sexta-feira, 29 de abril de 2011

Eu e as minhas manias

Devo ser a única pessoa no mundo que ainda não viu nada do casamento real. É que ainda não tive tempo. E, para dizer a verdade, nem tenho grande interesse. É que eu - que adoro histórias de Príncipes e de Princesas e casamentos reais e os chapéus estranhos que elas levam na cabeça e tanto que eu estava empolgada com este casamento - apanhei uma desilusão enorme ao saber da espécie de malabarismos que a Kate  fez para conquistar a atenção do William. Eu pensava que tinha acontecido assim tudo por acaso. Lembrou-me assim aquelas pessoas muito interesseiras que tudo fazem para conquistar pessoas com muito dinheiro ou fama. Pronto, até pode ser tudo inventado, mas foi remédio santo para eu perder o interesse. Eu e as minhas manias.

22 comentários:

Clara disse...

No meu ponto de vista, não acredito que essas historias sejam verdadeiras :|

Joy disse...

Eu não sabia nada disso, onde posso ler informação sobre esses "malabarismos"?

Pipoca dos Saltos Altos disse...

Que malabarismos? Acho que "bebeste" indormação muito errada. Eu que ando há três meses a escrever (trabalho) sobre o assunto garanto-te que não houveram malabarismos nenhuns. Ela viu-o pela primeira vez aos 10 anos num jogo de hóquei. Na faculdade ela até namorou com um veterano antes e foi ele que andou atrás dela, ao ponto de pagar para assistir ao desfile de moda em que ela entrou. E quando acabaram o namoro, em Março de 2007, foi ela quem deixou o William e foi ele quem teve que fazer tudo para a reconquistar...
Não que acredite em contos de fada, mas estes dois parecem-me ter muito mais em comum que qualquer outro casal da realeza. E estão juntos há quase 10 anos, os esquemas não durariam assim tanto.

Ghost Writer disse...

Eu também não vi nada, nada mesmo deste casamento, não é do meu interesse, não sou da família real, aliás, de real minha família não tem nada e mesmo assim, a web me esgotou o suficiente com este assunto.

É claro que todos estes casamentos são por interesse, mesmo em pleno século XXI não deve ser só pelos contos de fadas que as mulheres querem ser princesas, seria ingenuidade demais crer nisto.

http://escritoslisergicos.blogspot.com

Miss Glitering disse...

Eu li sobre isso e foi tudo inventado. Eles gostam um do outro de verdade e alguma imprensa fez correr esses boatos que não passam disso mesmo, boatos.

Kitty Fane disse...

Aqui foi um dos sítios onde eu li.

http://veja.abril.com.br/noticia/celebridades/quer-fisgar-um-principe-siga-os-passos-de-kate-middleton

angela disse...

mas que malabarismos?

Joana disse...

Isto pode soar estranho mas quem é que quererá ser rei/rainha/principe e afins? Tudo bem que têm dinheiro, luxo mas também deixam de poder sair, viver e até de ter uma profissão que o preencha. Posso ser estranha mas acredito que se um dia me apaixonasse por um príncipe não casaria com ele.

Rit♥Catita disse...

Ai não és, não!
Eu ainda nãi vi nada do casamento real na televisão. Tenho o meu principe que me ocupa 90%do meu tempo. ;) E só agora que ele está aqui quietinho ao meu colo é que tive tempo para cá vir cuscar!

Turma da pró Paty disse...

A gente se encanta com histórias sem conhecer os bastidores...
Também não me interessei em ver nada sobre esse casamento real. William tá bem feinho... :(

Rita G. disse...

Fui ao link que deste e li...sinceramente não sei o que te faz acreditar na veracidade daquele texto.A mim parece-me que muita gente prefere acreditar que tem de haver sempre algum tipo de "malabarismo"...não se podem ter apaixonado como quaisquer outras pessoas? Eu prefiro acreditar que sim! bj

R* disse...

Não consigo concordar. Este tipo de imprensa que lança estas histórias para o ar, é do mais duvidoso e caça-escandalos que pode existir.
Não me parece que haja lugar aos tais "malabarismos" de que se fala.
Para além disso, se realmente houve algum tipo de estratagemas para alguma coisa, estes só resultaram porque o príncipe William está claramente apaixonado por ela, e ela igualmente, basta olhar.

LLMS disse...

Segui o link e li as 7 maneiras de "fisgar" um princípe e para além de erros relativamente à história inglesa, pareceu-me tudo demasiado forçado.

Helena Barreta disse...

Não sei se houve ou não malabarismos e o que vi do casamento real foi em um ou dois blogues. Mas uma coisa eu sei, é que o verbo Haver não tem plural.

Bom fim de semana

Um beijinho

Pinky disse...

A mim parecem-me mais invenções da imprensa do que outra coisa.
Já vi convidados de casamentos reais mais elegantes, tudo muito desinteressante e uns chapéus meios carnavalescos lá pelo meio.

Vera disse...

Esse artigo parece-me demasiado fantasiado, rebuscado e puramente malicioso. Sem estar muito dentro do assunto, acho que 10 anos são muito tempo para que um esquemazeco se mantenha. Sem ter visto muito do casamento, eu acredito que eles se amam mesmo. :)

Kitty Fane disse...

Eu também acredito que eles se amam mesmo, mas também acredito que a Katezinha fez os possíveis e impossíveis para virar uma princesa. E daí eu ter perdido o interesse que tinha antes. Não sei muito bem porquê. Manias minhas, só isso.

Fi ♥ disse...

Mais uma teoria da conspiração...

Pinkk Candy disse...

eu também não acredito nessas histórias. lançam boatos só para vender revistas, como sempre fazem.

xoxo

Fuschia disse...

A mim faz-me lembrar (sem ofensa para a senhora), a ex mulher do Simão Sabrosa, que dizia que desde pequenina que se queria casar com um jogador da bola. Esta era com um principe, não se ficou por menos :P

Concordo com a Pipoca, malabarismos não duram 10 anos (não felizes pelo menos) :) Porque terminaram em 2007?

stantans disse...

terminaram em 2007 porque o príncipe queria aproveitar a vida de solteiro enquanto andava na tropa e a Kate fartou-se dele não ter tempo para ela e deu-lhe espaço. eu não acredito minimamente nestas teorias, ela até podia ter o sonho de ser princesa (quem não gostava?), mas qualquer pessoa que conheça a história deles consegue ver que eles gostam realmente um do outro. e como já disseram aí, foi o príncipe que primeiro se apaixonou e fez tudo para a conquistar.

sinceramente acho que quem escreve estas histórias são pessoas invejosas e cínicas que queriam era estar no lugar dela.

Rubi disse...

Por acaso não acredito em nada disso. Não tenho particular estima pela família real, mas acho que é a história de amor com contornos mais normais, se isso é possível quando se trata de quem se trata. E eles trocam olhares tão apaixonados :). Beijinhos