quinta-feira, 7 de junho de 2012

Das dietas que eu nunca fiz

Dianna Argon fotografada por Peggy Sirota

Nunca fiz uma dieta. Quer dizer, estou a mentir, até fiz. Muitas. Mas começavam na segunda de manhã e terminavam invariavelmente na segunda à tarde. Nunca fui dada a dietas. Eu adoro comer, jamais em tempo algum poderia viver feliz com uma ou duas folhas de alface, meio copo de leite magro e um morango silvestre por dia. Claro que evito comer certos alimentos, mas por uma questão de saúde. Por isso, dá-me sempre vontade de rir quando vejo refeições por aí em blogues alheios que incluem apenas coisas como uma metade de uma maçã, um quarto de um queijinho magro ou uma mini tosta integral. Desculpem lá, mas alguém consegue ser feliz a comer assim? Antes ter mais uns dez quilos em cima do que passar fome e ser infeliz. Só o faria se me dissessem que se não o fizesse morreria ou ficaria doente. Aí, era ver-me a fazer a dieta feita maluca. Por isso, admiro, mas ao mesmo tempo não compreendo, aquelas pessoas que fazem sacrifícios enormes, que deprimem, que sofrem horrores, só para passarem de um 36 para um 34, por exemplo. Uma coisa é sofrer de obesidade ou de excesso de peso prejudicial à saúde, e aí sou a favor de todo o tipo de dietas, agora essas coisinhas mínimas, por favor. Há coisas tão mais importantes na vida para nos preocuparmos.

Houve alturas em que estive mais gorducha, nada de exageros, mas estava mais redondinha, curiosamente as fases em que fazia imenso desporto, em que passava horas no ginásio e chegava a casa e comia que nem uma lontra. Inacreditavelmente, o ginásio, sem dieta incluída, sempre me deu para engordar. Claro que ficava mais riginha e tal, mas gorducha. Ontem pus-me a ver umas fotos da minha viagem às ilhas gregas em 2007 e parecia um potezinho. Nem queria acreditar. Emagreci uns dez quilos desde aquela altura. O segredo é que já não tenho tempo para passar tardes inteiras no sofá a fazer excursões ao frigorífico de cinco em cinco minutos, uma vez que passo o dia de um lado para o outro. Essa foi a melhor dieta. Também é verdade que da mesma maneira que engordo, também emagreço. Basta-me ter algum problema para perder logo a fome e emagrecer imenso. Basta-me fechar mais a boca durante dois ou três dias e emagreço.

Neste momento, no meio de tanta imperfeição que apareceu com a idade e não só, sim, já não vou para nova, e o peso da gravidade começa a notar-se a léguas, sinto-me muito bem com o meu corpo. Acho que se há coisa boa que a idade me trouxe foi a segurança, o aceitar-me como sou, com os meus defeitos. Tenho uma barriguinha, sim, tenho um pneuzinho, sim, mas não vejo isso como um defeito, mas sim como partes de mim. Não tenho qualquer tipo de complexos com eles, muito pelo contrário. E sempre que me visto e arranjo de manhã para sair e vejo a minha imagem refletida no espelho, gosto imenso do que vejo. É verdade que ter um homem lindo ao nosso lado a dizer-nos diariamente que somos a mulher mais bonita do mundo também ajuda.

Claro que para as maníacas das dietas, que comem a tal folha de alface por dia, o morango silvestre e o meio copo de leite magro, e que acham que vestir mais do que um 34 é roçar a obesidade, eu estou um monstrinho e devia era começar já a fazer dieta.

28 comentários:

Conto de Fadas disse...

Olha, eu ficava elegantérrima com menos 10kl... mas não me sinto mal e não me sinto feia. E, tal como tu, tenho um homem cujos olhos brilham a olhar para mim e e diz que sou a mais linda do mundo (somos ambas, já viste?)... por isso quero lá saber.

Mia disse...

