quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Sister wives

Estou completamente viciada no programa Sister Wives do TLC (o meu canal de lixo televisivo favorito). Resumidamente, é a vida de um homem que está casado com quatro mulheres e todas as peripécias à volta disto.

Os filhos são mais do que as mães. Ao todo são dezasseis. É tudo ao molho e fé em Deus. Depois são elas, as mulheres, sempre a cobrarem a falta dele. Porque ele ora está com uma que está a dar à luz. Ora completa vinte anos de casado com a mais velha e tem de ir comemorar para o México, numa espécie de lua de mel, porque ela anda muito carente. Ora está mesmo em lua de mel com a mais recente esposa.

Eu juro que enquanto vejo aquele programa, só me apetece estrafegar aquelas quatro alminhas para ver se elas acordam para a vida e dizer-lhes que há outros homens na Terra. É que aquilo dá dó. Elas bem tentam disfarçar e dizer que aquilo é tudo muito bonito e que adoram aquele convívio, e que são muito muito felizes, e tal e coisa, coisa e tal, mas depois lá vêm as queixas, os ciúmes, as lagrimazitas aos olhos,  como que a confirmarem que aquilo não é bem como elas se esforçam por demonstrar. O mais engraçado é que quem lê  isto e nunca viu (e não olha para a imagem de cima) o dito cujo, pensará com certeza que o homem será assim uma coisa do outro mundo, deslumbrante, interessantíssimo, pois talvez isso explicasse (mesmo assim não explica, mas pronto) o facto de quatro mulheres se sujeitarem a isto, mas não senhor, aquilo é uma fraca figura de tal ordem que se eu o visse na rua, acharia que ele nem para uma chegava, quanto mais para quatro. Enfim. Vão lá dizer-lhe isso a elas.

42 comentários:

Lady Mom disse...

Ai homem sofre!

Anita Garcia disse...

Vi ontem pela primeira vez e quando comecei a ver achava que nem estava a perceber bem... Há gente para tudo e o pior é que estas mulheres tramam as outras (nós...) que só querem uma relação normal... o que querem que isso seja hoje em dia. É que os homens vêem estas coisas e começam com ideias muuuuito avançadas cá para os meus gostos!

Martine disse...

Creio que aquelas mulheres acham mesmo que até são felizes... Quando uma pessoa quer muito uma coisa, acredita nela, seja de que forma for. Elas acreditam que são felizes assim. E quando assim é, não há mais a dizer ou fazer que deixá-las viver a felicidade como bem entenderem. Vá lá perceber aquilo...

Um bocadinho chocante!

Beijinhos

Madrigal disse...

nunca vi o programa, mas já vi os vi na Oprah e achei que aquilo não devia ser tão bom como elas pintavam. A primeira se calhar foi apanhada de surpresa, mas as outras já sabiam no que se iam meter. São opções que ninguém consegue entender...

Mary disse...

Eu "papo" tudo o que dá no TLC (quando não há ninguem à minha volta para gozar comigo!)sou sincera mas este programa faz-me uma certa aflição, mas vou começar a dar um olhinho para ver essa ave rara! :)

Ana. disse...

Ora bem, é verdade que já ouvi falar do programa, mas nunca vi. A minha pergunta é a seguinte: eles são mesmo casados? E o estado em que vivem permite a poligamia?
Acho tão estranho...

x. disse...

nunca consegui ver, mete-me um bocado de confusão.. e ele não é nada de jeito..

kisses***

Cris disse...

O que eu me ri com este post, é que também gosto do 'lixo TLC' mas não suporto ver este programa. Só me apetece agredir a televisão cada vez que tento assistir uns minutos. Não sei o que mais me irrita, se a postura dele, se as frases feitas delas. Na minha cabeça penso que qualquer rapariga que crescesse em tal ambiente nunca se prestaria a 'dividir' um marido mas aparentemente não é o caso. Não digo que seja uma escolha boa ou má (quem sou eu para tal) mas digo que eu não seria capaz...

*C*inderela disse...

ontem encontrei esse programa e deu-me para ver. é um estilo de vida que não me cabe na cabeça, há coisas que não devem ser partilhadas e um homem é uma delas.

Bjokas

Ana Sofia Santos disse...

tenho que ver se há no youtube. Há mulheres estranhas

A. disse...

também vejo às vezes e fico parva como é que elas conseguem levar esta farsa, porque também acho que dificilmente aceitam aquilo na maior tranquilidade! aliás, e como refere, elas por vezes lá se desmacham todas e mostram o que realmente sentem ... aquilo deve estar tudo em ebulição por dentro :) só me pergunto como é que ele sustenta aquela gente toda e aquelas casas ... sim, porque cada uma tem a sua parte de num grande casarão!

Menina Perdida disse...

Já vi várias vezes o programa e acho chocante o estilo de vida que eles levam. As coisas não parecem ser tão boas como elas querem mostrar, e não sei como ele consegue amar 4 pessoas...enfim, cada um sabe de si. Mas não nos podemos esquecer que pelo menos 3 das 4 esposas foram criadas em familias poligamas. Isso ajuda a explicar a escolha delas.

