quarta-feira, 25 de julho de 2012

Olhem que isto, hein!

Natalie Portman

Já há meses que oiço falar, sobretudo aqui na blogosfera e nas redes sociais, de uma música chamada "Os maridos das outras". Confesso que a música me pareceu tão interessante como a vida amorosa e íntima do Pinto da Costa. Por isso, por muito que falassem dela, por muito que visse o vídeo da música ali mesmo à mão de semear nas redes sociais e nos blogues, nunca me dei ao trabalho de a ir ouvir. Até que agora mesmo, ao ler este artigo, não tive como fugir dela, pois a sua letra estava ali escrita, e lá me inteirei da coisa.

Pois que mais valia ter ficado na ignorância. Pois que fiquei a odiar o tipinho (não tem outro nome, desculpem) que a escreveu e que a canta. Podem dizer que o tipinho ( e estou a ser simpática) está a ironizar e tal, que se trata de uma brincadeira, mas isto não tem piada. E como é que há mulheres a gostar disto? Expliquem-me. De uma música que as reduz todas ao mesmo. Que as cataloga a todas, sem exceção, como seres insatisfeitos por natureza que só veem as qualidades nos maridos das outras?

Pois eu, ao contrário do que essa criaturinha diz, acho o meu marido (e não o marido das outras, note-se, que acho todos banais) o arquétipo da perfeição e o pináculo da criação. E agora?

28 comentários:

Diana disse...

Já somos duas. Odeio a música! Cá para mim o senhor no passado deve ter tido algum desgosto amoroso por causa de outro homem, mas claro, isto é só a minha opinião.

laetitiasweeneyrose.wordpress.com disse...

Também acho o meu namorado o pináculo da perfeição. E, tal como tu, acho sempre os namorados e maridos das outras banais, face ao meu.

amiga da onça disse...

O objectivo é mesmo esse: chamar à atenção.
"Falem de mim nem que seja para dizer mal". E o sucesso está à vista, não se ouve nem fala noutra coisa.

A Bomboca Mais Gostosa disse...

Concordo contigo, também não suporto e acho que nos reduz.

kiss me disse...

Olha, ainda hoje falei no raio da música para lhe chamar.... estúpida! Raio de letra, o meu "marido", para mim, é infinitamente melhor do que qualquer marido de qualquer outra. Os homens são lixo, brutos, animais, cheiram a vinho (???). Horrível!

Cecíl disse...

Subscrevo totalmente. Detesto letra e música, conteudo hediondo. Junta-se a dos aviões.

Su disse...

E agora?
Agora és um ovo podre que não é fashion nem tens uma música dedicada a ti a passar a toda a hora na rádio.
:p

Ruyva disse...

Eu tb não gosto nada da musica, mas acho que as intenções do homem também não foram assim tão más...acho que é uma forma de dizer que há mulheres que nunca estão contentes, por mais que os maridos se esforcem. Os "maridos das outras" são uma metáfora. E desculpem, mas há muitas mulheres assim...que gostam sempre mais de tudo o que é do vizinho.(mulheres e homens).

ouvirdizer disse...

Odiei a música assim que a ouvi... também não me identifico nada com ela. Só tenho a acrescentar que a música estava a passar na comercial e o meu filho mais velho, de 6 anos, quando parei o carro ficou sentado e pensativo e eu disse-lhe:
- O que foi?
Ao que me respondeu:
- Estou um bocado aborrecido, essa música diz que os homens são lixo...
Ó pá, tão fofo. E profundamente indignado, do alto dos seus 6 anos!

Farmacêutica Online disse...

Concordo plenamente...

S* disse...

Ora, eu vejo a música como apenas isso, uma música. Não me choca e muito menos me ofende. Gosto da música porque percebo perfeitamente a ironia dela.

Nany disse...