Fazer dieta não implica a tal folha de alface por dia, apenas. Fazer dieta, mas o que é fazer dieta afinal? É comer equilibradamente. É comer para viver, saboreando a alimentação como um dos maiores prazeres da vida. Mas como apenas a felicidade deve ser em exagero, a nossa alimentação não deve ser em exagero. E se para nos sentirmos bem connosco precisarmos de perder uns kilos? Bora. Vamos a isso. Como quando fazemos algum tipo de sacrificio porque sabemos que vamos ser recompensados com essa tal felicidade, porque não apostar também na tal dieta que nos trará, depois, mais bem-estar? Somos seres imperfeitos por Natureza. E cada pessoa tem a sua forma de viver a vida. O nosso corpo é o nosso templo. A nossa alma é a nossa essência. É tão bom cuidar de tudo, como um todo. E sim, comer é um prazer. Aliar isso e papar coisinhas que nos fazem bem, melhor ainda! :)

Juanna disse...

Estou contigo. Há momentos em que me deixo levar pela paranóia e corto com tudo. Mas agora, aos quase 33 anos, acabo de sair do Corte Inglés e ver que o 38 me está um pouco largo e o 36 um pouco apertado. Estou estupenda, tenho celulite no rabo, um belo pneu na barriga fruto das minhas 2 filhas e algumas estrias nas pernas porque engordei 24 quilos e perdi 26. Mas sinto-me gira, mas gira que se farta, sexy e poderosa. O meu marido fica louco com o meu corpo, adora o meu rabo e está nem aí para a celulite ou as maminhas descaídas. Tenho saúde, filhas queridas, família deliciosa, só me falta o emprego. Quanto mais posso pedir??????? Ainda assim... adoro alface ;)

Vanessa. disse...

Olha e somos duas! Eu não sou nada de dietas, nada mesmo! Tento manter uma alimentação equilibrada mas como de tudo, não como só a dita folha de alface com o meio copo de leite magro, essas coisas não são para mim!

E não é por isso que estou gorda, pelo contrário, acho que estou bem e sinto-me bem comigo mesma e com o meu corpo, o que e o mais importante!

S* disse...

Se eu ficava mais gira com menos 10 quilos? Ficava. Mas se me sinto mal assim roliça? nadinha. Gosto de mim como sou... e gosto demasiado de comer para conseguir fazer dieta. As minhas dietas são como as tuas, durante um ou dois dias.

Miss G. disse...

Concordo em absoluto contigo e, se faço dieta, e estou farta de as fazer, é mesmo porque preciso de emagrecer. Não para passar de um 36 para um 34 mas sim de um 44/46 para um 38/40 que é tudo o que quero. E não como só uma folha de alface ;)

a mulher certa disse...

Bom incentivo à alimentação saudável.

Ana Red Nose disse...

:)
Nem mais!
Por acaso ando numa espécie de auto-controlo, mas sem dramas. E sinto-me bem! Para o ano faço 40 anos e acho que estou cada vez melhor (modéstia... o que é isso?)

Vive feliz, bela e contente! É o melhor que existe!!!!

Beijinhos de uma admiradora de longa data

Dulce disse...

Também sou das que nunca fez dieta na verdadeira acepção da palavra. Sim, porque ao contrário do que referem num comentário acima, fazer dieta na actualidade não é comer equilibradamente. Normalmente é não comer ou comer de forma bastante desequilibrada, até...

Estive um bocado gorducha na fase da faculdade, em que comia mal (algumas refeições ultracongeladas, croissants e muito chocolate) mas depois mentalizei-me que tinha que moderar esses apetites e voltei ao meu estado normal. Não deixei de comer, passei foi a comer (muito) menos dessas porcarias... o segredo é tão simples e não implica provações.