м♥ disse...

o TLC também é o meu canal televisivo preferido, dentro dos programas de treta :) ao menos há alguém que concorda comigo! adoro ver aqueles programas idiotas e pelos vistos, este é só mais um.

м♥ disse...

o TLC também é o meu canal televisivo preferido, dentro dos programas de treta :) ao menos há alguém que concorda comigo! adoro ver aqueles programas idiotas e pelos vistos, este é só mais um.

Mia disse...

Ah isso deve ser fictício...

Sentidos disse...

Esclareçam a minha ignorância porque não conheço o programa: estamos a falar de vida real ou alguma série? Mas isto existe onde? Sei de alguns casos mas elas não têm conhecimento umas das outras, mas isto...não entendo

Caixa disse...

Pois, lembro-me de ver um episódio (quando ele pediu esta última em casamento) e as mulheres a dizer que, se fosse só para ele estar com uma, não o queriam! Que só o queriam assim, repartido com outras... e que não se importam nada que ele vá dar uma com uma delas e a seguir venha para a sua cama...

AI GOD, EU FIQUEI ENERVADA SÓ DE VER!

prada disse...

Eles pertencem à religião mormom,e percebi então, a tentativa de normalidade, que pretendem dar.Ás tantas espalham-se por aí mormons, só para justificar as facaditas:-)

A. disse...

Vi o programa umas duas vezes e chegou! Elas são doidas e ele não vale a ponta de um chavo... E os filhos, o que acham disto tudo?? :S

Nicole disse...

Eu também me farto de ver porcarias no TLC e este programa incluído. A imagem que este programa faz passar está bem longe daquilo que se vive na realidade na Igreja Mormon. Aquelas mulheres são verdadeiramente infelizes e o homem sente-se o maior passam a vida a justificar que o ser humano é por natureza polígamo. Um fanatismo e uma subserviência assustadoras a meu ver.

Aconselho vivamente o livro de Carolyn Jessop "A Fuga" da editora Quinta Essência. É o testemunho na primeira pessoa de uma antiga sister-wive que vivia exactamente no mesmo estado, Utah deste do programa.

A ex-mulher disse...

Ele só é casado no civil com uma, as outras é união espiritual. MAs elas dizem que gostam daquele estilo de vida, que queriam a poligamia... não entendo. E quando as outras 3 foram com a Robyn comprar o vestido de noiva?
E depois há outra coisa que acho estranha, as mulheres dele são tão diferentes umas das outras. Normalmente há um estilo, mas ele parece que é tudo o que vem à rede é peixe

Rita disse...

Para responder à Ana.:
Pelo que percebi, acho que ele só é casado com a primeira mulher. As outras são "mulheres" dele, mas legalmente não estão casadas. Tanto que num episódio, que foi dos poucos que vi, elas falavam da angústia que sentiam cada vez que um carro da polícia passava na porta delas..
Por outro lado, eles já vieram à televisão admitir o modo de vida que levam, logo não sei em que ponto fica situação.

Sandra disse...

Mesmo a Igreja Mormon oficial condena a poligamia, desde que a mesma foi proibida nos EUA.
Nessa altua surgiram várias igrejas dissidentes com o objectivo de continuarem com a poligamia como mode de vida.

Raquel Fernandes disse...

Li uma entrevista numa revista e fiquei intrigada. Um Big Love da vida real, deve ser bonito...

Lia disse...

enquanto houver programa a financia-las, bem podias lá ir estrafega-las a todas ahahah

Patrice disse...

Nunca vi mas à uns dias vi uma reportagem sobre um homem que tinha sete mulheres e dezenas de filhos. Isto no mundo ocidental, não dá para acreditar! x)
Gostei muito do blog, vou seguir! :)*

my Heart disse...

Visita.. segue :)

http://s2lovemy.blogspot.com/

http://s2lovemy.blogspot.com/

http://s2lovemy.blogspot.com/

Júlia Rocha disse...

O TLC é o melhor canal de sempre, em termos de lixo claro. Mas continua a ser! Não percebo como é que aquela família funcionar. Para mim, se eu fosse a primeira mulher, era traição... Mas pelo que eu já vi, pelo menos uma delas também vem de uma destas famílias e tem irmãs que tb estão nesta situação. Estou curiosa para saber se as filhas também vão ingressar neste tipo de relações...

Juanna disse...

Cada um sabe de si e da maneira como procura ser feliz. Elas reclamam e choram? Nós, com um só parceiro, também. Elas têm ciúmes? Nós também. Se eu acho que como eles vivem é que está bem? Não. Mas não me chocam, repito, cada um procura a sua felicidade.

Pics disse...

Nunca vi um episódio disso do princípio ao fim, mas já vi vários bocadinhos pequeninos e em todos, pelo menos uma das mulheres estava a chorar.
Não consigo entender como é possível escolher um estilo de vida assim.

Lima e Tequilla disse...

