terça-feira, 27 de julho de 2010

Eu adoro silêncios


Uma Thurman em Pulp Fiction

Como se costuma dizer, o grau de intimidade das pessoas mede-se pela capacidade de suportarem e apreciarem os silêncios.

15 comentários:

Teclas cor de Menta disse...

confere

Carla Marialva disse...

É de facto uma das coisas que nos faz ter a certeza que estamos com a pessoa certa.

Orchid Pink disse...

Silêncio... um dos melhores momentos que se pode ter, sabe tão bem (:

Sonhadora disse...

Vê-se bem que és professora! Tão bom o silêncio! Uma paz , um sossego, embora perceba que não é a esse silêncio que te referes, mas quando li o título, pensei logo no silêncio da sala de aula e que sabe tãaao bem. Eu até cotumo dizer aos meus alunos que o silêncio é de ouro... e eles próprios também já o dizem...
Claro que para o outro silêncio, o de duas almas, é necessária cumplicidade e sintonia ..

Marlucinha disse...

mai nada!

Paulo Nunes disse...

Eu também...
estar com uma pessoa que não pára de falar.. tatatata tititititi totototo e isto e aquilo.. olha ali e mais para alí.. vem cá, vai ali xixa penico :)

bolo de chocolate disse...

adoro, definitivamente, silêncios.

êne u êne ó disse...

Eu escrevi um dia:


Lembras-te daqueles silêncios maravilhosamente envolventes?
Eram nossos.
As palavras todos nós podemos roubar aos outros.
São simples meios ao alcance de todos.
Os silêncios são exclusivos daqueles que amamos.
São palavras de amar de verdade sem dizer.
Era neles que eu me senti uno.
A ti e ao Mundo.
Lembras-te?
Talvez já não… mas eu não os esqueci.


http://sentimentoseletras.blogspot.com/2007_02_01_archive.html


Por isso concordo plenamente contigo!

êne u êne ó disse...

Eu escrevi um dia:

http://sentimentoseletras.blogspot.com/2007_02_01_archive.html

Lembras-te daqueles silêncios maravilhosamente envolventes?
Eram nossos.
As palavras todos nós podemos roubar aos outros.
São simples meios ao alcance de todos.
Os silêncios são exclusivos daqueles que amamos.
São palavras de amar de verdade sem dizer.
Era neles que eu me senti uno.
A ti e ao Mundo.
Lembras-te?
Talvez já não… mas eu não os esqueci.

Por isso, concordo plenamente contigo!

escrever é mais fácil disse...

É a primeira vez que escrevo neste blog e é por ser uma super fã que fiquei com vontade de ter o meu... ainda é um bébé... mas também adora silêncios :)
Parabéns pelo teu blog e por fazeres com que pessoas ( como eu) que achavam que não era possível sentir através dele agora tenham a certeza que isso acontece!

prada disse...

Me too!

→ Calipso disse...

De facto, é bem verdade !!! Quando o silêncio deixa de ser awkward

Patrícia disse...

Grande verdade.

Dina disse...

É bem verdade ;)

Salvador disse...

Nada supera um silêncio cumplice, especialmente quando acompanhado por um daqueles olhares que tudo dizem...