Actualmente prezo imenso uma alimentação saudável (muita sopa, muita fruta, muitos legumes, tudo coisas que adoro), continuo a ser uma gulosa (mas moderada) e não me privo de absolutamente nada... Faço exercício regularmente (sempre fiz mas na fase da faculdade e primeiro emprego deixei de fazer) e o meu peso nunca varia... o pneu, esse, nunca desapareceu, nem com o ginásio... mas na verdade estou-me nas tintas, é apenas um «pormenor» no resto de um corpo bastante saudável.

PS - sei que há pessoas diferentes de mim (e de ti) no que toca a comer, que não ligam nada, não retiram daí qualquer prazer. Aí é diferente. Uma das minhas melhores amigas é assim, diz que se lhe dessem cápsulas para substituir alimentos (como nas viagens ao espaço) vivia feliz...

stantans disse...

eu nunca engordo nem emagreço, há anos que estou igual. como muito e de tudo, não faço exercício e nunca na vida sequer considerei a ideia de alguma vez fazer dieta

Princess Di disse...

Quem me dera ser assim...infelizmente tenho a mania da dietas. O problema é que regra geral nunca duram mais de 3 dias - consequência - passo a vida a parar e a recomeçar. Há dias que como chocolates como se o mundo fosse acabar, outros passo o dia a iogurtes, frutas, etc...tudo direitinho.

Mas qualquer dia deixo-me disto. Gosto demasiado de chocolate para viver sem ele :P Pareço uma viciada mas se passar mais de 2-3 dias sem comer até dores de cabeça me dão!

E. disse...

Querida Kitty, como tua leitora há muito tempo, custa-me um pouco ler este post tão carregado de julgamentos. Infelizmente, muitas dessas jovens podem sofrer de problemas, doenças graves que muitas vezes as fazem olhar ao espelho e verem-se gordas, apesar do pouco peso que têm, doenças que lhes custam por vezes a vida. Como dizes, ninguém é feliz nem saudável a comer assim, portanto se o fazem o mais provável é alguma coisa não estar bem.

Um beijinho

cabranazi disse...

Existe uma enorme pressão social para sermos todas magras. Ser magra é que é bom. Esquecemo-nos é que por vezes o ser magra não é ser bonita, mas isso é outra conversa. Quanto a ser magra também ando à bulha com a balança mas mais por questões de saúde. Experimentem ter problemas na tiróide e saberão o que são oscilações de peso, humor etc. Um inferno! ;)

Kitty Fane disse...

Querida E., eu não me estou a referir a meninas com problemas e doenças graves, estou a falar de pessoas sem qualquer tipo de distúrbio que passam a vida a fazer dietas.

E não confundir fazer dietas destas a que me refiro com fazer uma alimentação saudável. E fazer uma alimentação saudável é comer de tudo, de uma forma equilibrada, não apenas uma folha de alface e uma bolacha integral.

Juanna disse...

(para reforçar a tua teoria do comer pouco, tive uma vizinha que comia uma maçã por dia, dividida em 4 para comer 1 pedaço de manhã, outro ao almoço, o seguinte ao lanche e o último ao jantar. morreu aos 17 anos)

Shiine * disse...

Eu estou de dieta. Se sou feliz a comer o que como? Não. Mas, se me perguntares se me sinto feliz com o meu corpo também te digo que não! Agora, uma folha de Alface? Jamais! Como sim muitas saladas, água, fruta e sopa, e tento nunca passar fome. E acredito que te sintas bem,mas secalhar já tens quase 40 anos. Agora eu, com 19, não consigo sentir-me bem a vestir um 38 de calças, quando sou baixinha. Dieta? Sim, sempre que necessário!! Uma folha de Alface? Isso não é dieta, é suicidio! :S

belle du jour disse...

convido-te para um giveaway Chanel no meu blog. beijinho

Green disse...

Tens tanta razão. Eu nunca fiz dieta na vida e sempre fui magra. Visto um 36 e sou muito feliz assim. Como tudo o que quero e bem me apetece, aliás, passar fome está fora de questão.

Mamã Petra disse...

