segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Nos bons e nos maus momentos


Brooke Shields, Lindsay Price e Kim Raver em "Lipstick Jungle"

É certo que nos momentos maus se vê quem são os verdadeiros amigos. Aliás, eu acho que as pessoas nessas alturas revelam tudo o que têm de bom e tudo o que têm de mau. Muitos, nessas fases, acabam por cair fora, porque quem atravessa um momento mau dá trabalho. E não estão para ter esse trabalho, optando pelo tradicional "foi um ar que se lhe deu". Desaparecendo sem deixar rasto. Ou ficando, de repente, cheios de trabalho. Mas não é só nos momentos maus que se vê quem são os verdadeiros amigos. Nos momentos bons também. É que é muito fácil dar a mão a quem está na fossa, mas dar a mão a quem está lá no topo, não é assim tanto. É que não é nada fácil conviver com o sucesso e com as conquistas dos outros sem atirar uma ou outra boquinha, ao invés de se ficar naturalmente feliz por isso.

18 comentários:

ANA disse...

Genuinamente de acordo. Senti, em ambas as situações, o que dizes. E então aquela parte em que referes o aumento de trabalho, é mesmo verdade! O desaparecer é óbvio, mas pelo menos já se sabe com o que se conta.
Ouvir a palavra PARABÉNS quando alcanças um feito, isso sim... também é raro. Pelo menos dito sem nenhuma agulha a espetar no instante seguinte.

Gostei do texto. De se tirar o chapéu!

Anônimo disse...

nem mais!

Maria André disse...

Concordo plenamente ! a inveja do sucesso e das conquistas dos outros causa mt "comichao" a mt gente :)
adorei a foto, tenho a no meu FB e lembra me o quao bonito é ter amigas de verdade :)
beijoo

Cate disse...

Quero distância dessas pessoas.

hierra disse...

Ora nem mais, ás vezes qdo se tem sucesso e se está no topo, os falsos amigos se fazem notar pela inveja e pela dificuldade em aceitar o sucesso dos outros..o que nem sequer faz sentido porque o sucesso, como tudo na vida, é efémero...

Guerreira disse...

Concordo com o que dizes, mas concordo mais ainda com a parte de ser amigo nos momentos maus demonstra se realmente é ou não amigo de verdade, isto nas mnhs experiências, porque eu quando estou mal, sou estremamente insuportável, é preciso conhecer-me bem para não se dizer alguma coisa que não se deve, porque aí pode estoirar uma bomba mundia :)
Mas claro estar na m.... e ver os outros a abarrotar de felicidade não é fácil, mas quando gosto de alguém fico feliz por essa pessoa.

Alexandra disse...

Muito bem dito. Quando estamos nos maus momentos faz falta e dói essa ausência mas as boquinhas, ausências, caras más nos bons momentos chegam a ser chocantes.

Atena disse...

Felizmente tenho amigos verdadeiros que sempre me apoiaram em tudo foxem momentos mau como bons =)

Mas já conheci a outra faceta de umas ditas "amigas"!!!
De pessoas como essas so que distancia e muita!!

Miss Kitty disse...

Não podia concordar mais!

**

Anônimo disse...

O topo é um lugar solitário. Não é novidade.

Pepper disse...

Concordo plenamente. Em ambas as situações podemos avaliar o que as pessoas são na verdade.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Palmas para você!!! Adorei e Adoro*****************************************************************
Beijo imenso pra que abrace o oceano e eu sempre a alcance*
Keep the beat, please*************
Renata eu e daí?

Red disse...

acho que nunca comentei aqui, mas já tenho vindo a ler o teu blog há algum tempo... e desta teve de ser porque finalmente alguém me compreende! lol

é que nos maus momentos perdem-se aqueles que nunca foram sequer amigos e que devíamos andar mesmo tapadinhas para achar que sim. agora nos momentos meeesmo bons perdemos supostos amigos que estiveram connosco desde sempre, memo nos maus momentos, mas que mal se sintam ofuscados toca de espicaçar e de reduzir a coisa à mó de baixo outra vez.

coisa feia, a inveja. por isso os meus são mesmo poucos. mas são mesmo bons.

gostei do post. :)

Cenourit@ disse...

Grande verdade!

Calíope disse...

Tens toda a razão! Pode até não ser por mal, mas às vezes há ali uma pontinha de inveja que fica com os pés de fora... E como lidar com essa situação? (pergunto eu) a) Sorrir como se nada fosse connosco; b) Dizer: "Olha, se te mexesses um bocado também chegavas lá!". Mais ideias?

Pistaxa disse...

Não podia concordar mais, aliás como sempre claro =D

LuLu disse...

Como eu me identifico com o que escreveste..

Nos dois momentos da minha vida apareceram e desapareceram da minha vida pessoas que eu achava que conhecia. Mas tenho 3 pessoas que se mantêm firmes e fortes como rochedos perante as advertências da vida.

Que se mantenham na tua vida aqueles seres puros que consegues fazer sobressair o melhor de ti!

Um abraço!

Mario disse...

Por isso que em 35 anos vividos, tenho 1 amigo de verdade. Daquele tipo de amigo, que se estiver do outro lado do mundo e precisar de ajuda ele aparece.
Tenho seguido o teu blog e não tenho por habito deixar comentarios, mas apesar de teres imensas seguidoras (praticamente só mulheres por aqui), cá fica o meu contributo :)
Felicidades e continua assim!