quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Mais uma parceira da H&M


Depois da parceria com a Lanvin, onde se podiam ver vestidos de cento e tal euros ou mais com acabamentos dignos de mãos como as minhas - que têm tanto jeito para costura como para fazer renda de bilros, a H&M apresenta uma nova parceria, desta feita com a Versace. Não sei como são os acabamentos desta vez, mas do que vi é tudo de um mau gosto atroz. Meu Deus, o fato de homem, então, é uma coisa perfeitamente hedionda. E o pior é que se aquilo estivesse à venda na feira do relógio ou numa loja de chineses era tudo piroso, mas como é Versace (ainda que para a H&M), é o máximo e lá vão as fashionistas todas correr que nem loucas para as lojas, suspirar e comprar tudo aquilo.

22 comentários:

Naná disse...

Finalmente alguém que me entende!!!

Miss Battle disse...

Exactamente!!!! Foi o que pensei este tempo todo, há lá um vestidinho ou outro que se fosse assim a 30 euros eu ainda acha alguma graça, mas a roupa de homem, Deus! O que é aquilo?

Miss Battle disse...

http://batalhadasbatalhas.blogspot.com/2011/10/nova-coleccao-de-homem-da-h.html cá está o que disse aqui há tempos, falando apenas da roupa de homem (homem?!?).

Catarina disse...

Concordo plenamente: é tudo simplesmente pavoroso. Até já me tinha questionado se era eu que tinha perdido o meu sentido estético dado que já ouvi comentários maravilhosos sobre esta parceria. Cada vez me convenço mais que as pessoas não compram roupas; mas sim, marcas.

Devaneios da Princesa disse...

O fato parece uma manta de retalhos. Absolutamente horrível.
Uma beijoca*

M.R disse...

Pensava que era só eu. Fico mais descansada de não ser a única a achar aquilo medonho.

Petit pain disse...

Quando comecei a ler isto pensei "mais uma que acha isto fantástico, não sei como". Mas haja alguém que vê esta coleção na mesma perspetiva que eu!

Cloe disse...

That´s true!!! ;)

Maria de Lurdes disse...

Desta parceria nada se aproveita, é um facto...
Entretanto já ouvi dizer que a próxima parceria será com Tom Ford. Essa promete! Só espero que a acontecer, ele seja rigoroso nos acabamentos...

Ana C. disse...

Parceria H&M / Circo Chen

Raquel Fernandes disse...

Tem algumas peças giras, o blusão de pele mais discreto, o vestido de pele é lindissimo e dois vestidos pretos lisos com encaixe no peito. Se pudesse comprar uma dessas não hesitava porque acho que valem o preço/ qualidade. Quantos aos prints... Acho péssimos.

A. disse...

Ia agora mesmo escrever sobre isso, se fosse da feira de Carcavelos, era piroso, mas como é Versace é o máximo. O poder da moda é realmente incrível. Beijinho, Kitty.

Pedro Almeida disse...

O fato de homem é lindo, desculpa lá.
Só tem um pequeno (piqueno?) problema...quando se olha mais que 15 segundos para ele começa a dar tonturas e vómitos.
(experimentam lá)

Jo disse...

Também não gosto nadinha das coisas que já vi desta parceria.

L.H. disse...

Que coisa mais foleira! Credo!...

Pantapuff disse...

OMFG! o que é isto!? O_O

Nany disse...

Mas lindos num safari, servem de camuflagem

Green disse...

Podes crer, é realmente de bastante mau gosto.

Lily's Outfit disse...

Ahahahaha percebo-te, mas foste pegar nas piores peças. Há umas que são giras, com pretos e dourados e chapas e lantejoulas.
O fato de homem é... sexy loool :)

Ana disse...

A mim parece-me uma parceria entre a H&M e o carnaval de Torres Vedras!

A Menina dos Óculos disse...

Olá!

Eu não concordo inteiramente. Vi lá vestidos de que gostei e que assentam muito bem no corpo. Comprei apenas dois. Não gostei de todos, de facto, e muito menos gostei da colecção de homem.

A Versace será sempre Versace. Na minha opinião, a palavra-chave quando se fala de Versace é: extravagância, e a colecção, sim, é extravagante. Pessoalmente não tenho nada contra a extravagância, acho que tudo depende do facto de a pessoa que usa a roupa se identificar com a mesma. Uma coisa é parecermos uma árvore de Natal - tipo Lady Gaga - (e por mais que tenhamos uma personalidade mais extravagante, não aprecio muito o estilo), outra é sabermos ser extravagantes sem cair no exagero, ou seja, na medida certa, se isso for ao encontro da nossa personalidade.

Os acabamentos da colecção, pelo que vi, não têm nada de mal e os cortes eram, no geral,bons. De facto, não gostei de tudo, mas uma coisa não podemos negar: a colecção tinha identidade própria, e era claramente uma colecção Versace.

Beijinhos,

A Menina dos Óculos

A Menina dos Óculos disse...

Olá!

Eu não concordo inteiramente. Vi lá vestidos de que gostei e que assentam muito bem no corpo. Comprei apenas dois. Não gostei de todos, de facto, e muito menos gostei da colecção de homem.

A Versace será sempre Versace. Na minha opinião, a palavra-chave quando se fala de Versace é: extravagância, e a colecção, sim, é extravagante. Pessoalmente não tenho nada contra a extravagância, acho que tudo depende do facto de a pessoa que usa a roupa se identificar com a mesma. Uma coisa é parecermos uma árvore de Natal - tipo Lady Gaga - (e por mais que tenhamos uma personalidade mais extravagante, não aprecio muito o estilo), outra é sabermos ser extravagantes sem cair no exagero, ou seja, na medida certa, se isso for ao encontro da nossa personalidade.

Os acabamentos da colecção, pelo que vi, não têm nada de mal e os cortes eram, no geral,bons. De facto, não gostei de tudo, mas uma coisa não podemos negar: a colecção tinha identidade própria, e era claramente uma colecção Versace.

Beijinhos,

A Menina dos Óculos