domingo, 20 de novembro de 2011

O blogue da semana

Olivia Wilde fotografada para a Marie Claire por Tesh, agosto 2011

Se por um lado fico feliz por saber que todos os meninos e meninas doentes vão beneficiar disto, deixa-me um pouco triste saber que é preciso um filho de um jogador de futebol  precisar de um transplante de medula, para que todos se tenham lembrado que também podem ser dadores. Adiante.

Ontem, enquanto deambulava aqui pela net, fui parar a um blogue que me prendeu durante tempo indeterminado. Li-o todo. Fiquei a admirar imenso a sua autora e tive vontade imediata de lhe dar um abraço, sem qualquer resquício de pena, mas sim de muita admiração. É um blogue de uma pessoa, a Silvina, que relata a sua luta contra um cancro há cerca de três anos. Essa pessoa não precisa de transplante de medula, mas precisa, com toda a certeza, de energias positivas, uma vez que, pelo que percebi, se encontra neste momento no hospital a recuperar de mais uma cirurgia. Por tudo isto e muito mais, Episódios de Radio, é o blogue da semana.

5 comentários:

Joana Laranjinha disse...

Concordo plenamente contigo. O que me revolta não é o mediatismo em torno desse assunto, mas que só assim muita gente se tenha lembrado de ser dadora, hipocrisia ao máximo. Outra coisa é ver isso nos facebooks todos e ter noção que 90% daqueles meus colegas que espalham a notícia por todo o lado, nem sequer devem ter tentado descobrir onde fica o centro de histocompatibilidade aqui do norte.

Obrigada pela partilha do blog.

prada disse...

Com certeza, mas ainda bem.

Ana C. disse...

Que blog do caraças...
Já está nos meus favoritos, obrigada pela partilha.

Silvina disse...

Olá Kitty Fane, obrigada pelas energias positivas, estava mesmo a precisar...
Estou desde ontem em casa, correu tudo bem :)
Um abraço também para ti, e um grande beijinho*

Ana Maria disse...

Obrigada pela partilha que me proporcionou uma boa descoberta porque é sempre bom lermos palavras de quem passa pelo mesmo ou que conhece melhor o lado de dentro. Conhecer o lado de fora acho que, com os filmes que já existem e tantos casos, muitas pessoas já conhecem.

Mesmo assim e já me estou a alongar, soube bem ler alguém que conhece o lado de dentro.


Embora não seja o mesmo que eu tive, é muito parecido.
Queria só acrescentar que quando digo que soube bem quero dizer que: sabe bem sabermos que alguém nos compreende um bocadinho melhor o que passamos, mesmo sem nos conhecer. Porque depois também tem o lado amargo, de saber o sofrimento que ali está. Tive um blog onde expus grande parte da minha doença e depois fechei-o quando achei que já era altura.

Com essa descoberta e com a vontade que tenho de voltar à blogosfera, até porque a minha vida deu um enorme avanço, talvez comece um novo... :) nunca é tarde

beijinhos