domingo, 27 de janeiro de 2013

Dos filmes que não devemos perder...

... ou de como eu adoro filmes baseados em histórias reais, sobretudo com finais felizes como este. Baseado na história de uma família espanhola (que no filme é inglesa), e que, miraculosamente, sobreviveu ao tsunami de 2004 (obrigatório ter lenços de papel à mão).

15 comentários:

Alexandre disse...

Tenho que ver!

Holly Golightly disse...

já estaba com a ideia de ir ver... agora vou mesmo :D

marina disse...

Tambem vi esta semana e adorei, faz-nos ter a certeza da efemeridade da vida, tudo está bem e preocupamo-nos com pequenos problemas, e de repente perder a vida é o importante a evitar...
Gostei!

Rita disse...

Só uma vez quase me apareceu uma lágrima. Vê-se bem, está bem feito, mas nada do outro mundo. Bj

Pulseira disse...

Eu também gostei mesmo muito! e também postei sobre ele, porque achei que o filme merecia!

Plim disse...

Falei com a minha mãe este fim de semana e ela esteve a dizer-me que assistiu-me com o meu pai, os dois a chorarem, bonito de se ver. Fiquei curiosa, pela forma como a minha mãe falou do filme e pelo simples facto de adorar filmes baseados em histórias reais. Tenho de arranjar tempo para ver o dito. ;)

Green disse...

Ainda não vi, mas tenho curiosidade.

Sandra Afonso disse...

Eu creio que não iria gostar da história deste filme. Estreou a semana passada nos cinemas de castelo branco e eu ainda não fui nem acho que vá ver. Simplesmente este filme não me deixa entusiasmada.

Silenciosamente ouvindo... disse...

Vi ontem este filme. Esperava mais
do mesmo e se é realmente uma
história verídica, foi muita sorte.
Basearam mais a história pelo lada
da mulher e a do homem muito menos.
Mas deu para, mais uma vez, confirmar
que a vida é muito efemera.
Um gosto ter chegado ao seu blogue.
Virei sempre que possa.
Bj,
Irene Alves

Silenciosamente ouvindo... disse...

Vi ontem este filme. Esperava mais
do mesmo e se é realmente uma
história verídica, foi muita sorte.
Basearam mais a história pelo lada
da mulher e a do homem muito menos.
Mas deu para, mais uma vez, confirmar
que a vida é muito efemera.
Um gosto ter chegado ao seu blogue.
Virei sempre que possa.
Bj,
Irene Alves

Mary disse...

Que bom saber que o filme é bom, obrigada pelo feedback :-)

Simplesmente Ana disse...

Um filme para sair com um nó na garganta.

Tuta disse...

Ainda não vi o filme mas já vi o trailer e fico impressionada com a qualidade do cinema espanhol quando comparada com a nossa... É certo que recorreram a actores de Hollywood, mas ainda assim... surpreendente!

Ângela Ferreira de Sousa disse...

Ontem ia ver, mas não tivemos tempo de ver tantos filmes...

Melancia disse...

Vi o filme neste fim de semana carnavalesco aqui no Brasil, é impressionante é tão real os sentimentos e o desespero das pessoas e ao mesmo tempo o espirito solidário dos moradores lecais recomendo.