sexta-feira, 2 de julho de 2010

O post anterior foi em jeito de provocação

Eu jamais me interessaria por um homem que não me ligasse absolutamente nada. Ou que me ligasse só um bocadinho. Que não demonstrasse que estava interessado em mim. Mas reconheço que em certas alturas e depois de nos conquistarem, o facto de eles nos ignorarem um bocadinho, ou de não nos darem a atenção que davam antes, põe-nos loucas. Sobretudo em certas fases da nossa vida. Sobretudo quando somos mais miúdas. Quando temos menos experiência. Quando não sabemos ainda muito bem aquilo que queremos.

Neste momento, mesmo depois de me conquistar, continuo a preferir um homem que me dê toda a atenção do mundo (mas sem ser melga) e que me dê provas do seu amor. Caso contrário, mais vale continuar sozinha.

Mas há por aí muito homem (não são todos) que, quanto mais os ignoramos, mais se interessam por nós. Disso não tenho dúvidas. E tenho provas mais do que suficientes.

9 comentários:

b disse...

Penso que no último caso esses tornam-se um pouco «melgas».

flor disse...

Eu acho que isso de ignorar , funciona para os dois lados... acho que o ser humano é assim mesmo gosta de sofrer e o mais dificil é sempre o mais apetecível...
Também sempre detestei homens melgas, acho que tudo na sua medida, mas quando conheci o meu marido, ele era super atencioso, super carinhoso, aquilo que eu habitualmente consideraria uma melga e no entanto com ele não senti nada disso, porque era o "tal"

Chisca disse...

Não o consigo ignorar, alguem me explica como é que isso se faz?! é quando se gosta, isso é quase impossivel!

Roxanne disse...

oh... tem que haver o mínimo de empenho!

Mary disse...

Tenho um marido que, sete anos depois, me continua a dedicar toda a atenção e a tecer os maiores elogios, mas sem ser minimamente melga (sendo que a linha que separa as duas situações é extremamente ténue). E posso confirmar que não há nada melhor, de filhos da mãe está o inferno cheio (ou deveria estar)!

Jo disse...

sim, mas quando sao muito melgas perdem o interesse todo... acho q o facto de eles nos ignorarem (numa primeira fase) espicáça-nos mais, dá-nos mais vontade de ir à luta.. depois depende, se ele corresponde ou nao. e aí sao alturas de decisoes!

Maria Flor disse...

Depende, o difícil é saber quando ignorá-los. Alguns merecem que os ignoremos para sempre, rs..
outros só pra sentirem saudade!

Turtle disse...

Normalmente passo por cá incógnita, mas este post tocou-me cá no fundo. Ignorar-me não me faz quere-lo mais, só me dá vontade de lhe apertar o pescoço (em sentido figurado, claro). Ele diz que ignorá-lo é a melhor maneira de o fazer cair em si quando faz asneira... mas até agora só consegui fazer isso uma ou duas vezes. Funciona, mas a que custo...

BUBBLES disse...

Muita atenção sempre! detesto ser ignorada.