A letra da música é só isso mesmo. Uma ironia e um gozo. Não me choca e nem sequer lhe ligo muito.
O meu marido para mim é o marido perfeito e o pai perfeito, mas não, não é o arquétipo da perfeição nem o pináculo da criação, esses são os meus filhos.
Ele é um Homem de H bem grande, aquele que eu escolhi para ser meu marido e pai dos meus filhos. Se tem defeitos? Sim tem. Também eu e gosto dele assim, com defeitos incluídos.
Bjs

Ella disse...

Eu acho piada à música porque ao contrário do que parece, para mim estão a dar relevo à posição da mulher.

Unknown disse...

Uma crítica destas, relativizada a quem a faz e ao público alvo que a lê, é triste porque mostra um desrespeito por um dos poucos autores portugueses recente e promissor. Que não se identifique com a música, óptimo, que a ridicularize, tenho pena. Já agora, informo-a que este "tipinho" também é autor da letra "Vamos ver os aviões" o que para si também deve ser um desperdício de tempo.

Sophie disse...

Até que enfim que alguém concorda comigo, ando a dizer isso mesmo há imenso tempo mas todos acham piada, fora os homens que acham que isso é um ataque aos mesmos...hello?!! não suporto! :) sofia

Ana disse...

Concordo com a ruyva e com a S... e adoro o meu marido e nunca digo mal dele a ninguém! Acho que a música é uma ironia e demonstra uma parte da realidade de grande parte das mulheres e até do ser humano, que por natureza nunca está satisfeito com o que têm, o que tem o vizinho é sempre melhor! e por acaso acho o "tipinho" um excelente compositor!

Pedro M. disse...

Não querendo ser paternalista (mas sendo), estás longe de ter percebido o sentido da letra.

Isto não é escrito da perspectiva feminina, mas sim da masculina. Não reduz em nada as mulheres. Só relata um ponto comum de conversa entre homens. Por mais que se goste da mulher ou da namorada, há sempre alturas em que vocês são insuportáveis, exigentes a níveis pouco razoáveis, e nós não temos paciência para vos aturar (sendo o reverso igualmente verdade). Sim, até o teu namorado perfeito, nalgumas ocasiões, acha que te comportas como a mais chata das criaturas, ainda que não admita (e podes perguntar-lhe as vezes que quiseres, não adianta a resposta).

Há alturas em nada do que fazemos está bem e em que somos apelidados de tudo e mais alguma coisa. É bastante frequente haver queixas e comparações com outras relações, com os maridos das outras. Mesmo que não se compare, a queixa está lá sempre, só variando a periodicidade. Nós é que nos estamos a chamar de "brutos" e "feios". Se tu e o teu namorado se dão sempre bem, se corre sempre tudo bem, se é sempre um amor desmedido, então são malucos. Nem creio que se trate de uma excepção. É mesmo apenas insanidade. Nem é preciso conhecer o casal em particular, é a nossa natureza.

Ainda que eu não goste do género, tenho de admitir que as letras dele, para a função que pretendem cumprir, são inteligentes.

Vocês só não podem é ser sempre "me me me", que é tudo contra as mulheres. Há particularidades das conversas masculinas (ou das conversas entre tipinhos) que vocês nunca perceberão se não tiverem a abertura de espírito suficiente.

Martine disse...

Quanto à música não me vou pronunciar (que nem gosto nem deixo de gostar dela, simplesmente não me interessa para nada) mas tenho de comentar as palavras do Pedro M.:

Há uma frase que se adequa ao que ele disse: "People fear what they don't understand and hate what they can't conquer.”

Por assim dizer, só considera relacionamentos loucos ou pessoas loucas num relacionamento quem teme relacionamento tão sérios ou quem não aprecia aquilo que sabe que não consegue alcançar.

Acho não só de mau tom, como isso sim, maluco, vir dizer aos 7 ventos que as pessoas com relacionamentos perfeitos são malucas.

Não existem relacionamentos perfeitos, mas existem sim, amores desmedidos. Em que parte cabe loucura nisso?

Quando se veio com a teoria de que a Terra era redonda, também se achou uma completa loucura. Insanidade. Como podia ser, se as pessoas caminhavam direitas? Ai que a sabedoria popular era tão certa e acima da Ciência. Porém...

