segunda-feira, 12 de julho de 2010

Quando assim é, já não me parece que a culpa seja dos outros


Olivia Wilde

Há pessoas que estão sempre de mal com o mundo. Transportam uma amargura consigo que contamina todos os que estão ao seu redor. Todos nós temos fases más, em que andamos mais cansados, mais tristes, mais desiludidos. E, quando assim é, a vontade de nos virarmos contra tudo e todos fala mais alto. Mas quando damos conta de que há pessoas que estão assim todos os dias - de mal com a vida, com o trabalho, com os colegas, com os amigos, com a família - percebemos que afinal a culpa também tem de ser deles.

8 comentários:

Simplesmente eu... disse...

O melhor mesmo é afastarmo-nos dessas pessoas tóxicas antes que nos contaminem e fiquemos iguais a elas.

Paginas Frias disse...

Concordo 100%
Eu escolho afastar-me dessas pessoas... nunca trazem nada de bom!

... disse...

xiii, eu tenho uma assim, no meu local de trabalho... e senta-se à minha frente, às vezes s+o me apetece fugir, consegue estragar o ambiente de uma sala inteira :S

Anónima disse...

Nem sempre é total culpa dessas pessoas. Por vezes é mesmo o trabalho que é lixado, e ganha-se pouco. Infelizmente sei o que é isso, e também tive há pouco tempo. Hoje estou noutro emprego (de merda (desculpem a expressão) mas melhor. Infelizmente isto está mesmo uma grande exploração, e bons empregos andam em vias de extinção.
Contudo apesar das dificuldades e de engolirmos muitos sapos, temos de erguer a cabeça.

Falado dessas pessoas, que no fundo somos todas nós. Só que a diferença maior é que uns falam, e outros ficam com isso para dentro, e ficar para dentro é que é tóxico. Por vezes as pessoas falam em desabafo, para afastar os fantasmas da vida. Não mudam de emprego, por necessidade mesmo. Estamos num estado em que trabalha-se mais para sobreviver. Para algumas pessoas é assim mesmo. Ter filhos, casa, contas para pagar não é fácil, quando algumas vezes ganha-se pouco mais que o ordenado mínimo. É uma grande ginástica.

Atenção, eu acho que devemos ser positivos, mas tem dias que isso se torna impossivel. E também não devemos negar o que sentimos. Se nos sentimos mal com a vida, então é isso mesmo que sai para fora, e não adianta fingir.

Se calhar, se possivel, porque não tentar ajudar, animar essa pessoa que se sente mal com a vida, frustada. Sim! nem que seja fazer sorrir, ou simplesmente a nossa companhia, ou ouvidos para ela desabafar. Ao ouvir os outros também ficamos com percepção muitas vezes que os nossos problemas sao minisculos, e que andamos todos no mesmo barco.

Roxanne disse...

há pessoas que fazem dos dias maus estados de vida!

prada disse...

Pois as pessoas afastam-se dessa toxidade, mas não deviam.
Cada vez mais olhamos só para o nosso umbigo e tornamo-nos muito egoístas!
Todas as pessoas têm algo de bom para dar,mas não temos paciência para as ouvir.Não precisamos de ser todos psicólogos mas por vezes um sorriso de compreensão basta, Saber ouvir é o melhor que podemos fazer por alguem
que está a sofrer!
Ninguem é amargo por opção1

prada disse...

Não tinha lido os comentários e já vi que repeti o que escreveu Anonima só que acho que não é só a falta de dinheiro que torna as pessoas asssim.

Anónima disse...

Tens razão Prada. Podem ser muitas razões. Mas por vezes o dinheiro acaba por ser uma delas, pelo qual nos sujeitamos a muitas coisas. digo eu.