sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Daqui a nada ainda fica conhecido como o santo de Cantanhede ou de como o mundo está virado do avesso

Ele, o Renato Seabra. Aquele rapazinho muito bonzinho, muito ingenuozinho, muito queridinho, muito jeitosinho, enfim, a chamada jóia de moço. Afinal de contas, só matou e estrangulou uma pessoa. O que é isso, afinal? Coisa pouca.

42 comentários:

disse...

Ainda hoje li uma notícia sobre uma onda de apoio em Cantanhede, que juntou 400 pessoas, de todas as idades, com o intuito de enviar energia positiva e apoio ao Renato. E estou chocada...como é possível as pessoas desculpabilizarem tudo o que aconteceu e conseguirem apoiar alguém que é um verdadeiro assassino, com requintes de malvadez, que sim, precisa de ajuda e apoio a nível médico, mas que deve ser preso para o resto da vida.

Ana C. disse...

Eu vou organizar uma corrente humana pelo Renatinho. Cada um terá que trazer um terço e um saca rolhas para a vigília.

Filipa Serrão Oliveira disse...

esqueceste-te do pormenor de ter enfiado o saca rolhas no olho do outro... essa para mim é sem dúvida a parte mais linda do crime e a que nos faz ter imensa pena do Reanto Seabra. Aliás, bem vistas as coisas, quem faz tal coisa não pode ser mais nada para além de uma jóia de moço.

Brida disse...

"Afinal de contas, só matou e estrangulou uma pessoa." E para além disso mutilou. Um anjo, diria eu.

mumdream disse...

Matou, estrangulou e trucidou o corpo de um idoso. Mas afinal, até é bom rapazinho e tal, vamos lá fazer um cordão humano.
O mundo está mesmo virado do avesso, essa é que é a verdade.

stantans disse...

ainda hoje estive a ler a notícia do cordão de apoio que lhe fizeram ontem em Cantanhede e fiquei espantada com a estupidez das pessoas. "foi um erro que ele cometeu, mas é muito boa pessoa, até vinha à missa com a mãe, coitadinho". meu deus.

mademoiselle joanne disse...

que coisa =X

Su disse...

Kitty Fane, que falha de análise! Ele não matou uma pessoa. Matou uma bichona. E num acto ultimo de redenção e bondade ainda o castrou para lhe tirar o vírus da homossexualidade para que CC entrasse pelas portas do céu.
O próximo passo das gentes de cantanhede será enviar o processo de beatificação do jovem para o Vaticano.

Phil disse...

Concordo contigo!

Helena Barreta disse...

Fico estarrecida quando vejo que a principal preocupação de muitos é fazer passar a mensagem que o moço não é homossexual, como se isso fosse relevante perante o que ele próprio confessou.

Um beijinho

Au chocolat disse...

e torturou durante uma hora, apesar de a pessoa em questão à altura já estar morta, não deixa de ser profanação de cadáver.

Rubi disse...

Mas quem e'que quer saber de Cantanhede!!!

laetitiasweeneyrose disse...

Kitty ele não é nenhum coitado, é certo. Mas também há que atentar às circunstâncias em que o homícidio foi cometido. Ninguém poderá afirmar em absoluto que, dependendo das pressões de que poderá ter sido alvo, bem como de potenciais ameaças, entre outras coisas, não faria exactamente o mesmo.
Parece-me que o jovem não enganou toda a gente que o conhecia bem acerca do seu carácter durante 21 anos de vida. E a demonstração de apoio dos amigos demonstra isso mesmo. Demonstra que há gente que acredita no nosso carácter, mesmo quando tudo aparece apontar contra nós, e isso diga-se lá o que se disser até é bonito de se ver. Quanto ao que aconteceu há momentos em que toda a gente "ferve". E há factores, a título de exemplo uma tortura psicológica atroz, que embora não justifiquem que se mate outra pessoa, podem tornar esse acto de uma certa forma compreensível. Ninguém sabe, além do Renato, o que verdadeiramente aconteceu. Portanto não me parece de todo justo julgá-lo, e achar que ele merece apodrecer na cadeia para o resto da vida (bem sei que não afirmou nada disto, apenas estou a expressar a minha opinião).
Se é certo que ele não é santo, também é certo que deverá haver motivos para ter feito o que fez.
E tenho pena dele por estar à mercê do malfadado sistema jurídico americano, que ao admitir, neste Estado em concreto, a pena de prisão perpétua ainda se constrói à luz de teorias penais retributivas, desde há muito, e felizmente, ultrapassadas pelo nosso sistema penal ( de que se diz tanto mal, mas nem é dos piores, ao contrário).
Para concluir queria só acrescentar que, na minha óptica, antes de julgarmos quem quer que seja devemos sempre tentar colocar-nos no lugar do outro, mediante as circunstâncias em que se encontra(va).

aespumadosdias disse...