Kitty Fane disse...

Martine, sai daqui uma valente gargalhada pelo teu comentário. :-D

Telma disse...

Concordo, acho a música de mau gosto e ofensiva para as mulheres.

Lady Lilásmusa disse...

oração
LEIA SOZINHO porque
no passado eu também
não acreditava que ia dar
certo, mas? funciona
mesmo!!! Entrei neste site
e fiz esta prece. Fiz para
ver se ia dar certo e deu,
assim que acabei meu
amor ligou. A pessoa que
eu copiei também não
acreditava mas para ela
também funcionou!
AGORA VEREMOS? Diga
para você mesmo o nome
do único rapaz ou moça
com quem você gostaria
de estar (três vezes)?
Pense em algo que
queira realizar na próxima
semana e repita para
você mesmo (seis vezes).
Se você tem um desejo,
repita-o para você
mesmo (Venha cá ANJO
DE LUZ eu te INVOCO
para que Desenterre AA
de onde estiver ou com
quem estiver e faça ele
ME telefonar ainda hoje,
Apaixonado e
Arrependido, desenterre
tudo que esta impedindo
que AA venha para MIM
l, afaste todas aquelas
que tem contribuído para
o nosso afastamento e
que ele jnc não pense
mais nas outras? mas
somente em MIM. Que
ele ME telefone e ME
AME. Agradeço por este
seu misterioso poder que
sempre dá certo.
Amém?). Publique esta
simpatia por três vezesSó
mesmo esta simpatia,
quero compartilhar com
você a minha alegria e
mostrar que se para mim
deu certo para você
também dará basta copiar
e colar por três vezes em
inforum diferente esta
simpatia abaixo e logo
em 48hs você terá uma
linda surpresa, beijos
Ainda esta noite de
madrugada o TEU amor
dará conta de que TE
ama, algo assim
acontecerá entre 1 e 4
horas da manhã esteja
preparada para o maior
choque de sua vida! Se
romper esta corrente terá
má sorte no amor.

disse...

Exactamento o que eu penso sobre a música. Nem a consigo ouvir.

Pedro M. disse...

Martine, se admites então que não há relacionamentos perfeitos, em que parte é que estou errado?

Existirá alguma relação sem altos e baixos, em que as pessoas têm sempre o mesmo grau ( e elevado) de paciência uma para a outra? Será que naquele momento em que se atravessa uma fase má e não consegues encaixar certas atitudes por parte do outro, a tua cara consegue espelhar esse amor desmedido?

Pelo menos em termos de homens, o único que conheço que encaixa nesses requisitos é o Leonardo Di Caprio no Titanic. O único problema é que se trata de um filme e eles nem tiveram tempo de ter desentendimentos no supermercado por causa da quantidade de papel higiénico a comprar.

Fernanda disse...

Como eu costumo dizer, casei com marido das outras...o meu é perfeito

Fernanda disse...

Como eu costumo dizer, casei com marido das outras...o meu é perfeito

Jo disse...

Também não me encaixo na descrição da mulher que ele faz... mas gosto da música e acho que assenta bem a algumas mulheres ;)

Maria Fonseca disse...

Partindo do princípio básico de que os maridos das outras, por serem maridos de outras, são seres assexuados poderemos, num exercício de criatividade exacerbada, compará-los aos anjos e portanto conceder que o senhor que os canta poderá ter alguma razão nas palavras que debita. Filosofias à parte, a verdade é que o raio da música já não se aguenta.

Simplesmente Ana disse...

Só conheci a música ontem, na gala dos Ídolos. Achei-a gira, dado que é apenas uma sátira. Não trocava o meu marido por arquétipo da perfeição nenhum, mas quantas vezes lhe digo: "o Paulo é um santo! Faz o jantar todos os dias e mudas as fraldas sem se queixar!". Se calhar os maridos também não nos comparam com as outras...? ;)