quinta-feira, 27 de maio de 2010

Acampar ou não acampar, eis a questão!


Allegory of the Four Elements de Mark Ryden

Podem convencer-me a fazer muita coisa, e por amor já fiz algumas, menos a acampar. Acampei uma vez na vida, quando tinha dezoito anos, e jurei para nunca mais. Uma experiência para esquecer.

Ah e tal, mas fica mais barato.
Ora então se é para ficar mais barato, fico na minha casinha que, assim comássim, tenho óptimas praias a meia dúzia de quilómetros.

Ah e tal, mas estamos em perfeita comunhão com a natureza.
A comunhão com a natureza é muito bonita e eu gosto, mas não dentro de uma tenda, a ser atacada por exércitos de melgas e mosquitos, e a ouvir o barulho de mais cinquenta pessoas, sobretudo adolescentes bêbados.

Ah e tal, mas conheces sempre mais pessoas.
Bom, eu nessas coisas sou a criatura mais bicho-do-mato que existe. A não ser que vá com amigas de férias e se atravessem uns tipos giros e bem apessoados no nosso caminho, vá de férias com quem for, raramente conheço pessoas exteriores àquelas com quem eu estou. Jamais serei o casalinho que tem de conhecer sempre outro casalinho (como se os dois não fossem suficientes). Jamais serei a família que tem obrigatoriamente de conhecer outras famílias para assim confraternizarem. Não, eu quando vou de férias com determinada pessoa/pessoas, é mesmo para estar com essa pessoa. Se eventualmente alguém meter conversa connosco e nós até gostarmos, tudo bem. Caso contrário, nem pensar.

Ah e tal, é o máximo. E eu adoro.
São gostos. Haverá pessoas que adoram. Não sou eu, com certeza. Quem me tira uma caminha grande e fofinha e uma casinha-de-banho para tomar o meu banhinho e me besuntar com os meus cremes na paz dos anjos, tira-me tudo. Mas eu acho que com a idade ficamos assim, muito mais exigentes. Eu, quando era mais nova e estudava, também era assim. Faz parte. Neste momento, e como dizia o Oscar Wilde, tenho o mais simples dos gostos. Só me contento com o melhor.

44 comentários:

Dora disse...

Capricórnio não acampa. Capricórnio fica em cama fofinha.

Miss Dreams disse...

É daquelas coisas que eu digo mesmo NUNCA! Cruzes!

Conceição Barreta disse...

Nem mais,aiai assino por baixo,mas sei por experiencia própria que foi a idade e os gostos porque quando era nova acampei,campismo selvagem e em parques,não obrigado,nada contra a quem faça.....

Jaqueline disse...

Eu nunca acampei e nem pretendo acampar.

Eu só acampo em hotéis de 5* (Pronto, tb pode ser 4*)

E também não me convidem para ir para o Algarve, alugar uma casa, lavar, passar e cozinhar.

Prefiro, um fim-de-semana num tudo incluído 5* do que um mês no Algarve nestas condições.

I. disse...

A falta de casa de banho privativa é, para mim, um facto inultrapassável.
Fila para o banho (e outras coisas) é situação que jamé, comó outro.

Beyba disse...

Eu também nunca acampei! Nem faço intenções de tal. Sou como tu!
- Gosto de uma caminha com colchão e leçóis lavadinhos - nada de sacos cama e afins;
- Gosto de ter uma casa de banho ao lado, com chuveiro - nada de ir ao mato (cruzes canhoto) e ter de ficar na fila de toalha ao ombro;
- Gosto de ter a minha privacidade - demorar o meu tempo nas necessidades e no banho;
- Gosto de levantar e pôr os pés no chão de madeira - e não em ervas e pedras e bichos;
- Gosto de pequeno-almoço de hotel ou pousada ou turismo de habitação - e não precisa de ser de 5 estrelas;
- Gosto de fazer check-in e check-out.

A propósito disto, deste-me vontade de escrever um post sobre isto no meu blog.
;-)

Me disse...

Eu não teria escrito melhor!!!

Dudu disse...