Nem a mãe conhecia o próprio filho. Que sociedade é esta em que vivemos?!

Doce disse...

Matou, estrangulou e torturou. Só!!! Tadinho do menino.

∂éв๏яล disse...

Este post é para qûe Kitty? Por acaso sou de Cantanhede (mas mesmo que não fosse) e não achei de bom tom fazeres tu como qualquer outra pessoa juízos de um crime, na qual não se apuraram ainda as causas. Tanto tu como as pessoas deste país ganhavam mais em estarem caladas e por momentos fazer a diferença neste país de preconceitos, escárnio, inércia e mal-dizer. Parte da culpa, é dos Media, seja dita uma verdade mas vamos lá ter cabecinha e sermos razoáveis.

Noir disse...

Estrangulou (e matou), torturou durante uma hora, usou um saca-rolhas para cegar o homem e ainda aproveitou para o castrar. Mas coitadinho é do menino, ora!

Roxanne disse...

ingénuo! muito! :/

Eli disse...

Não percebo porque é que as pessoas ficaram todas com esse sentimento pelo rapaz. Acho que foi influência dos media.

∂éв๏яล disse...

Se querias polémica Kitty, aí a tens. Só acho uma forma muitíssimo pobre de chamar atenção. Atraíste mais pessoas pobres de espirito para o teu blog. Depois queixa-te que abcd anda a falar mal de ti. Quem diz o que quer, ouve o que não quer!
Mais uma vez, sê razoável.

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

O que se passou e PORQUE se passou, só os 2 sabem! Um já não pode contar, e o outro conta a sua versão.

Nós? que podemos dizer? Eu digo que nada sei e que em DETERMINADAS circunstâncias, NÓS, TODOS, os seres humanos NÃO SABEMOS DO QUE SOMOS CAPAZES DE FAZER!!!! E quem disser o contrário... só tem é a mania que é melhor que os outros.

O rapaz matou? Daquela forma? Porquê?! Sabem? Eu não.

Nem desculpo nem acuso...

Chloe disse...

Uma das desculpas que eu ouvi foi que o rapaz não era homossexual e estava farto dessa relação com o Carlos Castro (?)/não se tinha apercebido das verdadeiras intenções do senhor.
Mas afinal, ele não tinha vinte e tal anos? Já devia ter cabecinha para perceber que hoje em dia, ninguém dá dinheiro por ninguém, de graça, muito menos no mundo da moda.
E se ele já confessou, qual é o drama, onde é que as pessoas encontram a pena, para ter dele? Ele matou uma pessoa! E se o senhor foi torturado durante uma hora, então desculpem lá, não foi legítima defesa. Ou foi planeado ou o cérebro do rapaz pifou.
Coitada é da mãe do rapaz.

Chloe disse...

Não gosto da ∂éв๏яล . Ela mata a livre-expressão. Está indignadíssima por teres uma opinião. How dare you Kitty Fane??!! :)

Lanvin Lover disse...

ALEGADAMENTE

Heidi disse...

Se não é um santo também não é um assassino!
Ainda não foi julgado e condenado por nada, pelo menos num Tribunal...porque noutros sítios está mais que condenado!

Cátia Gomes disse...

Realmente também não compreendo. E dava o meu dedo mindinho como se em vez do Carlos Castro ele tivesse assassinado umA namoradA essas pessoas teriam uma opinião diferente. Estão carregadas de preconceito.

E, mesmo não sabendo as razões, não há qualquer desculpa para a forma como o senhor foi morto.

E sabemos que a Humanidade está perdida quando pessoas fazem manifestações de apoio a um indivíduo de tortura e mata outro ser humano.

Tamborim disse...

Nojo. Lamento imenso que o hediondo rapaz n tenha cometido o hediondo crime no Texas...talvez pelo corredorzinho lhe ocorressem pensamentos poéticos e pró-redentores. Esta coisa das correntes é nojenta e mentecapta. Que detestável termos de viver neste mundo.