Cheguei aqui, vinda de outro lado, ao ler o teu texto revi-me em tudo, mas há 7 anos atrás, vestia um 36 pesava 50kg e sim era feliz, a 3ª gravidez aos 33 anos levou-me até aos 83kg, sim no dia do parto tinha 83kg, depois andei nos 65kg e não me sentia mal, estava maior vestia o 40/42 mas não me ralava, pensava como tu, se tenho, um marido 9 anos mais novo e me adora com mais kilo menos kilo para quê stressar, até tive um esgotamento nervoso e cheguei aos 87kg, sim 87kg, neste momento já perdi 7kg, tem-me custado horrores sim horrores, sou infeliz sem poder comer, toda a vida comi á vontade e nunca engordei, por isso custa, custa muito, mas vou voltar ao activo em Julho e tem de me servir os factos, o dresscode é rigido e tenho de usar fato completo e não estou para comprar gigantes, alem de que me canso muito, e sinto-me mal. Mas a meta é sentir-me bem e se for aos 65kg não vou é ser feliz a comer o que gosto que estar de dieta para passar de um 36 para um 34 é palermice de moça nova.

Beijinhos, adorei a tua frontalidade.

Mary disse...

Querida Kitty,

Como sempre, subscrevo cada palavra. Um grande beijinho.

Cantinho da J disse...

Obrigada por este post! tão verdade.
bj

Kate disse...

Obrigada por este post :) É inspirador que mulheres confiantes e seguras partilhem a boa relação que têm com o seu corpo .

Cátia disse...

Concordo tanto contigo. Também nunca fiz dietas, apenas corto em algumas coisas, mas de vez em quando, abuso noutras. Mas passar fome, jamais!

Poisoned Apple disse...

Aqui a questão é que muita gente acha que fazer dieta é passar fome. Isso não é vida para ninguém. Uma vez fui a uma nutricionista para perder poucos kilos e para o almoço "dava-me" pescada cozida com salada de pepino. No verão sabia-me lindamente, mas ao fim de uma hora uma pessoa está cheia de fome! Claro que não levei esta dieta em diante.

No princípio deste ano estava farta dos 4Kg ganhos há 3 anos. Não me sentia bem e queria a minha roupa de volta. Lá fui a uma nutricionista recomendada por uma prima, e fui desconfiada. Traçou-me um plano, estive sempre a comer, de manhã à noite. A diferença estava nos alimentos que juntava e nos horários, porque de resto não era diferente do que já comia. Nunca em momento algum passei fome. Tinha vontade de me atirar aos chocolates, mas até isso comia. Só que não comia meia tablete de cada vez como fazia antes.

Pedi 4,5Kg, sinto-me lindamente. Só tenho pena de não ter encontrado a minha nutricionista mais cedo! Fiz apenas 3 consultas, comecei a comer normalmente e não recuperei o peso. Perder gordura não é passar fome nem passar os dias a comer relva, muito pelo contrário!

LaVie EnBleu disse...

Não é preciso passar fome para se manter um regime alimentar saudável, tem de haver bom senso, até porque a maioria das coisas que engordam também fazem mal á saúde, por isso o segredo é saber respeitar o nosso corpo.

Pipoca Picante disse...

Feliz com mais 10kg? Credo, cruzes, valha-me Nossa Senhora. O segredo está em ter uma alimentação correcta. Nem dietas, nem 10kgs

laetitiasweeneyrose.wordpress.com disse...

Eu aos 23 sinto-me bem a vestir o 34/36. Se faço dieta? Não. Mas também não como tudo o que me apetece. Não me empanturro de chocolates, fritos, ou molhos gosmentos simplesmente porque faz-me muito mais feliz vestir o tal 34 e 36, ter os níveis de colesterol e afins no sítio, do que comer como uma alarve. Acho que é como tudo na vida tem é que haver um equilíbrio: não passar fome mas também não libertar a gula em todo o seu esplendor.

Mamã de Salto Alto disse...

Mulher que é mulher,tem de ter curvas para dar....