quinta-feira, 15 de julho de 2010

Olho para a rua e sinto uma inveja enorme daquelas pessoas que falam do tempo por baixo da minha janela


Emma Watson fotografada por Lorenzo Agius (2007)

Já tive esta sensação algumas vezes ao longo da minha vida. Sempre que chove no meu coração, acho que chove ou devia chover em todo o lado. E depois estranho que a Terra continue a girar, que o sol continue a brilhar lá fora e que as pessoas sigam a sua vida felizes e tranquilas, enquanto eu choro de dor dentro da minha casa.

21 comentários:

isabel disse...

Como te percebo... em tudo... Força e coragem foi o que me manteve a tona.

anita disse...

nao está facil! mas tudo se resolve

Teclas cor de Menta disse...

It's gonna be ok!:)

Helena Barreta disse...

Acho que o pior mesmo é quando nos apercebemos que a vida vai ter que continuar, que temos que nos vestir, alimentar, trabalhar. Quando nos apercebemos que afinal, melhor ou pior, vamos continuar a viver. E não queremos. Porque se é para viver sem coração, dispensávamos.

Um beijinho

Joana ' disse...

nunca te tinha sentido a escrever, com o coração tão na ponta dos dedos... espero que tudo passe bem rápido, que o amor vença tudo isto.

Isa disse...

Há uns anos atrás eu tinha um irmão em estado grave devido a um acidente de viação. Era altura do Natal e eu todos os dias o via visitar, apesar de ele não me ver ou ouvir eu queria estar com ele todos os dias. A caminho do hospital eu passava pelas ruas iluminadas e cheias de gente feliz, com a azáfama do Natal. E eu pensava "não é justo...". A gente lá fora feliz da vida, indiferentes á minha dor.
Por isso eu entendo muito bem o que sentes. Mas volto a dizer-te: VAI CORRER BEM.
O meu irmão acordou quando ninguém previa isso. E agora os Natais ainda têm um gostinho bem mais especial :)

Marilia disse...

Normalmente és tu quem nos dá força... O meu pensamento está contigo. Vai tudo correr bem.

EU SOU EU disse...

Não tenho acompanhado o teu sofrimento...nem muito menos sei o porquê desse sofrimento... ou quem está mal para que possas estar assim... mas os meus mais sinceros desejos de melhoras... estão com ele(a)...é realmente devastador a nós só nos apetecer chorar e não conseguirmos sorrir...e olharmos para os outros e ver-mos felicidade e alegria em tudo... mas são ciclos da vida...espero do fundo do meu coração que muito em breve possas estar novamente a sorrir..." A DOR TRANSFORMA-NOS MAS A ALEGRIA MELHORA-NOS..."

prada disse...

Essa sensação é-me muito familiar.
Afinal não somos o centro do universo e sentimo-nos muito sós, quanto possa ser imaginável.
Tenta ser forte e tenta mostrar isso mesmo.
Não te deixes abater.
Não é fácil,mas tem de ser assim!

Su disse...

Quando só queríamos dormir para que quando acordássemos tudo não passasse de um pesadelo. Espero que corra tudo bem. Tu és forte, já passaste pelo pior que uma pessoa pode passar, que é ter uma doença.
Sei que por mais que se diga a tua dor não vai passar. Por isso só espero que tudo se resolva depressa e pelo melhor e que voltes a sorrir.

Gelatina de morango disse...

Eu perdi o meu amor de há dez anos por incompatibilidades (não por falta de amor nem por doenças) e, apesar de não ser a mesma coisa, também estranho olhar para as pessoas e vê-las felizes a seguirem a sua vida.
Mas vai passar e tu vais voltar a ter razões para sorrir logo logo. Estou a torcer por ti. Beijinho

Leonor disse...

Kitty Fane, entendo-te muito bem. Mas olha, fala tu também. Articulando vocalmente as palavras, escrevendo, ou simplesmente dirigindo-as em pensamento. "Fala" da chuva que te surpreendeu. "Fala" da angústia. Mas, sobretudo, "fala" do amor que sentes. "Fala" com o teu amado. Diz-lhe tudo, tudo. E "fala", sem reservas, com os teus amigos, com todos. Os desta dimensão, terrena, e "os outros". Ou tu acreditas que um amor como esse não tem vários anjos a ajudar-vos? Tem sim. "Fala" com eles também.

Céu disse...

Querida Kitty
eu que sigo o teu blogue há tanto tempo...nunca te senti assim.
coragem e muita força
Céu

Vânia disse...

Minha linda tanta felicidade que te desejo. Faz-te bem ler estas coisas boas, tenho a certeza!
Ele vai ficar bem... Beijinho*

Jo disse...

Força, muita força!

Suely disse...

Coloque seus problemas nas mãos daquele que possa ajudá-la, Deus ou outra força qualquer, o vento que leve suas lágrimas para longe, o sol que possa secá-las. A vida é cheia de pedras pelo caminho e, também de gotas de chuva que nos lava a alma. E nos faz novos para mais um passo no nosso caminho. Com as dificuldades é que aprendemos a dar valor a coisas que valem a pena. Quando algo vale a pena, então, vale esperar. Coisas boas acontecerão é só acreditar. E esperar. Não mandamos no tempo, não mandamos na natureza, não mandamos em nosso coração. Deixa, então, acontecer...

Rita disse...

miúda... deus n dorme... há q ter fé. sempre. qq coisa conta cmg. bjinho e abraço apertado

ME disse...

Ainda na semana passada, com um dos meus no hospital, sem um diagnóstico e a temer o pior, passava pelas pessoas na rua e perguntava-me porque é que vocês sorriem? Porque vão ás compras e ao café? Porque têm as janelas abertas e porque estendem a roupa?
É irracional pensar isto... completamente... mas isso não nos impede de pensar...

Marta disse...

apetece gritar aos outros: "párem! porque é que continuam como se nada tivesse acontecido?" a dor engole-nos assim

Eu disse...

O que nos dá mais esperança apesar de muitas dores e sofrimentos, é que sabemos que mais tarde ou mais cedo tudo passa e a alegria volta ao de cima, por muito que custe ou por muito que demore.

Tudo de bom para Ti*

Shiine* disse...

Estou a passar por esta mesma dor. E identifico-me tanto mas tanto com os teus posts. Toda a gente ri, continua a vida, e nos estamos em casa, a rezar e a tentar n morrer de desgosto. Mas tenho toda a certeza que vai correr tudo bem com o teu amor, e com o meu.