Não acampar, com certeza, também só o fiz uma vez e nem montar a tenda conseguimos, (ainda não existia o decathlon), um verdadeiro suplicio aquelas 24 horas.

JU disse...

Andar pela natureza, fazer caminhadas, passáros a cantar,ervas a picar sa pernas, etc etc,tudo muito bem!
Mas no fim da aventura bora lá tomar um bannhinho numa banheira em condições e dormir numa caminha com tecto a sério por cima.

rosaamarela disse...

Eu tb só quero aquilo que mereço, “coisas simples” mas eu já tenho idade para isso, para se chegar a esse estatus tem que se ter alguma idade, que suponho que a katty ainda não tem.

Kss ksss kssss

rosaamarela disse...

as meninas são lindas e sinistras haverá poir sentimento ???

Vera disse...

Bem, pelos vistos sou muito simplória...eu adoro acampar!!! Os meus Filhos adoram acampar!!! Não vou contrapôr os meus argumentos de campista "militante" aos vossos de "frequentadoras de hotéis compulsivas", porque cada pessoa tem o direito à sua opinião, mas eu garanto-vos que com a idade vou gostando mais do meu parque de campismo!!! Não há melhor sítio para ler, escrever e descansar.
Beijos

rosaamarela disse...

Peço desculpa pelos erros, mas é dificil explicar as mil coisas que faço aos mesmo tempo...

sorry Kitty

Ana Sofia Santos disse...

o wc faz-me especie, tomar banho de biquini? onde faz chichi? dormir sobre a terra rija? onde lavava as mãos pra pôr tirar lentes de contacto? lavar os dentes

The Allure House disse...

Subscrevo inteiramente as suas palavras. Acampar só mesmo para aqueles que o fazem por gosto, ou para os adolescentes com as hormonas ao rubro e que pensam que viver intensamente é confraternizar em grupo nos ambientes do mais selvagem que há. Em adição, tenho a acrescentar que férias só com o meu grupo de selecção or by own my own. Confraternização exterior só apenas a posteriori caso se proporcione e seja do meu agrado. E não isto não se gera só e apenas com a idade lol é algo que vem da pessoa. Depende do quão inibida ou desprendida de certos hábitos de certas coisas ela é. :)

Cláudia disse...

Assino por baixo...aliás, ue ainda sou pior que prefiro um hotel às casa dos amigos, por muito boas que sejam!
Privacidade não tem preço!

Paty Michele disse...

Tbm sou capricorniana e amo Oscar Wilde, portanto, no camping.

sofia disse...

Há dois anos tentei...os meus filhos queriam muito!
Lá fui eu, de tenda, sacos-cama e tal... Aguentei dois dias!
Agora usamos a tenda para acampar no Verão, mas no jardim cá de casa!

Paulo Nunes disse...

Acampar só se for para uma Bodyboard trip, de resto... gosto de estar num apartamento bem confortável.
A falta de água corrente (privada)... faz-me confusão! Já a Luz passo bem sem ela :)

Vera disse...

tb acampei, em tempos...agora para ter de dormir no chão, arrumar mil e uma tralhas, co-habitar com insectos, bichos rastejantes e afins...fico na minha casinha!E estou com a jaqueline, não me digam para alugar uma casa onde quer que seja e ter de limpar, arrumar, cozinhar...para são ferias para os homens...prefiro ir de vez em quando para um hotelzinho qualquer de 3 ou 4* apresentável e com pelo menos, as mesmas condições que tenho em minha casa!


Big kiss

prada disse...

Não gosto, fiz uma tentativa para ver um rally em Vila do Conde e tive de regressar a meio da noite para a minha caminha, qual tenda qual quê? Tenda só com boa cama e casa de banho a ouvir os elefantes a passar ao lado.. para aí já me podem convidar!!

Rita G. disse...

Podia ter sido escrito por mim:) Acamapar never!! Bj:)

zozô disse...

Apoiadíssimo.

Paula disse...

Acampar,para mim,só se fôr no Sheraton...

Margarida disse...

Resposta à tua questão: Acampar!

Silvia disse...

