terça-feira, 13 de abril de 2010

Depressão pós-férias


Marilyn Monroe

Não há dúvida de que as férias são uma coisa maravilhosa e tudo e tudo, mas o regresso ao trabalho é sempre tãããão penoso. Oh, God! O tempo não passa. Custa tudo a dobrar. Falta a paciência. O corpo só pede caminha. E, como se não bastasse tudo isto, fui presenteada com uma daquelas constipações horríveis que me tem transformado o nariz num monte Everest de carne viva (às custas de tanto assoar). O que vale é que os alunos, depois das férias, regressam sempre calmos e cheios de vontade de trabalhar. Valha-me isso.

5 comentários:

Jaqueline disse...

Sei bem o que é isso, porque também sofro desse mal.

Morcegos no Sótão disse...

Não costumo comentar, apesar de vir espreitar regularmente, mas só para dizer que adoro o facto de seres professora. =) Posso perguntar se de crianças ou adolescentes?

MJNuts

disse...

"O que vale é que os alunos, depois das férias, regressam sempre calmos e cheios de vontade de trabalhar."
Tal e qual como os profs!
Anime-se: este terceiro período é pequenino. Só é pena os próximos feriados calharem em dias inúteis.

Sara disse...

Eu chamo-lhes os "travel blues".

E é sensãção mais agridoce que se pode sentir. A alegria por se ter lá estado e a tristeza por termos de voltar!

De ver as tuas fotos de NY ficou uma vontade ainda maior de ir para lá!

E vou mesmo!

Parto no sábado!

;)

Bjinhos

Sara

joana disse...

Os meus primos também vieram domingo de madrugada de NY...ah e são os dois professores (a ver se param de a melgar porque é professora e vai de férias e blá, blá blá).