domingo, 22 de agosto de 2010

Palavras que podiam ser minhas




De cada vez que tenho um lampejo deste programa absolutamente vomitante chamado Toddlers and Tiaras, pergunto-me, como é que é possível.

Possível existirem mulheres destas a parirem miúdos, possível existir um país onde é permitido este tipo de concurso, possível existirem pais que assistem impávidos e serenos à esquizofrenia da mulher para com as filhas/filhos, possível conceber-se este tipo de concurso para bebés.

Estas mães, com graves problemas de identidade e traumas de infância, que fazem questão de viver o sonho da Cinderela através das filhas obrigam as miúdas (e miúdos também sim) a passarem pelo crivo de jurís, dentes postiços, unhas falsas, bronzeado artificial, vestidos de cabaret, laca no cabelo, prémios de dinheiro, frustrações, competição, vaidade, futilidade, tudo em nome dos seus próprios sonhos.Roça a psicopatia, ouvi-las justificarem tudo com o bem estar e gozo das filhas e depois ver as crianças com birras, amuos, sono, impaciência por terem que se sujeitar ao desfile de beleza infantil.

Eu gostava de tecer aqui uma verdadeira tese sobre como é triste vermos estas coisas acontecerem e ninguém fazer nada quanto a isso, mas a realidade é que só me ocorre a palavra bigorna, juntamente com a cabeça destas mães.

Ana C., no seu A vontade de Regresso

19 comentários:

Crises da Idade disse...

Concordo, nem sei como permitem programos deste género, é super ridiculo.

Dá uma olhadela :)
crisesdaidade.blogspot.com

Ellen disse...

E saber que muitas destas crianças fazem isto contra vontade... porque a vontade é unica e exclusivamente dos pais delas...

Quando e como eu quiser disse...

Acho o programa muito ridículo. E o pior é que as miúdas são tão mimadas! Fazem birras por tudo e por nada e lidam muito mal com a frustração. Boas educações que têm!

Clementine Tangerina disse...

Acho que as miudas ali n tem culpa nenhuma, as mães é que são umas futeis de primeira e fazem das filhas marionetas!

rosaamarela disse...

Peço desculpas, mas com tanta tecnologia á nossa disposição, com tanto centro comercial, com tantos livros nas prateleiras da Fnac, com tantas festas "meu querido mês de Agosto", pq vêm tanto "TELE lixo".

kss

Shadow Belle* disse...

Num mundo em que as crianças crescem muito mais depressa do que aquilo que deveria ser, é dever dos pais tentar prolongar a infância.
A última coisa que estas meninas precisam é uma antecipação do futuro: o mundo das aparências e da futilidade.

Deixem as crianças serem crianças!

É a primeira vez que comento, mas já leio este blog há algum tempo.
É muito bonito e bem escrito, cheguei a ficar acordada até às 04H da manhã a percorrer os arquivos eheh

Continua e boa sorte para tudo da tua vida*

Beatriz Fernandes disse...

Realmente tens mesmo razão! É dos poucos programas que passa no Discovery Travel and Living que não consigo ver... É triste como mães descabidas destas, se lhes podemos chamar mães, sujeitam as crianças a este tipo de vidas... É horrivelmente deprimente.

Usado Quase dado disse...

Triste..

--

usadoquasedado.blogspot.com

Rubi disse...

Tenho para mim que estes pais querem que os rebentos no futuro estejam nas capas de revistas porque sim, porque participam nos morangos, modelam ou andam com o jogador da bola. Os valores estão muito ao contrário, não se valoriza ou simplesmente não se conhece o esforço de jovens como a bombeira que morreu recentemente a apagar fogos sem ganhar nada, e que ainda fazia um part-time num supermercado e estudava na faculdade. Premeia-se sim a gaja com as mamocas maiores, a beleza física, a pose na playboy, e assim não se vai longe!

MintJulep disse...

http://coolmintjulep.blogspot.com/

Já tinha dissertado sobre isso aqui.

AnnaSo' disse...

Esse programa é do pior !
São crianças, só crianças -.-'

alexandra disse...

Se existe o programa é porque há audiências... ora se há audiências é porque há pessoas que vêem.
Eu nem sabia da existência deste programa e nem em que canal dá.
Acho é um piadão às pessoas que criticam um programa ( este como outros tantos) de tudo e mais alguma coisa e depois não perdem um único episódio. Lei da oferta e da procura, claro está.

Ana C. disse...

Alexandra, os chamados beauty pageants infantis sempre existiram nos Estados Unidos e sempre me repugnaram. Este programa apenas retrata uma realidade pré existente, entendes? No fundo não é o programa televisivo que é repugnante, mas sim a realidade que retrata.
Eu já passei a idade de dizer que alguma coisa é vomitante e vê-la ainda assim. Só vejo o que não me provoca nauseas.

António Prates disse...

Não conheço o programa, mas sem o conhecer visualizei o seu conteúdo no belo texto da Ana. Porém, além de todos estes disparates perversos que se praticam nesse tal Toddlers and Tiaras, este é um assunto que me fazia dactilografar por tempo indeterminado. Para dar uns pequenos exemplos de como abusamos dos nossos filhos, pergunto: O que será feito dessas crianças de “Uma Canção Para ti”? O que foi feito de Marisol? O que foi feito de Joselito? O que foi feito da Maria Armanda? O que foi feito do Saul? E o que foi feito das muitas crianças que são toxicodependentes e alcoólicas antes da sua adolescência, nas malhas podres do Sonho Americano. - Há inúmeros exemplos!

Para terminar, refiro o aproveitamento das religiões e a forma como as religiões lidam com a dignidade e com a inocência das crianças. Com que direito? Pergunto eu...

Paty Michele disse...

Um absurdo. São as mães que queriam essa vida de (suposto) glamour, e não as tem, porque devem ser feias e gordas ou sem muito graça. Esse tipo de evento ou programa deveria ser proibido!

http://patymichele.blogspot.com

Paula disse...

Medonho,mesmo...

Caucau Shoe Maniac disse...

AInda ontem o meu MIN virou-se para mim e disse "fogo, até estava admirado. Pensava que a professora, gira, era a mãe da miuda. Mas claro, só podia ser a louca da gorda. Isto não se faz!!!!"

Fuschia disse...

Nunca tinha ouvido falar de tal programa, mas basta pensar que a própria Britney Spears teve uma mãe assim, e acabou como acabou.

Minkah disse...

só "vi" o programa Uma Vez. até então, não sabia da existência de tal.
dá muita porcaria na tv, sim, mas isto é o cúmulo.
preferia ter continuado na ignorância.