizer que, neste momento, não conseguiria viver sem o namorado. Que não quer por nada deste mundo voltar a estar sozinha. Mesmo estando a relação praticamente moribunda.

22 comentários:

Anônimo disse...

quando se gosta de alguém vira-se burro(a).... eu percebo-a.

Style&Stuff disse...

As pessoas mudam... pena que nem todas o fazem para melhor! Eu acredito que numa relação nem 8 nem 80, ou seja, nem ser muito dependente nem total desprendimento!

Kiss*

Sunrise disse...

As pessoas independentes tb se cansam de se-lo! Deve ter sido o que aconteceu com ela. Apaixonou-se verdadeiramente. Bjs

Laetitia disse...

Eu acho que isso nem é gostar. É uma dependência maléfica isso sim!:s

made in ♥ love disse...

mais que confusão... gostar de alguém não pode nem é depender psicologicamente de outrem, não é saudável.. nem acho que seja amar...

Um Beijinho
Eduarda
Be in ♥ love

Anônimo disse...

A meu ver, essa é a faceta mais funesta da paixão...
R

sebastianvalle disse...

Sensacional blog! Uma descoberta para mim.
Escrevi apenas um artigo sobre o amor:
http://sebastianvalle.wordpress.com/2009/11/06/07-como-namorar-2/
Espero que lhe interesse.

Parabéns!

prada disse...

Está a transformar-se numa relação doentia, e vai sofrer muito , penso eu. Tornou-se dependente de algo que já nem existe, isto é, dum amor que se apagou!!
Tem de se fortalecer e deixar de fazer negação, retomando a independencia que faz parte da sua identidade.
Leva o seu tempo mas recupera e se tiver alguma ajuda, tornar-se-á mais fácil
As paixões tornam-nos irracionais,pois amar quem não nos ama , nao faz qq sentido!

JoaninhaFerreira disse...

fazendo jus ao nome do teu maravilhoso blog, o amor é mesmo um lugar estranho!

Felipa disse...

Que não queira estar sozinha tudo bem, até compreendo...mas daí até já não conseguir viver sozinha vai uma grande distância!

Na minha opinião a tua amiga ter-se-á tornado numa pessoa que sofre de grande insegurança e baixa auto-estima.

Bjsss

Notacandygirl disse...

O primeiro cumentário diz tudo, se bem que ha limites para a burrice :)

Recantos e Pensamentos disse...

Parece confuso, mas a entendo... Ser sempre sozinha chega uma hora que faz mal. Infelismente, a relação dela com o namorado não anda tão bem... Que ela tenha sorte!

Anônimo disse...

o que eu estava procurando, obrigado

Anônimo disse...

ler todo o blog, muito bom

Teea disse...

Eu sou como ela, se/quando me apaixonar, mudo totalmente (ainda bem que não me aconteceu faz muuuito tempo, rs). E assim entendo muito bem o caso dela... as coisas não são tão simples, não a chamaria burra só por isso ;)

maria disse...

Eu já vivo sozinha há algum tempo e acho que agora já não consigo é perder essa liberdade

Rubi disse...

Espero que o miudo esteja tao apaixonado quanto ela. Percebo o teu espanto, tambem sou independente e viajo sozinha, mas devo dizer que sou muito mais feliz agora, com ele, do que era quando estava sozinha. O importante e saber estar, consoante a ocasiao ;)

Anônimo disse...

Estou mesmo a ver, o parceiro retirou-lhe toda a auto-estima... nem existe outra explicação. Há homens peritos nessas coisas.

Claudia

TinkerBell disse...

Olá...
Eu sou uma rapariga independentemente dependente e nunca me arrependi... estou à quase uma década e meia com a mesma pessoa o meu *PETER*...
E já não sei viver sem ele! Explico.. tenho os meus amigos, o meu trabalho, as minhas coisas em casa, quando tenho que sair saio não me sinto presa... talvez me sinta agora um pouco porque tenho um rebento..mas nunca deixei de ir a algum sítio por causa dele... Sou feliz...não sou doente por ele...simplesmente amo-o e claro gosto muito da companhia dele...
Segredos??!!! Ele tem os dele e eu os meus...uma pessoa sem segredos é desinteressante !!!
Mas nunca me arrependi e tenho a experiência da Universidade e morei com outras pessoa e nunca me dei tão bem como quando comecei a viver com ele...
É somente um testemunho que por vezes as pessoas também se "aprisionam" a elas próprias...não tem que necessáriamente ser o outro...

elisa disse...

O amor é realmente um lugar estranho onde muito pouco faz sentido, bem longe da terra da coerência.

Anônimo disse...

sei o que isso é. penso que só é pior é quando há problemas e se se separarem.. aí sofre-se mais, mas também ama-se mais.
digo eu..

Paulo Nunes disse...

Aconselho-te a ver o filme... o ABC do amor!
depois falamos! :P