segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Coisa feia, a inveja


Gisele Bündchen

Eu rio-me sempre quando oiço pessoas a dizerem que não são nada invejosas, que nunca sentiram inveja de nada nem de ninguém. Que horror, a inveja, dizem elas. Estão a mentir. Todos nós já sentimos, pelo menos alguma vez, inveja. A inveja faz parte do ser humano. A única diferença é que há pessoas que invejam tudo e todos, e, tomados por essa inveja, rogam pragas aos outros, fazem-lhes mal, e nunca conseguem ficar satisfeitos com a sua vida, tudo isto vinte e quatro horas por dia, e há outras que têm pequenos ataques inofensivos de invejite que duram apenas alguns segundos. Eu, confesso, tenho, frequentemente, pequenos ataques destes.

Por exemplo, há dias, ali no Chiado, passou por mim uma turista japonesa que, para além do cabelo lindo e brilhante que possuía, levava ainda ao ombro uma Chanel 2.55 que se notava a léguas que era verdadeira. Sim, essas coisas notam-se a léguas. Obviamente que quando vi aquilo fiquei roída de inveja, pois queria mesmo era que aquela maloca tão gira fosse minha. Malvada japonesa, pensei eu para os meus botões. Mas, cinco minutos depois, já nem me lembrava daquele episódio.

Outras coisas que me causam pequenos ataques de invejite são as viagens dos outros. Sobretudo as viagens aos Estados Unidos, mais concretamente as idas a Nova Iorque. Fico verde de inveja quando sei que alguém vai. Malvados, penso eu. Mas depois passa-me aquilo e fico ansiosa pelo regresso deles para ouvir as suas histórias, ver as suas fotos, matar saudades da cidade.

Também invejo os meus pais porque estão juntos há cinquenta e dois anos. Invejo pessoas que têm tempo para tudo. Invejo pessoas que sempre foram saudáveis e que não têm preocupações como eu tenho. Invejo a Gisele Bündchen pelo corpo, pelo cabelo e pelo Tom Brady. Invejo aquelas pessoas muito arrumadas. Invejo as pessoas que escrevem muito bem. ...

Sou uma invejosa, portanto.

25 comentários:

aespumadosdias disse...

As tuas são invejas inofensivas.
:)

Andorinha disse...

;)) Eu prometo que me vou lembrar de ti em NY e que se pedires muito (kidding) eu e a Luna te trazemos um presente ;) Só queremos uma coisinha em troca...uma listinha dos sítios fantásticos que não podemos de todo perder! Que achas? Tens o mail de cada uma ;) Beijinhos grandes! Sofia

I. disse...

LOL! Também sofro desses ataques de invejite. Passam-me depressa, felizmente.
E não te acontece por vezes veres alguém com uma mala/sapatos/vestido/pregadeira podres de lindos, e teres vontade de ir perguntar onde comprou?

ffiffas disse...

E essas pessoas que dizem "inveja? nem pensar, que coisa tão feia" e depois dizem "eu não tenho inveja - que a inveja é horrível - mas fiquei cheia de raiva por ele ter ido ali..." Como se ficar com raiva de alguém fosse melhor do que ter inveja! Essas invejas que falas são naturais no ser humano - o querer algo que outro tem-, verdadeiramente feio é desejar mal a quem tem só porque o tem (e nós não, ou às vezes até temos, mas temos que ter melhor, ser melhores em tudo). Ou seja, aliar a competição à inveja. Essas pessoas sim, só nos fazem mal!

Finotti, Mariana disse...

concordo totaaaaaaaaaaaaaaalmente!

CarlaB disse...

És uma invejosa inofensiva :)
Admito que tenho umas vezes esse tipo de inveja passageira.
O que condeno é a inveja má, em que as pessoas acabam por terem acções condenaveis e elas proprias acabam por serem infelizes.

Alexandra disse...

Raramente tenho esses ataques mas, quando os tenho, sinto que estou a cometer o pecado capital. Penso logo nessas pessoas que vivem a invejar, a rogar pragas e a tornar negra a vida dos outros só pela inveja. Penso no poder que efectivamente exercem e tenho horrores em ver-me nesse papel.

Felizmente passam depressa! Quando se trata de coisas, geralmente elogio e pergunto onde comprou. Fica resolvido.

A. disse...

Realmente há com cada coisa... eu ainda este fds ia escrever um post sobre as invejas que sinto.

E não é que tu eras uma das invejadas? Ai ai... nunca estamos contentes com o que temos.

Anônimo disse...

Inveja de escrever bem? mal há alguém que escreve melhor do que tu?!!!

bjs

S* disse...