É mesmo isso que me faz mais confusão nesse programa, o facto de elas dizerem que é bom e que gostam mas há sempre lágrimas derivado a ciúmes e a falta de atenção...

Anaa disse...

vi uma reportagem sobre eles na Oprah. Fez-me imensa confusão mas que entretem, lá isso entretem. A que horas dá?

Maria do Mar disse...

Há tempos li uma reportagem sobre o canal TLC e assim o fiquei a conhecer pela sua irreverência e polémica de (quase) todos os seus programas .. Este sem dúvida, vinha destacado. Ainda não vi, mas gostava de ter oportunidade :)

Maria Suzel disse...

Tambem adoro ver este programa, vá-se lá entender....

Paulo Nunes disse...

Nunca vi.. mas já ouvi falar sobre este tema.
É melhor toda a gente saber, do que esconder e andar com várias!
Quantas mulheres é que são traídas e nunca chegam a saber? Quantas estão à espera que o homem deixe a outra.. e nunca mais deixa? Quantas mulheres têm ciumes com apenas um homem? Quantas mulheres continuam infelizes e só têm um homem? etc etc.
Cada um sabe de si! :)

Imperatriz Sissi disse...

E tantas há, que não vivendo numa cultura polígama se comportam assim...a disputar um homem como umas tontas. E eles a gozar o panorama. Certas mulheres precisam mesmo de traulitada!

n disse...

Gostava de ver. Em que dia da semana e a que horas dá?

n disse...

Gostava de ver. Em que dia da semana e a que horas dá?

Bia disse...

Pessoalmente acho o programa interessante pelo fato de abordar um assunto que por mais que conhecido não é algo que pelo menos aqui no Brasil é comum.Acho que por mais que elas gostem dele com o decorrer da vida delas elas abriram e abrem mão delas mesmo por ele.

Vanda disse...

Como disse a Juanna (e muito bem, na minha opinião) "cada um sabe de si e da maneira como procura ser feliz. Elas reclamam e choram? Nós, com um só parceiro, também. Elas têm ciúmes? Nós também."

Eu já vi uns quantos episódios e acho que, no geral, parecem-me todos bastante felizes. Claro que há problemas, que relação não tem problemas? E ali cada pessoa tem uma relação não apenas com uma mas com 4 outras pessoas, é normal que nem tudo sejam rosas. Conheço relações monogâmicas (pelo menos duas) que têm tantos problemas (discussões, choros, dramas) que eu penso "como é que conseguem viver assim? Eu dava em doida!". No entanto, quando lhes pergunto se são felizes, respondem que são muito felizes. Cada relação é como é e, desde que as pessoas estejam felizes, isso é que importa.
Também conheço um casal, também monogâmico, em que ela estava sempre a reclamar que ele nunca estava em casa (ficava a trabalhar até tarde quase todos os dias) e não lhe dava atenção e chegou a ponderar sair de casa com o filho. Portanto, desenganem-se se acham que é por não terem que partilhar o "vosso" respectivo com ninguém que vão ter montes de atenção e vão tê-lo todo para vós.

Pode parecer estranho, mas eu estive numa relação durante mais de 10 anos e, a um determinado ponto da relação, chegámos a falar sobre ter uma relação a três. Uma relação mesmo, não era uma relação aberta, não era dar umas "voltinhas" de vez em quando, era mesmo uma relação em que seriamos três pessoas, e não duas. E, surpreendam-se as mulheres amedrontadas com a ideia de que os vossos respectivos tenham ideias "tristes", a sugestão partiu de mim! Pareceu-me que seria algo bom, que traria coisas boas a uma relação bastante sólida. Acabámos por não concretizar porque não surgiu ninguém com quem tivéssemos uma empatia tal que nos fizesse pensar nisso em concreto, mas se tivesse surgido com certeza teríamos discutido essa ideia mais a fundo.

Honestamente, não me choca o modo de vida deles. Digo mesmo mais, com as pessoas certas acho que me agradaria bastante esse modo de vida. Mas, como digo, só vi uns poucos episódios e, se eu estivesse na situação, podia mudar de ideias. Só sei que, apesar dos altos e baixos, parece-me haver ali muito amor, pelo menos de acordo com o que o programa mostra. E amor não é estar sempre tudo bem, é mesmo quando as coisas estão mal conseguir-se ultrapassar e continuar a haver amor.

(O comentário ficou um pouco mais longo que o que eu queria, desculpem...)

Pinfelim disse...

Gostei muito do comentário da Vanda. Das unicas pessoas que não abraçou o preconceito. Os meus parabens. Quanto ao programa, acho que é apenas o inicio, a abertura para que muitas familias identicas possam também assumir-se em vez de andarem escondidas. São culturas diferentes e devem ser respeitadas.

Christiano Jabur disse...

Oi, vc viu a notícia conseguiu uma vitória na justiça em Utah, contra a lei antipoligamia do estado? Derrubaram parcialmente a proibição contra a poligamia em Utah. Postei no meu blog sobre isso: http://poligamiabr.blogspot.com.br/2014/08/kody-brown-do-reality-show-sister-wives.html