∂éв๏яล disse...

Chloe, não gostas de mim eu não tenho nada que possa fazer porque apesar de não me conheceres eu também não ache que nada esteja a fazer de errado. Estou a chamar á razão alguém até muito ressentida com a comunidade de pessoas no blog. Apenas há pessoas mais certas e outras nem tão certas, podiam fazer criticas construtivas para variar :) ainda por cima num blog destes que é muito frequentado e reconhecido por muitos bons motivos. Revela alguma lacuna de sensibilidade perante ela e as gentes que aqui passam. entendes o meu ponto de vista? Nem sou nada contra a liberdade de expressão, muito pelo contrário, estudo num curso de artes e tenho as minhas perspectivas.
Cumps.

Girls Next Door disse...

A ler esta entrevista:

http://www.ionline.pt/conteudo/98679-guilherme-melo-o-rapaz-sendo-heterossexual-jogou-com-ele

MissBlueEyes disse...

Eu concordo com a Débora e a laetitiasweeneyrose. Aliás, fiz um post ontem a dar a minha opinião.

Toda a gente diz mal do Renato, mas sabem lá o que o Carlos Castro lhe deve ter feito, aquele velho com aspecto de porco seboso (com isto não estou a por em causa a sexualidade do Srº)!

QUem diz que nunca teria uma atitude destas, não sabe o que diz, porque num acto de desespero sabemos lá.

mariana disse...

Olá, sou nova na blogosfera :) mas sou seguidora do teu blog há algum tempo! Espero que venhamos a trocar muitas mensagens.
Não sabemos em que circustancias isso aconteceu... todo o ser-humano é capaz de matar em situações extremas... mas o que ele fez ao corpo de CC não tem perdão.

mail disse...

Se um dia a sua "princesinha", ou alguém de quem gosta muito, cometer um acto criminoso vai virar-lhe as costas? Não vai tentar defender com unhas e dentes essa pessoa de quem gosta e de quem recorda bons momentos?
Não estou a defender ninguém, mas espero nunca abandonar as pessoas de quem gosto muito, e que julgo conhecer bem, mesmo que elas um dia cometam um acto que considero reprovável.
Espero, também, continuar a não me deixar cair na vulgaridade de julgar situações e pessoas que não conheço. Considero que essa é uma das características que revelam as pessoas pequeninas e mesquinhas.

Heidi disse...

Acho que "estas" pessoas criticam o "assassino". Mas estão cheias de ódio e sentimentos de vingança! São sempre pacificos em situações de angústia e stress, quando se sentem perdidos?

Numenor disse...

Gente gira.. não as de Cantanhede, mas as que por aqui comentam. Apostaria que são as mesmas que no caso Sotero bradavam « se fosse com uma filha minha nem chegava vivo ao tribunal ».

- Ó Pai.. aquele velho ranhoso e asqueroso que supostamente seria o meu manager e faria de mim uma grande figura da moda, entrando na deslumbrante New York New York - a tal que nunca dorme ao contrário de vocês - pela porta grande e de passadeira vermelha.. afinal tinha outra entrada em mente. Destruiu-me o sonho, o mundo que já concebia, retirou-me a passadeira que nunca existiu, num só dia aniquilou uma vida - a minha, pai - sim, que não posso viver uma vida quando já vivia outra, quando já me tinham prometido outra, quando já planeava tudo, tudinho. Aquela coisa asquerosa queria ir-me ao cú, pai! Uma hora a bater-lhe e a espancá-lo.. uma hora... que é uma hora numa vida? Uma hora a mutilá-lo. Aquilo não era homem nem animal. Era uma coisa. Nem merecia colhões. Nem visão. Entendes que para quem vê, num minuto, uma vida ser destruida baseada na mentira, perfidia e ilusão... possa verdadeiramente cegar?

E sabes que mais? O canalha ainda se deve estar a rir disto tudo. É que acabou mesmo por me foder. Tenho 21 anos e o que tenho para viver será atrás das grades.

Numenor disse...

Gente gira.. não as de Cantanhede, mas as que por aqui comentam. Apostaria que são as mesmas que no caso Sotero bradavam « se fosse com uma filha minha nem chegava vivo ao tribunal ».

