domingo, 18 de agosto de 2013

Assim vão os tempos

Nadja Auermann e Kristen McMenamy fotografadas por Richard Avedon - Versace Campaign Spring 1995
 
As redes sociais, da mesma forma que trouxeram estes achincalhamentos públicos repentinos (agora foi a Judite de Sousa, mas já foi a Pepa, já foi a Jonet, já foi a que brincava aos pobrezinhos na Comporta...), também nos deram a todos uma espécie de memória curta. Na próxima semana, já ninguém se lembrará da Judite de Sousa a entrevistar o rapaz milionário e aparecerá alguém que servirá de tema de conversa e de alimento a raivas e ódios. E o ciclo repetir-se-á.

9 comentários:

Ally disse...

é sempre assim..

Blanche Cérise disse...

É um circo, mas nota-se principalmente no facebook em que as imagens e os comentários se sucedem, mas se fosse para mexer um dedo e ajudar alguém, já não seria tanto assim! Não vi a entrevista e daquilo que li, não acrescenta nada de novo. Não é informação e é para isso que serve o jornalismo, não para achincalhar pessoas. Na maioria dos casos, vira-se o feitiço contra o feiticeiro e aqui a jornalista é que ficou mal!!!
O que vale é mesmo isso que dizes, na próxima semana já haverá outro alvo da discórdia e assim vamos andando por este país!!

Cristina disse...

O povo português tem duas medidas: a Pepa não pode sonhar em ter uma carteira Chanel mas o Lorenzo pode usar os seus milhões como quiser.

Quanto à senhora da Comporta, já devia estar mais do que esclarecido que o jornalista descontextualizou as palavras da senhora. Parece-me bom de ver.

Temos que ter os nossos olhos e ouvidos bem atentos e não ir "com o rebanho".

Bjs

Minimi disse...

Que fotografia tão bem escolhida! É uma grande verdade.

Romanov disse...

completamente!

Rainha Mia disse...

Não é a Silly Season, são as Silly People :)

Miss Maybe disse...

o facebook e essa realidade é o espelho das nossas cabeças. é por isso que hoje o jornalismo é o que é. dito por uma jornalista. é triste.
nada mais certo como o "amanhã ninguém se lembra"

maybe-theblog.blogspot.pt

Dulce disse...

Nem mais. Estamos num tempo de consumo rápido... Deglutimos tudo o que podemos num curto espaço de tempo, barafustamos muito, mas a digestão é rapidíssima e no dia seguinte já não nos lembramos de nada, tampouco dá para lugar a remorsos. Um verdadeiro fast-food.

Dulce disse...

Nem mais. Estamos num tempo de consumo rápido... Deglutimos tudo o que podemos num curto espaço de tempo, barafustamos muito, mas a digestão é rapidíssima e no dia seguinte já não nos lembramos de nada, tampouco dá para lugar a remorsos. Um verdadeiro fast-food.