sexta-feira, 23 de abril de 2010

É que eu sou uma menina caseira que já não está para grandes confusões


Marilyn Monroe

Há umas semanas recebi uns e-mails muito simpáticos onde se perguntava se eu estava interessada em participar naquelas festas de lançamento de produtos, uma vez que os bloggers são cada vez mais líderes de opinião e tal, e eu até disse que sim (Why not?), e até dei a minha morada.

Entretanto começaram a chegar os convites. Festa no dia tal e tal, dress code tal, com jantarada e muita música à mistura e presentes no final, e foi aí que eu caí na real. Mas, esperem lá, querem ver que eu me vou transformar num daqueles membros da brigada do croquete - que são conhecidos precisamente por não fazerem nada de útil à sociedade - e vou começar a fazer de tudo para aparecer? Oh, God! Onde é que já chegámos, Kitty Fane Maria? Shame on you.

E foi aí que concluí que eu não devia estar mesmo boa da cabecinha quando pensei sequer nessa hipótese. E, de facto, não estava.

Será que não dá para receber os presentinhos no aconchego do lar sem ter de ir às referidas festarolas? Isso é que era bom. É que eu sou uma menina muito caseira. Cada vez mais. Já só quero é miminhos, sopinhas e descanso. Chego ao final do dia quero é descalçar os sapatinhos, rodear-me de quem e do que eu gosto, e ficar no sofá enroscada a ver maus programas de televisão até adormecer.

10 comentários:

Nox Lilin disse...

Kitty Fane, membro da brigada do croquete???????????
É que nem pensar!

Lady Oh my Dog! disse...

engraçado que a mim também me pediram tudo isso que dizes mas convites nem vê-los.

devem-se ter arrependido. é que eu parecendo que não, como e bebo por duas.

Paulo Nunes disse...

Uau, estou surpreendido contigo! caseirinha? muito bem! já subiste mais 0,0000456% na minha consideração :P hehe
eu já sou assim..... desde os 20 :)
beijinhos!

rosaamarela disse...

Menina caseira, essa é que eu não acredito, mas enfim tb não vejo interesse nenhum em ir as essas pseudo festas, só se for para poupar na conta do super, pq tirando isso não aportam nada de mais á nossa vida.

Eu pessoalmente faço um grande sacrificio em ir aos jantares de Natal, Euromilhões, sardinhadas etc etc , no meio do do trabalho como é evidente ...

A Pipoca Mais Azeda disse...

Ui ui que a brigada croquete te vai cair em cima... vale uma aposta?
Btw acho que as finanças deviam reconhecer - Aparecer - como uma actividade e atribuir-lhe um CAE e tudo... é que cada vez há mais...

Buttafly...fly...fly... disse...

Já somos duas. Os convites até estão lindos e as festarolas soam bem, com presentinhos de amostra e tuditudo, mas depois arranjar tempo e motivação é que é mais difícil. E confirma-se, pelo correio só chegam mesmo envelopes pequeninos, nada de caixinhas com aparelhos interessantes... Não cabiam, depois tínhamos de ir aos CTT levantar e era uma chatice... Os senhores dos dptos de marketing até são nossos amigos, é bem de ver.

;)

Dulce Alves disse...

Podes sempre aproveitar as vernissages para fazer um estudo sociológico sobre as espécies que por lá encontras... e depois relatas tudo aqui no blog, proporcionando gargalhadas à malta ;))))

suddenly twenty disse...

humm podias ir por experiência, e a uma ou outra, não é preciso ser a todas, para que as pessoas fiquem com essa ideia de ti :)

A miuda dos saltos altos disse...

Festas a qualquer preço, não obrigada!

FSM disse...

A vantagem de ser livre é poder escolher ir ou não ir! :) E só vale a pena ir, se nos sentirmos bem com isso. Mas essa decisão é de cada um!