- Ó Pai.. aquele velho ranhoso e asqueroso que supostamente seria o meu manager e faria de mim uma grande figura da moda, entrando na deslumbrante New York New York - a tal que nunca dorme ao contrário de vocês - pela porta grande e de passadeira vermelha.. afinal tinha outra entrada em mente. Destruiu-me o sonho, o mundo que já concebia, retirou-me a passadeira que nunca existiu, num só dia aniquilou uma vida - a minha, pai - sim, que não posso viver uma vida quando já vivia outra, quando já me tinham prometido outra, quando já planeava tudo, tudinho. Aquela coisa asquerosa queria ir-me ao cú, pai! Uma hora a bater-lhe e a espancá-lo.. uma hora... que é uma hora numa vida? Uma hora a mutilá-lo. Aquilo não era homem nem animal. Era uma coisa. Nem merecia colhões. Nem visão. Entendes que para quem vê, num minuto, uma vida ser destruida baseada na mentira, perfidia e ilusão... possa verdadeiramente cegar?

E sabes que mais? O canalha ainda se deve estar a rir disto tudo. É que acabou mesmo por me foder. Tenho 21 anos e o que tenho para viver será atrás das grades.

RCM disse...

Olá

Concordo com as palavras sábias do Dr. Carlos Amaral Dias.

Cumps

António Prates disse...

Há quem queira fama e glória a qualquer preço, - é assim o mundo das celebridades que temos! Um mundo onde a homossexualidade não tem limites, não tem prazo de validade, e nem tem sequer vergonha de alimentar tanta hipocrisia junta. Penso que ninguém está inocente nesta história do arco-da-velha. Um idoso que engatou um rapaz com idade para ser seu neto, foram de lua-de-mel, e o país apaixonou-se pela tragédia macabra ainda por explicar.

Talvez com este nevoeiro nos apareça por aí El rei Dom Sebastião, com mais de quatro séculos de atraso, - embora eu não enxergue tal vislumbramento nas eleições reais do próximo Domingo.

Juanna disse...

Foi um acto impulsivo derivado das circunstâncias, acredito piamente. Mas já não acredito no impulso de trucidar, retalhar e mutilar uma pessoa durante 1 hora depois de morta. Isso já não é impulso, é meditado. É macabro.

Alexandra disse...

"velho com aspecto de porco seboso"? Ui... Há quem tenha abusado das histórias infantis... Ai, sim, sim... Os feios são os maus e os bons são modelos... Pois...

O que é certo é que se ao invés de um "rapaz" fosse uma "miúda" da minha idade, a história seria outra. Seria da rameira e do golpe do baú para baixo, com direito a fogueira.

Acho lindo, lindo, fenomenal, quando se conhecem pormenores como o espancamento durante mais de uma hora, a profanação de cadáver ou o facto de ter passado a tarde toda com o corpo (a hora da morte foi declarada às 14h e saiu do quarto por volta das 19h, de banho tomado e fato aprumado) e virem dizer que "se passou".

Passou-se. Pois. Por muito que lhe desagradasse, poderia era ter optado por abrir a porta e sair. Virar as costas. Coisa difícil... Difícil...
Mas não se preocupem, vocês do "não se sabe o que aconteceu e ninguém sabe como reagiria" (Durante uma tarde inteira??? E as viagens anteriores? Os presentes? As dormidas na casa dele em Lisboa? O ser apresentado como namorado e não desmentir?)

Basta ver os portugueses na estrada. Como se relacionam, discutem e, se for preciso, saem do carro para pancada. Seguir em frente sem dar troco? É possível mas "macho" que é "macho" sabe lá o que é isso.

Enfim, resumindo, permuta-se Cantanhede por Olivença. Se for preciso, ainda ofereço umas quantas coutadas.

Trintão disse...

Don't worry a Justiça nos EUA não vai em cantigas!

Juanna disse...

Quanto à pergunta "se a tua princesinha fizesse algo errado tu n ias defender com unhas e dentes"(algo assim), é uma pergunta idiota. É claro que defenderia, para isso está a mãe/irmã/amigos do Renato. Acho bem que os amigos o defendam, eu faria o mesmo. Mas se a princesinha da Kitty Fane matasse o teu irmão (ó Mail da pergunta), tu também ias adorar que a Kitty Fane a defendesse, não? Os amigos estão para o ajudar, os desconhecidos para ler notícias e opinar. E dizer mal ou bem. Afinal de contas, o ser humano fala sem saber.

Rita disse...

Até mete raiva.. *