Já eu acho que com a companhia certa até no inferno se acampa.

Didá disse...

Com tenda nem pensar. Parques de campismo com adolescentes bêbados, muito menos!! Mas mudei muito de opinião (por amor) em relação ao campismo. Com uma roulotte tens caminha e tecto, até tens cozinha! De preferência, no meio da natureza e não num parque cheio de famílias!

Precis Almana disse...

Há parques de campismo e parques de campismo. E há um parque de campismo que há uns anos já estava a anos luz de muitos por aí; agora desconheço se mantém a qualidade. Chama-se Parque de campismo da Galé, praia da Galé ao pé da Comporta. Vai lá um dia só passear, pelo menos. Alguns dos mitos do campismo desaparecem ali. E tem bungalows.
http://www.campinggale.com/lang-pt/parque-img.html

A. disse...

Eu acho que há tempo para tudo. Há que se aproveitar de tudo um pouco. As coisas simples e as coisas sofisticadas.

Confesso que não sou grande fã do campismo. Há coisas que me incomodam um pouco, mas sinceramente sou bastante flexível e adaptável às situações.

Ainda no último fim-de-semana acampei e não me arrependo nada de o ter feito. Foi bom, tinha a praia quase quase aos meus pés, tinha um refeitório com uma comidinha boa, o banho foi tranquilo, sem filas, sem stress. foi óptimo.

Agora estou a preparar um fim-de-semana oposto ao anterior. Num hotel catita, cheio de coisas boas, massagens, piscinas, spa, um pequeno-almoço do melhor, uma cama confortável...

Cada vez mais me convenço que devemos aproveitar de tudo. Há tanta coisa boa nesta vida! E já aprendi que não se deve dizer: "Desta água não beberei"

Amoreca disse...

Também já o fiz aos 20, mas não gosto, muito menos nos parques portugueses. Seria capaz de uma excepção se numa viagem fantástica a um sítio exótico, inóspito e longínquo, pelo fascínio do diferente e da aventura.

A. disse...

O parque da Galé foi onde estive. 130km de Lisboa, mais coisa menos coisa. Apesar de não ser um hotel 5* é bastante bom.

Parque da Galé

Vera disse...

Nós acampamos de roullote.
Num parque de campismo bestial, o SITAVA, antes de chegar a VIla Nova de Milfontes.
Há zonas diferenciadas de roullotes e de tendas. Adolescentes bêbados, não há!
É um parque com excelentes wc's, com uma óptima piscia, campo de ténis e acesso à praia - http://www.sitava.pt/turismo/galeria.htm

Miss Silvers disse...

Gosto do quadro, e de acampar(desde q n seja em parque de campismo). Mas, voltando ao quadro, qual o elemento fogo? Está a escapar-me algo...

Isa disse...

Bem eu vou ser do contra. Posso?
EU ADORO ACAMPAR!
Também adoro viajar, hoteis de 5* e conforto e tal mas o camping é divertido e as minhas filhas adoram.

Logicamente que seleciono os parques de campismo (só vou para os de 4* e 5*). Há muitos parques mesmo bons no sul de Espanha e Portugal. Este ano talvez vá para o zmar (espreitem se tiverem pachorra:http://www.zmar.eu/ ou então http://www.campinglamarina.com/)

Não, não temos que dormir no chão duro! Existem uns colchões muito confortáveis.
Não, não tomamos banho em bikini. Há várias casas de banho e muito asseadas e com óptimas condições.
Não, não há filas para o banho o w.c.
Os lençois são meus e portanto: mais lavadinhos não há.
No camping ninguém vai ao mato (isso já não existe)
Quando acordamos temos as lonas e não colocamos o pé no chão. Se vamos para fora colocamos o chinelinho..
Bebados e adolescentes não tenho encontrado pois como vou para parques de campismo + caros isso é dificil encontrar. De qualquer forma há sempre guardas pelos parques e se houver barulhos a partir de certas horas, são imediatamente chamados á atenção ou até expulsos.
Em muitos campings parece que estamos em autenticos resorts: temos praias (lindas) privativas, muitas piscinas, bares, animações nocturas, restaurantes, etc..etc...

