terça-feira, 16 de abril de 2013

Mais uma estrela no céu

O mundo ficou a partir de ontem mais pobre. A Silvina, que na realidade se chamava Rita, partiu e deixou-me a mim e a quem a admirava e gostava muito dela sem palavras.

16 comentários:

Marisa disse...

Paz à sua alma, que o seu corpo sofreu mais do que alguém devia ser obrigado a suportar :-(((. Lamento imenso, era leitora do blogue dela e admirava a sua capacidade de luta.

C.S. disse...

Que a sua alma descanse em paz! :(

Be disse...

:(

Turista disse...

Triste. :(

cccccc disse...

Com todo o respeito pela infeliz ocorrência mas acho e por favor não interpretes isto erradamente mas acho que aos poucos te devias libertar deste tema, há histórias que infelizmente terminam mal, a tua felizmente terminou bem, aprende a viver com isso :)

HP disse...

Sempre vi a "Silvina" como uma grande mulher. Forte, corajosa, uma guerreira. É com tristeza que leio este post...

Susana disse...

CCCC, tem a noção que é precisamente essa forma de pensar que nos leva a viver na sociedade individualista e egoísta da actualidade? Felizmente que nem todos pensamos da mesma maneira.

Ana C. disse...

Foi através do teu blogue que eu conheci a Rita e nos tornámos amigas. Ela será sempre uma constelação inteira, para a qual olharei todas as noites, repleta de gratidão por tê-la tido na minha vida, ainda que brevemente.
Não devemos nunca virar costas a uma pessoa excepcional, apenas porque nos recorda as nossas próprias mazelas no passado e ainda bem que não o fizeste. Ainda bem.

ana disse...

é tão, tão triste...

Whitesoul disse...

Meu Deus... o quanto aquela rapariga lutou pela vida, o quão corajosa foi, eu também lia o Blog dela.

ele merecia vencer esta guerra, infelizmente não conseguiu, mas deixa-nos um grande exemplo de força, capacidade de luta e vontade de viver.

Até um dia Leoa.

Susana Neves disse...

O exemplo de coragem que a Rita nos deixou devia ser conhecido de todos, independentemente do tipo de adversidades que enfrentam.

Quanto ao comentário da/do CCC só pode vir de quem nunca passou por nada semelhante. Lamentar a morte de alguém é normal, diria eu, independentemente dos problemas que cada um vive ou viveu. Não quer dizer que vivamos agarrados a eles.

Agora também posso garantir que passar por um cancro (mesmo daqueles que correu bem) é coisa para nos marcar para sempre.

Não sejamos assim tão matemáticos nas nossas análises.

Um beijinho para a Rita.

mariana teresa disse...

Nunca cheguei a ler o blog dela,nem conhecia,o blog.
Mas como tu falas-te nele e havia um link foi até lá,e vi quanto guerreira ela foi.
Para mim todas as pessoas que têm cancro ou tiveram são umas guerreiras(os).
As que subreviveram porque lutaram e não desistiram,as que morreram são porque lutaram até ao ultimo minuto e nunca desistiram.
Ela antes de ir deste mundo e virar uma estrela falou num post do João aqui está outro lutador que não desiste.

Rita esteijas onde estiveres,tu foste uma lutador e pelo que eu li sempre com muito sentido de humor.
Foste uma lutadora,por isso acredito que neste momento és mais uma estrela que brilha com muita intensidade no céu,brilha tanto,porque foste uma lutadora até ao fim.

amigos das onze horas disse...

Quando acontece algo mau, a maioria das pessoas questiona "porquê eu?". Eu sempre disse "porque não eu?". É tudo tao aleatório. A imprevisibilidade da vida é assustadora...de repente tudo pode mudar

saudosa disse...

E agora para levantar o astral.... porque ela merece:
Lembram-se da história dela ir fazer quimio e levar a bicicleta pro hospital?
Só mesmo ela!!!!
É este o espírito que nos faz tanta falta...

ffiffas disse...

Partiu ela e partiu o pequeno João por quem ela tanto apelou... mesmo estando numa situação difícil não olhou só por ela!
Que estejam em paz e coragem para os que deixaram (os relatos da mãe do João, esmagam-me!)

Flow disse...

:( porra, não sabia