sábado, 21 de maio de 2011

Dos bons profissionais

Ellen Pompeo em "Grey's Anatomy"

Todos nós nos cruzamos diariamente com pessoas mal formadas e incompetentes que trabalham directamente com o público. Sejam eles funcionários de uma qualquer repartição das finanças, sejam eles empregados de restaurantes, sejam eles lojistas, sejam eles médicos, sejam eles bancários, e por aí fora. Mas todos nós nos cruzamos também, nesses mesmos sítios, com pessoas que dão os possíveis e os impossíveis para nos ajudarem. Que continuam com um sorriso nos lábios ao fim de muitas horas de trabalho ou mesmo depois de um dia de cão. Que desempenham a sua função com um profissionalismo inqualificável. E é de uma dessas pessoas que eu quero falar.

Por duas vezes nos dirigimos à urgência de um hospital com a Princesinha, e por duas vezes encontrámos a mesma médica. Sempre sorridente, sempre tão competente, sempre tão atenciosa. Não que os outros médicos não sejam assim, atenção, mas todos sabemos que a maior parte deles limita-se a fazer o seu trabalho e pouco mais do que isso, sobretudo quando estão de banco e já trabalham há horas a fios. Mas esta não. Foi atracção à primeira vista entre as duas. E a Princesinha, em geral, não adora médicos, apesar de um dos seus sonhos, entre outros, ser tirar medicina (e acredito que vai conseguir, uma vez que é uma aluna brilhante em tudo), pois sente-se sempre intimidada por eles devido aos seus traumas. Mas esta médica fez toda a diferença, ao ponto de a Princesinha conseguir contar-lhe toda a sua história. Coisa que até hoje só tinha feito a duas pessoas - a mim e ao meu Amor.

10 comentários:

Sahaisis disse...

ainda bem ;)

Fuschia disse...

:)

Ana C. disse...

Pode ser que dê para a "agarrares" como pediatra dela, fora das urgências...

Phil disse...

É tão bom saber que há pessoas assim ;)

Cocas disse...

Boa! :)

MissBlueEyes disse...

E depois são essas pessoas que nos deixam com um sorriso nos lábios e a pensar que assim vale a pena!

Juanna disse...

É...ainda há médicos assim. Acreditas que a minha médica de família ficou super zangada comigo porque eu não lhe liguei a dizer que o meu pai tinha morrido? Fartou-se de ralhar comigo (e com razão) porque, afinal de contas, é a nossa médica há....ummm...deixa cá ver..... 20 anos? :)

katiuska disse...

Durante algum tempo, segui diriamente o teu blog, mas a minha vida deu uma grande volta e deixei de ter tempo para vir à net. Hoje lembrei-me de ver novamente o blogue que tantas vezes me fez companhia. Fiquei muito contente por saber que és mãe e que tens um novo amor (não li tudo mas pelo menos foi o que percebi). è engraçado mas parece aquelas situações em que já não vemos uma amiga à muito tempo e depois sabemos que já tem uma familia. Parabéns.

ADEK disse...

Espero um dia inspirar alguém a escrever um post assim;)

a. disse...

isso é tão bom...