segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Olha o belo do colar!


Heidi Klum

Eu já fui moça para usar muitas pulseiras, daquelas que faziam muito barulho. Já fui moça para usar brincos assim a atirar para o grandinho. Já fui moça para usar muitos colares. Já fui moça para isso tudo. Mas, hoje em dia, dispenso toda essa quinquilharia, porque acho que tudo tem o seu tempo, e a partir de determinada altura senti necessidade de substituir a bijutaria pelas jóias. Mas continuo a gostar de ver em certas pessoas. E fico-me pelos meus brincos discretos e lindos de prata ou de ouro branco, pelas minhas pérolas, pelo meu anel de estimação, e, muito de vez em quando, uso um colar. Se sair à noite, se a ocasião o pedir, uso brincos maiores e mais vistosos.

Posto isto, irritam-me solenemente as pessoas que me andam sempre a impingir colares e brincos e pulseiras e mais não sei o quê, que elas próprias fazem. Primeiro vem a amiga - Ah e tal, compra lá. E uma pessoa vê-se obrigada a comprar qualquer coisita só porque fica bem. Depois vem a colega - Ah e tal, não queres comprar um colarzinho? Ficava-te muito bem. Depois vem a prima da prima que encontrámos por acaso na rua - Ah e tal, olha que giro para ti, Compra, é baratinho. Fui eu que fiz. E uma pessoa passa a vida a dizer não, a ter de fazer cara de tacho, como se ficasse a dever um favor a alguém.

15 comentários:

Teresa disse...

Pois.

Acresce que eu faço uma alergia medonha a tudo o que não seja ouro ou prata, principalmente nas orelhas (e não posso sair de casa sem brincos, sinto-me nua).

Há tempos comprei um anel de fancaria lindo, com uma pedra preta (claro que não devia ser ónix). Ao fim de poucas horas tinha o dedo em ferida. Mas eu adorava o anel, pronto. Remédio? Levei-o ao meu ourives de confiança, que o copiou em prata e aproveitou a pedra. Agora ando sempre com ele.

Quanto à restante quinquilharia, tem de conhecer as peças fantásticas de um certo casal. Os colares são de perder a cabeça. Vou organizar uma expedição punitiva com a Madalena, um dia destes. Se quiser, junte-se a nós. Os preços? Uma anedota.

aespumadosdias disse...

E não tens 1 Pandora?!
:)

I. disse...

LOL!
Eu faço bijuteria, mas para consumo próprio. O tempo já pouco me sobra para tanto, quanto mais para ainda andar a vender!Mas quanfo andava na faculdade fazia alguns cobres a vender umas coisitas, se bem que nunca tive jeito para impingir nada a ninguém... muitas vezes eram as interessadas que me pediam, ao ver-me com os meus colaritos e brincos artesanais.

(mas ofereço. e esforço-me por fazer ao estilo da presenteada; se não consigo, compro já feito.)

*Eva* disse...

ola Kitty Fane!!
Em questões de quinquilharia também estou como tu...nos pulsos agora só uso um relógio(branco ou preto, conforme a roupa) e uma pulseira a condizer!). Em relação a brincos...uso 3 argolas pequenas de prata na orelha direita, a outra não tem nada...durmo e tomo banho com elas para não ter o trabalho matinal de estar sempre a mudar! Em relação aos colares se usar, o que é muito raro, é um cordão de prata que era da minha avó e que adoro!!
Não sou muito espanpanante, só não dispenso o meu relógio, detesto ir pela rua e que a 1 km de distância já me estejam a ouvir!
Essas amigas que vendem ou fazem coisas comigo não costumam ter muita sorte.

Posto isto desejo-te uma boa semana.

Beijinhos e bons pecados

prada disse...

Árvores de Natal , são para o Natal e há pessoas que poem tantos enfeites, que na verdade não gosto.
Uma ou duas coisas de cada vez e ser for possivel com qualidade.

Anônimo disse...

ja postei sobre isso também é um inferno mas eu simplesmente digo que nao uso que sou alérgica e pronto

Anônimo disse...

Oh menina Kitty, tem que dar umas voltinhas pelas lojas da Pedra Dura e ver lá algumas quinquilharias lindíssimas!
Eu perco-me naquela loja... :)

Bom retiro Kitty!
Cátia Afonso

Feiticeira disse...

Não há paciência!!!

Precis Almana disse...

Eu gosto menos de jóias e mais de coisas a que chamam "étnicas" :-) Oh pá, diz que não é o teu estilo, e pronto. Outra coisa que podes aproveitar é ir comprando para ofereceres no Natal a quem tenhas que oferecer coisas, não sei...

Laetitia disse...

Humm acho que isso não acontece só com bijuteria,mas que é uma chatice lá isso é!

wednesday disse...

Eu faço cara de sorriso enjoado e passam logo à pessoa do lado...

Lady in red disse...

eu gosto de bijuteria, desde que de bom gosto, plásticos e afins nem pensar... percebo o que dizes em relação ás amigas cheias de arte, mas há coisas que realmente valem a pena, tenho uma amiga que faz peças fantásticas, cheias de pequenos pormenores que fazem dessas peças unicas!


mas pronto, cada um é como cada qual, não podemos todos gostar de amarelo :)

Algodão Doce disse...

Eu também não gosto muito de acessórios...por ex. se usar pulseira já não uso relógio, se usar uns brincos menos discretos ja dispenso tudo o resto...Não quero parecer uma arvore de natal...
Tens de deixar de comprar coisas das quais nao gostas=)

Paula disse...

Não tenho jeito para impingir coisas e odeio que me aborreçam tambem.Já não faço fretes e não compro se não gosto.Ora!!!

Sunrise disse...

É normal que as pessoas sintam orgulho naquilo que produzem e fazer um colar ou uma pulseira, além de uma arte, é uma prova de engenho. Eu acho! Ja que nao sou capaz de fazer ehehe Mas se não gostas realmente acho que fazes bem não comprar. Com certeza a pessoa que tentou vender irá compreender. Se calhar alguma das tuas amigas, fãs de bijuteria, poderiam gostar. Recomendas!!! Fazes a tua boa acção do dia. Beijos :) Acho que está mt giro o post!