sexta-feira, 24 de junho de 2011

Das bloggers que eu adoro ou de como há palavras que poderiam ser minhas

Marilyn Monroe fotografada por Andre De Dienes, 1949

"Mas ainda ainda estamos a meio do ano!", diz ele quando quase a meio de Junho digo que estou cansada, que o ano está a chegar ao fim e que só me apetecem férias. O meu ano sempre foi o escolar e não o ano civil. "És como os putos!", responde ele. Confirmo, no calendário sou como os putos. O ano começa em Setembro e termina em Julho, coisa de quem nunca saiu do ambiente escolar, embora tenha passado de um lado da barricada para o outro. Cheguei àquela fase do ano em que estou em serviços mínimos, estou cá, mas não estou. Não exijam muito de mim, não me peçam para fazer não sei o quê para ontem, porque nesta fase do ano o meu ritmo de trabalho roça o muito devagarinho. Não me apetecem livros de trabalho, artigos e palavras como metodologia, epistemologia e afins. Eu quero é sopas e descanso ou, se quiserem que traduza, quero romance, espreguiçadeiras, areia e mar, mini-saias, calções, fotografias, cheiro a protector solar, gelados e sumos naturais, sandálias e muito não fazer nada.


Da autoria da Rosa, no seu vemo-nos por aí (que, para além das palavras, tem sempre umas fotos lindas)

5 comentários:

Johnny disse...

O meu ano também foi sempre o escolar. De há 4 anos para cá mais propriamente o universitário. E nesta recta final já só penso em praia e numa cama e almofada para dormir. Mas os exames finais não o permitem. Dias melhores virão, o verão ainda fica por cá muito tempo.

Rosa disse...

Kitty, obrigada pelas palavras simpáticas :-)

Giuseppe Pietrini disse...

Obrigado pela descoberta do blog da Rosa, "vemo-nos por aí" que, de facto, tem palavras e imagens lindíssimas!...

Não desfazendo neste "O amor é um lugar estranho"!... adoro esta expressão do título do seu blog, setôra. Bigado, mais uma vez.

Patrícia ♥ disse...

adorei aqui!!

estou seguindo..
retribui??

beijos
http://pathyoliver.blogspot.com
http://momentosdapathy.blogspot.com

Pseudo disse...

O meu ano também se rege pelo escolar e também me sinto na fase de descompressão, apesar de ainda ter muito que fazer nas próximas 2 semanas. A diferença é que não há miúdos. :)