quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

.

Não sabemos o seu nome, não vimos a sua cara (as fotos dela que andam a circular na internet parece que são falsas), mas sabemos que foi violada por seis monstros até à morte. Aconteceu na Índia, mas podia ter acontecido em qualquer outra parte do mundo. Quantas e quantas mulheres têm de morrer para que este tipo de crimes deixe de existir ou para que pelo menos os seus autores sejam punidos devidamente?

12 comentários:

As Duas na Letra disse...

há países com mentalidades/culturas que me arrepiam....

Paulinha

Anónima disse...

Olá kitty

Realmente é daquelas coisas que custa perceber, e que custa imenso. Uma outra jovem que foi violada também por um grupo, foi aconselhada por um policia que devia casar com um dos violadores, e ela não aguentado se suicidou. Na Índia é algo muito dramático, e é bom que hajam pessoas que se unem para tentar combater estes crimes.

Infelizmente existem países ainda piores em termos de cultura, em que a mulher é tratada por um simples objecto.


mariana teresa disse...

Minha querida eu sou ativista da Aministia internacional.
E isso é só na india nem países como na Tailândia,e na china,para não falar em Macau que já foi de Portugal.
Vão a zonas remotas,desses sítios e como os pais são pobres,prometem dar um futuro às crianças e o resultado é que as levam para a prostituição intantil,uma criança que seja virgem,vale muito dinheiro e quem pagar mais é quem a leva.
Mas à pior,quando querem ganhar dinheiro voltam a coze-las a sangue frio para voltarem a passar por virgens,soube que uma criança dos 12 aos 15 anos altura em que foi resgatada,foi cozida quatro vezes para se passar por virgem.
No caso de violações temos Marrocos que tem uma leia do piorio.
Uma jovem de 16 anos foi violada por um homem com quase o dobro da sua idade.
A lei Marroquina diz que em caso de violação ou o homem casa com a pessoa que violou ou é preso,ele disse que casava com ela.
Ela não quis,mas era obrigada pela lei,ela suicidu-se atirando-se do sexto andar do predio onde vivia,só para não casar com ele.
È triste mas temos de fazer alguma coisa se não fizermos tudo vai continuar na mesma.

Portuguese Girl With American Dreams disse...

infelizmente pouco ou nada se faz nesses paises

my precious L. disse...

A descrição que li da violação levou-me às lágrimas. Não consigo sequer imaginar o que ela deve ter sofrido. E embora não traga a vida dela de volta, gosto de ver a forma como as pessoas de diferentes sexos e idades daquela região se uniram para pedir a punição destes montros. Quero acreditar que pelo menos aqueles farão um mundo melhor*

Bruna @ FloralToday disse...

Este assunto deixa-me de tal modo perturbada e até mesmo enojada, que sendo eu muito apologista da defesa da vida humana, sou completamente a favor da pena de morte, se não temos oportunidade de os fazer sofrer como ele fizeram alguém que não merecia, então pelo menos evitamos que façam sofrer mais alguém. Pessoas tão cruéis como aqueles monstros, e estou-me a marimbar se é a cultura deles, penso que sabem o que é certo ou errado e que fizeram sofrer alguém propositadamente, devem ser eliminadas na nossa sociedade. Pura e simplesmente.

Sweet Disposition disse...

Esta é daquelas notícias que nos deixam incrédulos e nos deixam a pensar... Como é que alguém é capaz de cometer uma monstruosidade destas?! Inexplicável...

Green disse...

Infelizmente é uma realidade que, nos tempos que correm, já não deveria existir.

Isilda disse...

Este mundo apodreceu e não há solução.

Simplesmente Ana disse...

Sou contra a pena de morte, mas aqui abro excepção. Este caso deve servir como ponto de viragem, para que monstros nojentos como esses pensem 100 vezes antes de cometer tal crime.

Orientação Cosmética disse...

O que a Mariana Teresa relatou já deu em documentário na televisão. Nem é preciso ser ativista para o saber.
No brasil rural também as maes vendem as filhas pequenas para prostituição. Ganham dinheiro à custa da tortura e sofrimento das crianças.
Infelizmente dá-se em muitos países e até em alguns considerados civilizados. Na Europa e Estados Unidos, também já aconteceu dar-se violações de grupo entre jovens estudantes.

Orientação Cosmética disse...

Não é preciso ser ativista para o saber. já tem dado em documentarios na TV por cabo...

Violações de grupo até em países considerados civilizados já aconteceu; jovens estudantes que violam colegas.
O Brasil rural também tem muitos casos de maes que vendem as filhas para prostituição.

Triste, muito triste...