Eu também gosto de me arranjar e não é por isso que deixo de o fazer no camping.
Sim, eu adoro acordar no meio da natureza, ouvir os passarinhos, ir tomar o meu duche, passar os meus cremes (há sempre uma condições dentro do duche para tal), ir buscar o pão fresquinho ao supermercado, fazer um café e sentar-me com a familia a tomar um pequeno almoço divertido e despreocupado. Minhas filhas sentem-se livres e divertem-se muito. Há muitos parques infantis e elas conhecem outras crianças e divertem-se enquanto nós estamos na piscina ou simplesmente ali ao lado, no bar, lendo um livro ou conversando.

Também não curto conhecer pessoal. Mesmo no estrangeiro se há portugueses no hotel ou parque de campismo não faço questão de os conhecer só porque a nacionalidade é a mesma.
Eu gosto muito de estar apenas e só com o marido e filhas.
Se conhecer alguém, ok na boa. Mas não faço por isso.

Bem, dei a minha opinião.
Ainda bem que não gostamos todos do mesmo não é? (o que seria do amarelo...).

Beiju.
Adoro ler o teu blog

Su disse...

Eu detesto acampar! Ia quando só estudava, porque os meus amigos iam todos e era a única maneira de passar férias. Desde que comecei a trabalhar nunca mais!

Márcia disse...

Mas existe uma boa alternativa que são os bungalows e até têm banho privativo.

Menina do Norte disse...

AMO acampar! É, para mim, das melhores coisas do mundo! Já nem tenho conta das vezes que o fiz!

Um Beijinho*

Juanna disse...

Oh obrigada por me ajudares a colocar palavras na explicação que quero dar ao meu marido quando ele se põe com essa m**** do acampar. Há dois anos acampámos e foi lindo ouvir os traques dos outros, as conversas, os arrotos, etc, etc...fora os bêbados que chegavam a meio da noite e acordavam o parque inteiro. Ah, e ir à wc pública, numa sanita sem assento e de limpeza duvidosa...é um nojo.

Daniel Monferrato disse...

Eu, Daniel Monferrato, abomino essa prática neolítica, que são os acampamentos.

Gostam? “Humm, que é tão bom dormir no chão! Ai que é tão bom ir tomar banho em balneários! Ui, o que eu gosto de ouvir a bicheza durante a noite ali mesmo ao lado!”

Conseguiram apanhar-me na esparrela uma única vez, já que eu não quis continuar a criticar esta prática, sem conhecimento de causa.

Assim sendo, lá fui eu há uns anos com uns amigos, acampar para um parque de campismo em Albufeira. Ora aí está uma mistura explosiva: “Parque de Campismo” e Albufeira”. Dois ingredientes, por si só potencialmente catastróficos, que uma vez combinados se tornam numa calamidade!

Não me alongarei em mais explicações. Apenas uma conclusão: NUNCA MAIS!

Kella disse...

Ora aqui está uma opinião que partilho contigo.

A mamã da Beatriz... disse...

Mais uma que não é adepta do acampar...

Pinkk Candy disse...

eu já acampei quando era escuteira.
outros tempos, outra idade, nessa altura gostava.

agora nem pensar.

xoxo

Gelatina de morango disse...

A família do meu namorado é constituída por muitos irmãos e respectivos apêndices e rebentos. Todos os anos vão TODOS acampar. Coitadinha de mim que lá tenho que ir para não passar pela "emproada da família"...mas que custa, ui se custa!

S. disse...

Acampar não é comigo... e acho que é trauma. Durante muitos anos os meus pais fizeram campismo na Praia Verde (Montegordo)e lá ia eu com eles e achava imensa piada mas quando cresci percebi que ter a roupa com formigas, não poder tomar banho às horas que queria, ter tudo amontoado e viver que nem nómada não era para mim. Mais tarde já com os meus 21 anos fiz uma nova tentativa, mas como é óbvio não correu nada bem, formigas, melgas, casas de banho sujas, depilação, etc etc na na ni na não... foi a última vez!