sábado, 11 de agosto de 2012

Viver sozinho

Georgia May Jagger fotografada por Horst Diekgerdes para Numero Japan, julho 2012

Há dias vi uma reportagem muito interessante na sic sobre as pessoas que vivem sozinhas, umas por opção, outras por obrigação. Eu vivi cerca de dez anos sozinha por opção e adorei. E sou da opinião de que todas as pessoas antes de viverem com outra pessoa deveriam viver sozinhas durante algum tempo (não precisam de ser dez anos como eu, note-se). É tão importante, sobretudo,  para nos conhecermos, para sabermos como funcionamos sozinhos e para nos tornarmos independentes em todos os aspectos (acreditem, não há nada melhor do que sabermos que conseguimos gerir a nossa vida sozinhos). Claro que agora já não saberia viver sozinha, claro que agora não trocaria a minha vida de casada e de mãe por nada deste mundo, mas sei que aquela experiência me preparou de uma forma muito especial para aquilo que sou hoje.

12 comentários:

Bafejada pelas Musas disse...

Eu adorei morar fora de casa:) Não morei propriamente sozinha, partilhava casa, mas já é uma grande diferença em comparação com a vida familiar. Se a vida o permitir seguirei para a vida mesmo sozinha em casa:)

**

Rubi disse...

Também vi a mesma reportagem, e ia falar sobre isso no meu espaço. Mas acho que vou deixar mais para a frente :). Concordo contigo, gostei de viver sozinha e recomendo!

Pequeniña disse...

É bem verdade. Eu vivi sozinha durante 1 ano e voltar para casa dos meus pais foi difícil para mim. Já estava habituada à minha rotina, à minha forma de fazer as coisas, mas teve de ser.

Cecíl disse...

Totalmente de acordo. Vivi sozinha durante 4 anos e foi óptimo. Ainda hoje por vezes tenho saudades e sabe bem quando o meu namorado sai para fora uns dias em trabalho, mas mais que dois dias já não gosto, sinto falta dele

amiga da onça disse...

Tudo na vida tem duas faces, e tem prós e contras.

Moleskine disse...

eu considero-me uma priveligiada. vivi com os meus pais até aos 18. Depois vivi com um casal, entretanto mudei-me para uma casa com 5 raparigas, que mais parecia uma republica, vivi com o namorado, depois vivi sozinha cerca de 5 anos, e há pouco mais de uma semana tenho o meu namorado a viver comigo. E tem sido tão bom! Sei que é pouco tempo para se dizer isso, mas já não me imagino a viver sozinha... acho que há uma fase para tudo, e agora acredito que cheguei à fase de partilhar o meu dia-a-dia com o meu amor.
Bjs

Dulce disse...

Também vivi sozinha, mas creio que aprendi muito mais quando dividi casa com mais 2 pessoas... Não foi adaptação fácil, mas valeu-me para a vida. Partilhar casa com alguém é uma preparação para a tolerância, respeito e sensibilidade que precisamos de ter quando passamos a viver a dois...

Imperatriz Sissi disse...

Vivi sozinha e Erasmus e embora fosse complicado, gostei bastante. Preparou-me para uma série de coisas e deu-me uma sensação de auto suficiência incrível!
Foi "a minha tropa" como costumo dizer :)
Assim como assim, só partilho o meu espaço com muito poucas - e especiais - pessoas.

Miss Crises disse...

Eu quero viver sozinha, acho que é uma boa experiência :)

A Bomboca Mais Gostosa disse...

Concordo mesmo! Foi uma experiência essencial para me tornar no que sou hoje.

_ba_ disse...

Pode ser bom mas também nos faz criar certos hábitos e vícios que depois talvez sejam difíceis de combater...mas todos somos diferentes e sozinha também nunca vivi portanto ...

Krystel disse...

Desde os dezanove anos que moro sozinha, a 2000km do meu "ambiente familiar", e os prós superam sempre os contras desta escolha. Sei que estes anos em que vivo sozinha vão-me dar uma bagagem muito importante para uma vida futura. Seja sozinha, seja acompanhada.