Inveja dessa, da saudável, sinto eu todos os dias. :P

Capitão Microondas disse...

ouvia no outro dia uma interessante (como quase todas) entrevista do CVM no "Pessoal e Transmissível" a um escritor brasileiro cujo o nome não me recordo que escreveu um livro sobre a inveja e que afirmava exactamente isso e concordo: podemo-nos por com tretas, dizer que não somos invejosos, e até podemos não ser, por sistema, mas quem disser que em nenhum momento na sua vida sentiu inveja mente. A inveja é a coisa mais natural do mundo, como tantas outras "falhas" humanas, desde que seja (muito) episódica e não sistemática. Vejo-a como o ciúme no fundo, nesta perspectiva.

Atenção que no entanto o autor colocava a inveja num plano diferente do que por vezes é usado linguisticamente: normalmente as pessoas referem inveja como a cobiça pelo que o outro tem, o desejo de ter igual. Há ainda quem a refira como sinónimo de egoismo (ex. um miudo que não partilha doces é por vezes referido como invejoso). O autor refere inveja como, mais do que querermos ter o que o outro tem, não querermos que o outro tenha o que tem (ex. para quem vive o mundo da bola com paixão, a inveja, neste sentido, é comum sempre que um clube rival vence um troféu. Não só gostariamos que o nosso clube conquistasse aquilo como também gostariamos que o rival não o fizesse)

J disse...

Invejas passageiras são muito naturais e até saudáveis. Fazem parte da condição humana :) No meu caso, este inverno invejei as meninas com belos casacos vermelhos, que eu muito tentei procurar e não encontrei nenhum de que gostasse..

Invejas crónicas é que são problemáticas. Nunca conheci pessoas mais amargas do que as invejosas de tudo (até do ar) que os outros respiravam.

Marisa disse...

Por acaso se tivesse visto essa chinesa tambem iria sentir inveja. :P

Atena disse...

Quem é que não sofre desses ataques de invejite???

Toda a gente sofre disso e que ninguem diga que não, pq é mentira!!

Eu sofro muito com sapatos e carteiras...looooool

prada disse...

No sentido que descreves é normalissima, mas a outra.. é perigosa!

MiaMartolas disse...

somos todos uma cambada de invejosos portanto :b

Nuno disse...

Eu invejo não ter um blogue igual ao teu. Mas a verdade é que não tenho "apetite" para estar a escrever! Prefiro muito mais deixar comentários. :)

Beijitos,
Nuno.

hierra disse...

mas falas na inveja no bom sentido, eu tb invejo assim...agora aquelas pessoas que têm como característica essencial serem invejosas ui, meu deus, são pior que um encosto...invejam desde o baton até à unha do pé encravada...e não se percebe porquÊ!

S. disse...

Sinto inveja quase todos os dias por pequenas coisas, acho que é normal sou uma invejosa assumida! :)

Daniela Major disse...

Muito bem Kitty. O que interessa é que as pessoas adimitam :D

Carrie disse...

Confesso que tou com inveja do corpinho da Gisele pronto ;)

Kiss kiss

Guerreira disse...

Realmente são invejas inofensivas, que pelo menos essas todas as pessoas teem, pelo menos essas. Mas acho que perdes tempo a mais a ter inveja :)

Anônimo disse...

eskeces.te que nao se pode afirmar nada como se fossem verdades supremas.

há quem sinta uma inveja descomunal, há quem sinta inveja inofensiva e há quem se esteja a cagar para as malas e roupas e sapatos e corpo dos outros.

há gente e gente, e a realidade é uma coisas muito complexa.

Anônimo disse...

Já passou algum tempo desde que colocaste este post mas não posso deixar de te fazer um reparo.

Não sou muito de blogs mas leio-te com alguma regularidade. E porquê? Simplesmente porque q tua escrita é fluida, simples e clara. Para mim isso é escrever bem!! Conseguimos seguir o teu raciocinio sem nos perder nas virgulas e tempo a descobrir o que está para ali a destoar.

Clareza na escrita torna-a compreensível para todos. Para mim esse é o verdadeiro Dom.

Boa sorte para a(s) crónia(s)!!!

P.s. Quando me refiro a simplicidade, não quero dizer linguagem comum e oral.Isso não é escrita!Apesar de alguns insistirem..

euexisto disse...

http://euestouvivo.blogspot.com/2010/08/divina-inveja.html

um post sobre o mesmo assunto. e sempre é publicidade ao meu blog, que bem precisa.

gostei do que escreveste. revi-me no texto