sábado, 9 de fevereiro de 2013

Menino não entra (ai, esperem, alguns também já entram) # 2

Scarlett Johansson


Uma das razões que me fez optar pela luz pulsada e não pelo laser, para além dos preços que são mais acessíveis, de conhecer bons resultados em amigas e dos riscos para a pele, foi o grau de dor. Todas as pessoas que eu conheço que fizeram depilação a laser me disseram que sofreram horrores. E, não sendo eu uma mariquinhas, para dores já bastam aquelas que não posso evitar. É verdade que a depilação com luz pulsada dói um pouco em zonas mais sensíveis (sente-se sempre uma espécie de picada, sendo mais forte nessas zonas mais sensíveis), mas tudo muito suportável.

Fiz a primeira sessão  há cerca de duas semanas e já vejo imensos resultados. Claro que não os vi logo nos primeiros dias e, tendo em conta isso, devo dizer que comecei a chorar o dinheiro que tinha gasto. Nos primeiros dias não vi qualquer tipo de resultados, era como se tivesse feito a depilação apenas com gilete (para ir mesmo à raiz, os pêlos são tirados com gilete antes de passar a máquina). Os pêlos cresciam normalmente e eu estava a ficar aflita. Até que o milagre começou a acontecer e pouco e pouco os pêlos que cresceram começaram a cair e de dia para dia são cada vez menos. Até já tenho pequenas zonas completamente limpas de pêlos, o que é uma alegria para qualquer mulher que não goste de parecer um pequeno babuíno.

Voltarei a nova sessão daqui a uma semana e meia e espero continuar a ver bons resultados.

9 comentários:

Green disse...

Eu já fiz umas 20 vezes e estou prestes a desistir, porque ao início notamos muitos resultados, mas depois estanca...

Cecíl disse...

Subscrevo o q a green disse, e em termos de dor,e igual a laser, q estou a fazer agora.

CS disse...

Eu fiz luz pulsada pela mesma razão: menor dor. Nas 1as sessões andava nas nuvens, os pelos caíam todos... No entanto, depois de parar de fazer nas axilas (já não tinha nada mesmo) passado um mês voltaram a nascer todos :(
Para andar a fazer todos os meses, pelo preço que é, não vale a pena...
Próxima vez que tentar, SÒ laser!!!

Kitty Fane disse...

Bom, espero sinceramente que não me aconteça o mesmo. :-S

A. S. disse...

é verdade que a tolerância à dor varia muito de pessoa para pessoa, mas devo dizer que a mim o laser não me doeu por aí além. não vou mentir, é verdade que doeu, mas foi perfeitamente suportável, penso até que doi menos que a cera (se bem que é um tipo de dor diferente). e fiz nas virilhas completas, portanto acredito que seja um local bastante sensível e se suportei bem ali, consigo aguentar o laser noutros locais :)

Simplesmente Ana disse...

Eu faço laser nas virilhas. Não me dói praticamente nada. Ia cheia de medo, até porque a cera nessa zona, para mim, é a verdadeira tortura. Fiquei mesmo surpreendida. É verdade que tomo iboprufeno (por minha iniciativa) antes da sessão, mas não sei se tem alguma relação.

Ângela Ferreira de Sousa disse...

Eu gostava imenso de fazer, mas sou tão medricas... Uma tia disse que não doía muito a laser, mas agora fiquei dividida com o teu post e os comentários de cima... Não há outros riscos para a saúde?

alexandra goncalves disse...

Eu ja fiz laser ha 7 anos e continuo sem pelos! Fiz em todo o corpo, ie, pernas, virilhas, axilas, buço e sobrancelhas e continuo a achar o meu melhor investimento. A dor aguenta-se bem e compensa largamente nunca mais fazer depilação. Eu fiz na Clinica do Pelo no Saldanha e recomendo.

Ana R disse...

Ja fiz a laser nas axilas e doeu um pouco. Vi resultados é certo.
Entretanto resolvi experimentar a luz pulsada nas pernas e virilhas e ate agora, e ja la vao 5 sessoes, impecavel. Dor é zero, e os pêlos como que voaram.
As tecnicas são super simpaticas e o processo é rapido. Vamos ver como corre, vou começar a fazer sessões de manutenção.
Recomendo a Body Concept do Chiado, ao lado da loja da Pipoca.